BMW G 650 Xchallenge Hard Enduro - Classe na lama

Novo modelo fora-de-estrada tem desempenho excepcional e suspensão traseira pneumática mais leve e sofisticada, que substitui o amortecedor convencional

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 24/11/2006 23:59 Téo Mascarenhas /Estado de Minas
Feita para encarar as trilhas, a G 650 Xchallenge pesa 144 kg - Fotos: BMW/Divulgação Feita para encarar as trilhas, a G 650 Xchallenge pesa 144 kg
A tradicional marca alemã BMW, entre outras características, é conhecida pela sofisticação e luxo de seus modelos. Tem uma linha recheada de eletrônica embarcada, que melhora conforto e a segurança. Sem perder este foco, mas mudando a direção, lançou o modelo G 650 Xchallenge Hard Enduro, que é uma moto para encarar as trilhas, sem dó nem piedade. Trata-se de modelo que reúne itens de fora-de-estrada, com inovações tecnológicas específicas, e a grife BMW.

A nova moto G 650 Xchallenge pertence a uma família que usa a mesma base mecânica (motor e quadro), junto com a G 650 Xmoto Street Moto, com estilo supermoto, e a G 650 Xcountry Scranbler, uma mistura das anteriores. Neste mundo globalizado, as novas motos são produzidas na Itália, em cooperação com a Aprilia. Já o motor, vem da Áustria, fabricado pela Rotax. O motor com um cilindro, refrigeração líquida, injeção eletrônica e 652 cm³, fornece 53 cv a 7.000rpm.

Reforço

O propulsor é o mesmo que equipa o modelo F 650 (comercializado no Brasil), que continua em linha, mas foi retrabalhado, perdendo peso e ganhando mais 3 cv. O cabeçote de quatro válvulas tem nova configuração. O modelo G 650 Xchallenge Hard Enduro está homologado para rodar na cidade (pneus mistos, farol, lanterna traseira, com leds, piscas, etc), mas tem um kit, inclusive com escape de competição Akrapovic (2,8 kg mais leve do que o original), que a deixa totalmente radical.
A moto é estreita e alta, como convém a uma fora-de-estrada - A moto é estreita e alta, como convém a uma fora-de-estrada

Para reduzir o centro de gravidade, o tanque de 9,5 litros fica sob o banco. O quadro é um inédito perimetral em aço, com partes em alumínio. O radiador também é de alumínio, assim como as rodas e a estreita e longa balança da suspensão traseira. Tudo isso permitiu que o peso fique em razoáveis 144 kg a seco. A altura do banco, porém, não faz concessão. Como uma legítima fora-de-estrada, fica a 930 mm do chão, dificultando a vida dos pernas curtas.

Suspensão

Uma das grandes inovações do modelo é o sistema de suspensão traseira. Em vez do mono amortecedor tradicional, tem uma bolsa pneumática, batizada de Airdamping System, fabricada pela Continental (produtora de pneus), presente também no modelo HP2 1200. O bom curso é de 270 mm e tem a possibilidade de regulagens, com mais ou menos pressão. Para emergências, a nova G 650 Xchallenge vem com uma bomba manual de alta pressão embaixo do banco.

A suspensão dianteira é convencional invertida, com tubos de 43 mm de diâmetro e os mesmo 270 mm de curso. O freio dianteiro tem disco tipo wave de 300 mm e pinça Brembo de duplo pistão. O traseiro tem 240 mm. A BMW oferece como opcional, o sistema ABS. O câmbio é de cinco marchas. A roda dianteira tem 21 polegadas e a traseira 18. A BMW também oferece uma extensa lista de equipamentos e acessórios, como GPS, bolsas, etc. O modelo vai ser importado para o Brasil, mas data e preço não foram definidos.
Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas
14 de agosto de 2017
07 de agosto de 2017

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação