Novas Suzuki Bandit 650 e 1250 - De ar para água

O fabricante japonês vai comercializar no Brasil, a partir de maio, as duas novas motos, que são equipadas com novos quadros, refrigeração líquida e injeção eletrônica

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 16/04/2008 16:26 Téo Mascarenhas /Estado de Minas
A Bandit 1250 tem regulagem na altura do banco e no guidão - Fotos: Suzuki/Divulgação A Bandit 1250 tem regulagem na altura do banco e no guidão
A Suzuki demorou duas décadas para modernizar radicalmente seus modelos Bandit, que eram refrigerados a ar e óleo, e ainda derivados das primeiras superesportivas GSX-R, para, finalmente, equipá-los (a partir da geração 2006) com refrigeração líquida, injeção eletrônica, novos quadros, visual e ergonomia. As novas motocicletas 650 e 1250 também têm a versão S, equipadas com semicarenagem e o sistema de freios antitravamento ABS (opcional).

O Brasil vai esperar ainda mais tempo, já que a nova geração Bandit, apesar de ter sido apresentada oficialmente no país durante o 9º Salão Das Duas Rodas, em São Paulo, em outubro de 2007, somente vai chegar às concessionárias no início de maio. Os preços ainda não foram definidos, mas, certamente, serão mais salgados do que os modelos atuais, dotados de menos tecnologia. Os antigos, entretanto, vão continuar na linha, convivendo com os novos, até o estoque acabar.
Bandit 650 e Bandit 1250 - Bandit 650 e Bandit 1250

Fora
Um importante item de segurança, porém, não vai estar disponível, nem como opcional, nos modelos nacionais, que são montados em Manaus (AM). Os freios antitravamento ABS ficaram sumariamente de fora do pacote brasileiro. As versões N (naked), sem carenagem, e S (Sport), com carenagem, no entanto, estão garantidas. As novas motos também vão conviver com a nova Hayabusa 1300, que tem o mesmo motor da B-King, que a Suzuki também planeja trazer a partir de junho.

A nova Bandit 650 tem propulsor de quatro cilindros em linha, com 656 cm³, 16 válvulas, injeção eletrônica e refrigeração líquida, que fornece 85 cv a 10.500 rpm. Para melhorar a ergonomia e adaptação do piloto, o banco pode ser ajustado entre 770 mm e 790 mm de altura. O guidão também pode ser regulado. O peso a seco da versão N é de 218 kg, enquanto o da versão S, de 221 kg. A versão N conserva o grande farol redondo, no estilo das motos dos anos 1970.

Maior
O modelo Bandit 1250 teve o motor de quatro cilindros em linha (com 16 válvulas) aumentado de 1.157 cm³ para 1.255 cm³, ganhando 98 cm³, além da refrigeração líquida e injeção eletrônica de combustível. A potência agora subiu para 98 cv (a 7.500 rpm). O câmbio também foi reprojetado. Em vez das cinco marchas, a nova Bandit 1250 agora tem seis velocidades, permitindo um melhor aproveitamento do propulsor.

Para suportar a maior potência, o quadro foi igualmente modernizado. Construído em aço, com berço duplo, ele foi reforçado, com aumento no diâmetro dos tubos, e agora tem 10% a mais de rigidez. O banco também pode ser regulado na altura, para melhorar o conforto, variando entre 790 mm e 810 mm. A suspensão dianteira é telescópica (como na 650), com tubos de 43 mm de diâmetro e 130 mm de curso; e a traseira, mono, com 136 mm de curso. Os freios dianteiros têm duplo disco, de 310 mm cada, e o traseiro um único, de 240 mm. O peso a seco da versão N é de 226 kg, e da S, 229 kg.

Veículos

Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas
20 de novembro de 2017
04 de novembro de 2017

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação