Off-roads 2007 - Safra nova

Novas motocicletas do tipo cross já foram lançadas. Os motores quatro tempos, o abuso de materiais nobres e leves e até a partida elétrica são os destaques

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 24/07/2006 12:00 Caderno de Veículos /Estado de Minas
Yamaha YZF 450 F ganhou freio dianteiro do tipo wave - Divulgação / Yamaha Yamaha YZF 450 F ganhou freio dianteiro do tipo wave
A safra 2007 das motos fora-de-estrada, especialmente os modelos cross, já está sendo vendida. Normalmente, as motos do tipo cross japonesas são fabricadas em uma só fornada, para abastecer o mercado pelo resto da temporada. Por isso, chegam com tanta antecedência. As mesmas motos, desenvolvidas nas pistas e nos laboratórios, também dão origem aos respectivos modelos de enduro, com modificações no motor, para oferecer mais torque, além da parte elétrica.

Algumas marcas européias, porém, desenvolvem paralelamente tanto os modelos cross quanto os de enduro, representando um notável esforço de especialização, muitas vezes traduzido em performance. As fábricas também adotam cores oficiais, para imediata identificação. Assim, a Yamaha encampou o azul, a Honda, o vermelho, a Kawasaki, o verde, a Suzuki, o amarelo, e a austríaca KTM, o laranja. E é a KTM que apresenta as maiores novidades em sua linha 2007.

Os motores quatro tempos já reinam soberanos sobre os dois tempos, praticamente banidos, por causa das cada vez mais severas leis ambientais. As motos de cross de 450cm³, safra 2007, são exemplo. O motor rende cerca de 60cv e o peso quase sempre é inferior aos 100kg. A KTM, com o modelo 450 SX-F, foi mais longe. Instalou partida elétrica, dispensando o pedal. A moto é totalmente nova: motor, quadro (ainda em tubos de cromo molibidênio), visual e subquadro em alumínio.
Kawasaki KX 450 F (verde) tem novo quadro em alumínio. KTM 450 SX-F (vermelha) radicalizou e vem com partida elétrica - Divulgação Kawasaki KX 450 F (verde) tem novo quadro em alumínio. KTM 450 SX-F (vermelha) radicalizou e vem com partida elétrica

A mesa pode ser regulada, permitindo um ajuste de até 10mm na distância entre-eixos de 1.475mm. O câmbio é de quatro marchas, escape em titânio e o peso a seco de 104kg. A suspensão traseira, sem links, tem 325mm. A nova Yamaha YZF 450F, ganhou pequenos ajustes, uma série especial na cor branca, novos guidão, freio dianteiro no formato wave com 250mm e sistema de embreagem. O motor tem cinco válvulas em titânio. O escape também é em titânio. O peso a seco é de 99,7kg.

Tendência

O uso de materiais nobres e leves, como titânio e alumínio, é uma tendência. Com exceção da KTM, todas as novas cross 2007 têm quadro em alumínio. Porém ainda não adotaram a injeção eletrônica, que deve ser o próximo desenvolvimento e tendência. A Honda CRF 450 R ganhou novos sistema de descompressão, mapa de ignição, subquadro e suspensão dianteira recalibrada. O peso a seco é de 99,1kg e o câmbio de cinco marchas. A distância entre-eixos é de 1.490mm.

A SuzukiRM-Z 450 (primeiro modelo quatro tempos a vencer o supercross americano) chega com novos quadro, balança traseira, escape e radiador, além da versão Ricky Carmichael réplica. O câmbio tem quatro marchas e o peso a seco é de 100kg. A Kawasaki KX 450 F (caçula das quatro tempos com pouco mais de 1 ano) ganhou novos quadro perimetral em alumínio, garfo dianteiro e cubos de roda. O motor, desenvolvido em conjunto com a Suzuki, tem ajustes próprios. O peso a seco é de 99,7kg.
Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas
14 de agosto de 2017
07 de agosto de 2017

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação