Prestação de motos vai cair 6% com IOF menor

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 21/11/2008 18:03 Portal Vrum
Agência Estado

A redução de 3,38% para 0,38% no imposto sobre operações financeiras (IOF) sobre o financiamento de motocicletas deve representar uma queda de 6% nas prestações. Numa parcela de R$ 200, comum no segmento, a economia será de R$ 12 ao mês, calculam os fabricantes.

Mantega: redução de IOF para comprar moto sai em breve

Anunciada na quarta-feira, a medida entrará em vigor assim que for publicada no Diário Oficial da União. Faz parte do pacote de ações que o governo federal vem adotando para reanimar as vendas de veículos, em queda por causa da falta de crédito. “A redução do imposto vai ajudar”, diz Mário Sérgio Franco, sócio da Dafra, fabricante de motos em Manaus (AM). Ele reclama, porém, que o crédito continua escasso. “Antes, de cada 100 fichas, 45 eram aprovadas; agora, são no máximo 30.

Pedro Schwambach, do grupo Parvi, com 40 lojas em vários Estados concorda que a falta de crédito é o principal inibidor dos negócios. As vendas do grupo passaram de uma média de 2 mil motos ao mês para 1,2 mil. Para Schwambach, apesar de bem-vinda, a redução do IOF não é relevante. “Tenho cliente, tenho fluxo, o que não tenho é aprovação de crédito.

Em outubro, as vendas em todo o País caíram 18,5% ante setembro, para 150,1 mil motos, e 12,2% ante igual mês de 2007, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos (Fenabrave). Pelo menos 75% das vendas são financiadas. Na primeira quinzena de novembro somaram 69.834 motos, uma retração de 10,7% ante outubro e de 14,5% ante igual período de 2007. Fábricas em Manaus, como a Honda e a Dafra, anunciaram férias coletivas e podem demitir. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo
Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas
19 de setembro de 2017
11 de setembro de 2017

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação