KTM 690 Supermoto - O ET do asfalto

Com visual controvertido, nova moto também chama a atenção pelo motor de um cilindro, que desenvolve 63cv, e pelo esmerado pacote técnico, que inclui câmbio de seis marchas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 08/12/2006 22:56 Téo Mascarenhas /Estado de Minas
Com 63 cv, trata-se do motor mais potente monocilindro do mercado - Fotos: KTM/Divulgação Com 63 cv, trata-se do motor mais potente monocilindro do mercado
O segmento batizado de supermoto nasceu devido à adaptação de motos do tipo fora-de-estrada aos equipamentos criados para rodar nas ruas. As suspensões foram recalibradas, os aros de rodas substituídos por medidas menores e calçados com pneus esportivos de asfalto, e os freios dianteiros superdimensionados. Esse tipo de transformação deixa a moto bastante arisca e divertida de pilotar, juntando flexibilidade, potência e um visual bem exótico. Essa mania está se espalhando rapidamente pelo mundo, inclusive (mais lentamente) no Brasil.

Quando as montadoras lançavam um modelo misto, ou fora-de-estrada puro, logo em seguida vinha o filhote supermoto, especialmente na Europa, onde a modalidade é muito difundida, inclusive em competições. A situação começa a mudar, com as fábricas apresentando modelos mais específicos, desenvolvidos com foco mais concentrado no segmento, como o caso da nova KTM 690 Supermoto, mostrada em outubro, mas que só será vendida em 2007. Trata-se de uma motocicleta com um desenho surpreendente e motor de um cilindro, bastante potente.

Força

A austríaca KTM caprichou no propulsor. Com larga experiência e muitas vitórias no rali Paris Dacar, a marca investiu no desenvolvimento de um motor monocilíndrico (LC4 de última geração), mais leve e potente, para equipar seus protótipos (em função das novas regras de disputa que valorizam o manejo em vez da velocidade), e que também chegam, com adaptações, aos modelos comerciais. Com 653,7 cm³, o propulsor desenvolve nada menos que 63 cv a 7500 rpm. Um recorde para a categoria.
Visual exótico, com grande pára-lamas dianteiro e escapes verticais, é o destaque - Visual exótico, com grande pára-lamas dianteiro e escapes verticais, é o destaque

Bastante compacto e leve, o motor conta com balanceiros (contrapesos) internos para reduzir as vibrações, refrigeração líquida, quatro válvulas e injeção eletrônica de combustível. A embreagem tem acionamento hidráulico e sistema APTC (adler power torque clutch), que evita o travamento da roda traseira nas reduções bruscas de marchas, facilitando a pilotagem esportiva, típica das motos do segmento. Para extrair melhor toda a potência do motor, o câmbio tem seis velocidades.

Figurino

O visual da nova KTM 690 Supermoto causa bastante impacto e fortes divergências de opinião. Entretanto, não causa é indiferença, pois chama tanta a atenção quanto um ET. Na dianteira, a moto tem um pára-lamas integrado ao farol, que lembra um grande bico de pato. Colado à roda dianteira, está uma espécie de continuação do pára-lamas. Na traseira, foram incorporadas duas enormes ponteiras do escape em aço, quase verticais, como duas chaminés, semelhantes ao modelo 690 Rally Race Réplica, que tem base mecânica semelhante. Tudo para atender as rígidas normas ambientais.

O quadro tem arquitetura em treliça, também com tecnologia das competições. A suspensão dianteira é invertida (do tipo White Power), com tubos de 48mm de diâmetro e 210 mm de curso. A traseira é também do tipo WP, mas mono e com curso de 210 mm. As rodas têm aros de 17 polegadas, calçadas com pneus 120/70 na dianteira e 160/60 na traseira. O freio dianteiro tem disco único de 320 mm e pinça Brembo de quatro pistãos. O peso a seco é de 152 kg. O representante oficial KTM no Brasil ainda não anunciou a importação. Informações: (11) 3082-6577.
Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas
19 de setembro de 2017
11 de setembro de 2017

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação