Honda TRX 420 Fourtrax - Trator ou brinquedo

Novos quadriciclos da marca japonesa chegam para substituir os modelos 350 e têm injeção eletrônica de combustível e refrigeração líquida. O visual é mais atualizado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 06/04/2008 14:17 Téo Mascarenhas /Estado de Minas
Fotos:Caio Mattos/Honda/Divulgação
De Itu (SP) - Nem duas, nem quatro rodas. Os quadriciclos Honda foram inventados nos anos 1970, na Califórnia (Estados Unidos) inicialmente como veículos voltados para o lazer. Os engenheiro da marca japonesa, depois de experimentar alguns conceitos, desenvolveram um modelo divertido, com três rodas, equipado com pneus do tipo balão, adaptado para rodar na areia e no fora-de-estrada, que dispensava a suspensão dianteira. Algum tempo depois, as três rodas foram trocadas por dois pares, surgindo um quadriciclo.

O veículo foi sendo desenvolvido e hoje tem uma enorme gama de modelos e marcas, além de um voraz mercado mundial, voltado tanto para o lazer quanto para o trabalho no campo. A Honda iniciou os estudos para o lançamento de seus modelos no Brasil, no início dos anos 1990, mas a crise que assolou o setor congelou os planos da montadora, que só foram retomados em 2001, com o início da comercialização dos modelos Fourtrax 350, equipados com motor de um cilindro, refrigerado a ar e alimentado por carburador.

Agora, a Honda aposenta o modelo 350, substituído por um mais avançado tecnologicamente, o Fourtrax 420, equipado com refrigeração líquida e injeção eletrônica de combustível. O caderno Veículos avaliou o novo modelo, que tem duas versões: a TRX 420 Fourtrax TM (R$ 16,8 mil), com tração apenas no eixo traseiro; e o TRX 420 Foutrax FM (R$ 18,9 mil), com opção de tração nos dois eixos. Os preços têm como base o estado de São Paulo, e não incluem óleo, frete e seguro. O pacote técnico engloba outras alterações técnicas, para facilitar a vida do piloto, e modernizações no visual.
Para a lida no campo, o modelo FM tem tração nos dois eixos - Para a lida no campo, o modelo FM tem tração nos dois eixos

Pilotar o Foutrax 420 é bastante divertido, já que ele também pode ser conduzido de forma esportiva. O modelo FM tem um sistema manual, que possibilita ativar ou desativar (de forma fácil) a tração dianteira. Somente com a tração traseira, o Fourtrax proporciona derrapagens, virando um brinquedão. Para os mais abusados, existe um sensor de inclinação, que corta a ignição, na iminência de tombamento.

Trator
Com a tração integral, o veículo se transforma em uma espécie de trator, capaz de realizar tarefas pesadas no dia-a-dia da fazenda, com diferencial dianteiro autoblocante, equipado com sensor de torque e limitador de deslizamento. Para essa tarefa, o quadriciclo tem engate para reboque, que traciona até 385 kg, bagageiro dianteiro (com capacidade para 30 kg) e traseiro (para 60 kg). Além da capacidade de carga, o Fourtrax tem tomadas de força para acoplamento de acessórios e implementos, pneus de grande capacidade de tração e baixa pressão (menos de 3 libras em cada), que proporcionam pouca compactação do solo. Para pilotar, existe um guidão como nas motos, mas o acelerador está em uma alavanca, no polegar direito, como medida de segurança. O câmbio tem cinco marchas, com primeira super-reduzida, e marcha à ré, além de embreagem automática. Os freios dianteiros são a disco e o traseiro, a tambor.

O famigerado quebra-mato está presente, com a ressalva de que o veículo só pode rodar mesmo no campo e não na cidade. O painel é simples, apenas com as luzes de advertência e indicador do nível de combustível. A suspensão dianteira é independente, com 160 mm de curso. A traseira é do tipo mono, também com 160 mm de curso. O sistema de iluminação tem duplo farol, com desenho recortado. Instalado longitudinalmente, o motor tem cilindro e desenvolve 26,5 cv de potência a 6.000 rpm e 3,09 kgfm de torque a 5.500 rpm. O peso a seco do modelo TM é 237 kg, e do FM, 254 kg. A rede de concessionários é exclusiva. Em Belo Horizonte, a responsável é a Minas Motos, telefone (31) 2101-1833.

(*) Viajou a convite da Honda do Brasil
Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas
11 de setembro de 2017
06 de setembro de 2017

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação