Adrenalina - Centenário acelerado

A mitológica prova da Ilha de Man, colônia inglesa, com circuito desafiador de 60,7 quilômetros, que inclui montanhas e tempo imprevisível, completou 100 anos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 22/08/2007 13:23 Téo Mascarenhas /Estado de Minas
Nas lombadas, motos decolam e, durante o percurso, fazem média de 200km/h - Fotos: A Grande aventura do motociclismo/Giacomo Agostini/Reprodução Nas lombadas, motos decolam e, durante o percurso, fazem média de 200km/h
Em fins de maio, um dos mais famosos e antigos palcos da história do motociclismo de competição mundial completou um século. A mitológica prova da Ilha de Man, também conhecida como Tourist Trophy, ou simplesmente TT, contudo, começou depois que a Inglaterra proibiu provas em circuitos de rua. A Ilha de Man, com administração independente, e situada entre a Inglaterra e a Irlanda, foi a saída para driblar a imposição. Em 28 de maio de 1907, foi dada a largada para a primeira prova, que se tornaria uma das mais perigosas e famosas do planeta.

Depois de alguns testes, o circuito de 60,7 quilômetros de extensão, com 256 curvas, composto de estradas, uma parte montanhosa, retas de quase seis quilômetros, várias pontes e travessia de vilas, foi adotado como oficial. O percurso era tão longo, que os pilotos não largavam em blocos, mas de dois em dois, disputando contra o relógio. O interessante é que o competidor poderia encontrar chuva, e até neblina, em alguns trechos do circuito. Para isso, as equipes tinham olheiros, que informavam os pilotos em várias partes, por meio de placas.

Desafio
Circuito tem trechos de várias características, com os pilotos passando próximos a muros de pedra - Circuito tem trechos de várias características, com os pilotos passando próximos a muros de pedra
Em 1949, a prova passou a receber o mundial de motovelocidade, ganhando ainda mais status. Com o desenvolvimento das motos de competição, cada vez mais rápidas, o circuito, sem adequação necessária, ficou inviável. Em 1977, deixou de fazer parte do calendário do mundial, mas não perdeu a fama e a chama do desafio, atraindo os principais pilotos do mundo. Em comemoração aos 100 anos da prova, foram realizadas várias programações, como o desfile de motos clássicas e vencedoras da disputa.

Entre os maiores campeões da Ilha de Man estão Giacomo Agostini, Phil Read, Mike Hailwood e J. Dunlop. Esse último, com 26 vitórias em várias categorias, foi o maior vencedor, recebendo o título de King of the road. Os pilotos do passado deram voltas com suas motos da época e participaram de várias festividades. Hoje, para participar da prova é necessário um período de adaptação, com várias voltas no circuito. Na prova de verdade, comemorando o centenário, o piloto Johm McGuiness acelerou para valer, vencendo a prova, com a incrível marca de 208km/h de média horária. Tudo isso, em estradas que ficam abertas o ano todo, recheadas por muros, meios-fios, árvores, postes, lombadas e um público apaixonado. Um desafio para mais 100 anos.


Veículos

Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas
04 de novembro de 2017
28 de outubro de 2017

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação