Suzuki Gemma 250 - Pilotagem folgada

Scooter-conceito é bastante baixo e tem grande distância entre-eixos, para melhorar conforto de condutor e passageiro. Motor de quatro tempos fornece 32 cv de potência

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 23/01/2008 16:34 Téo Mascarenhas /Estado de Minas
Suzuki/Divulgação
Apresentado durante o 40º Tokyo Motor Show, no Japão, em novembro, o scooter-conceito Suzuki Gemma 250 propõe a filosofia do transporte solidário, já que foi projetado para rodar preferencialmente com duas pessoas. Na tarefa de oferecer mais conforto para piloto e passageiro, também incorporou alguns cacoetes presentes em motocicletas estradeiras, do tipo custom, como o conceito longa e baixa, com grande distância entre-eixos e altura do solo reduzida.

Nessa empreitada, as rodas foram colocadas radicalmente nas extremidades, elevando o comprimento total do scooter Gemma para 2,35 m. Por outro lado, sobrou espaço no recheio, que pode ser transformado em uma espécie de grande poltrona ambulante. O banco é praticamente plano, para facilitar o embarque e desembarque, tanto do piloto quanto do passageiro. Além disso, todo o veículo é extremamente baixo e sua altura máxima é ligeiramente maior que 1 metro.

Deitado
Essa ergonomia, assim como nas motocicletas custom, também permite que o piloto guie com as pernas quase que completamente esticadas e os braços relaxados, como se estivesse deitado em uma limusine. Além disso, a plataforma de apoio, que se estende por toda a lateral, pode ser usada pelo garupa, melhorando seu conforto. Para completar, o passageiro também conta com uma barra de apoio traseira, que pode servir como encosto.

Com a drástica redução na altura do Suzuki Gemma, não sobrou espaço para o porta-malas, tradicionalmente instalado sob o banco nos scooters convencionais. A solução foi deslocar o compartimento mais para a frente, no vão central, já que a grande distância entre-eixos proporcionou ampla área horizontal. Esse novo porta-malas, com chave, também pode abrigar os capacetes e não chega a interferir no embarque e desembarque.

Comprido
O inconveniente é que, por ser bem mais comprido, o Gemma é também mais difícil de manobrar entre os carros no trânsito engarrafado, por exemplo. Por outro lado, oferece mais estabilidade e conforto em trechos de retas. O motor escolhido para equipar o Gemma é um 250 cm³, do tipo quatro tempos, com um cilindro, quatro válvulas, equipado com refrigeração líquida e que fornece 32 cv. É interessante por sua equilibrada relação entre tamanho, desempenho, economia e custo de manutenção.

Embora apresentado como protótipo, o novo Gemma deve ganhar a linha de produção comercial em curto espaço de tempo. O visual impressiona, com um pára-lamas dianteiro de grandes proporções, encobrindo também as barras da suspensão. O farol também tem generosas dimensões. Entretanto, diferentemente dos outros scooters, o modelo não tem pára-brisas. Os freios são a disco e a embreagem e o câmbio, automáticos. O painel é completo e a chave conta com sistema antifurto.
Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas
26 de setembro de 2017
19 de setembro de 2017

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação