Honda CB 1300 Super Four - Clássica com gás

Depois de discreta aparição no Salão do Automóvel de São Paulo de 2006, com visual tradicional e motor de quatro cilindros em linha, modelo chega em junho ao Brasil

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 01/02/2007 09:01 Téo Mascarenhas /Estado de Minas
Motor tem injeção eletrônica, mas suspensões são convencionais - Fotos: Honda/Divulgação Motor tem injeção eletrônica, mas suspensões são convencionais
Apresentada discretamente durante o Salão do Automóvel de São Paulo, em outubro de 2006, a grandalhona Honda CB 1300 Super-Four será comercializada oficialmente, a partir de junho no Brasil. O modelo faz parte da política de expansão da linha de importadas da marca, que já conta com as superesportivas CBR 600 e CBR 1000, a motossauro Gold Wing 1800 e a big custom VTX 1800. e que, em breve, também terá a on-off-road Varadero 1000. Importada do Japão, via Manaus, a nova moto será vendida com preço estimado entre R$ 45 mil e R$ 55 mil.

Lançada em 2003, a CB 1300 conserva o estilo clássico e a essência das motocicletas genuínas. Nada de carenagens, motorzão propositalmente à mostra e farol redondo. A fórmula tradicional das motos dos anos 70, que tem um público cativo e fervoroso (inclusive por oferecer uma solução mais econômica) é viabilizada pela construção mais simplificada. Entretanto, o porte, a força e o desempenho permanecem, para satisfazer não apenas o bolso, mas também o ego da clientela.

Músculos
Intrumentos do painel circulares compõem o visual. CB 1300 mistura elementos clássicos com tecnologia de ponta - Intrumentos do painel circulares compõem o visual. CB 1300 mistura elementos clássicos com tecnologia de ponta

Em 2005, a CB 1300 passou por uma modernização técnica, que incluiu a opção do freio ABS. Na operação, a moto aumentou o peso (que saltou de 234,4 kg para 237,9 kg), ganhou uma central de processamento e discos de freio dianteiros levemente mais finos (com 4,5 mm de espessura e 310 mm de diâmetro), mas pinças de quatro pistãos. O freio traseiro tem 256 mm de diâmetro. O motor continua o clássico quatro cilindros em linha, que faz a concessão da refrigeração líquida, para aumentar a eficiência.

Outras modernidades são a injeção eletrônica de combustível e as quatro válvulas por cilindro. Os aperfeiçoamentos técnicos, com pequenas mudanças internas, permitiram ao motor de 1.284 cm³ ganhar maior torque em baixos giros, aumentando o prazer da pilotagem: são 115,5 cv a 7.500 rpm e torque de 11,9 Kgfm a 5.500 rpm, que garantem arrancadas de um dragster e uma velocidade final de 225 km/h. O câmbio tem cinco marchas e o escapamento incorpora saída lateral de forma clássica, do tipo quatro em um.

Duplo

Igualmente tradicionais são as suspensões. Na dianteira, em vez do sistema invertido, o modelo adota o tipo upside down, mas com bengalas telescópicas, com tubos de 43 mm de diâmetro e 120 mm de curso. Na traseira, assim como nas motos das décadas de 60/70, o modelo adota dois amortecedores, só que com moderna tecnologia: têm reservatório de expansão de gás e 116 mm de curso. As duas suspensões são reguláveis. Outra característica clássica da CB 1300 são os instrumentos do painel, com dois relógios redondos.

A modernidade adicional é uma pequena tela digital, para manter o piloto informado da temperatura, das horas e de outros dados não disponíveis no sistema analógico. Misturando o clássico e o moderno, a moto conta com balança traseira em alumínio, mas quadro em aço de dupla trave. A lanterna traseira tem futuristas leds (diodos emissores de luz), e a chave, o sistema antifurto HISS (Honda Ignition Security System). Já as rodas são em liga leve, com aros de 17 polegadas. O tanque comporta 21 litros e as cores disponíveis serão branca (com detalhes em vermelho) e preta.
Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas
19 de setembro de 2017
11 de setembro de 2017

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação