Triumph Bonneville T 100 - Coroa enxuta

Objeto de desejo de uma época mais romântica, modelo que fez muito sucesso nos anos 1950 e 1960 ganha versão comemorativa e atualizada, com motor de dois cilindros

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 01/04/2009 16:09 Téo Mascarenhas /Estado de Minas
Desenho clássico, com farol redondo e banco reto, foi mantido - Fotos: Triumph/Divulgação Desenho clássico, com farol redondo e banco reto, foi mantido
Para comemorar os 50 anos de uma de suas motocicletas mais emblemáticas e de maior sucesso em todo o mundo, lançada em 1959, a marca britânica Triumph fabricou uma série especial e limitada do modelo Bonneville, com o cuidado de preservar algumas características originais, mas empregando tecnologia atualizada. A pintura do tanque em duas cores, com as tonalidades da época, foi mantida, assim como o famoso motor de dois cilindros paralelos refrigerados a ar. Entretanto, a cilindrada foi aumentada dos antigos 650 cm³ para os atuais 865 cm³.

Foram produzidas apenas 650 unidades, em homenagem ao formato inicial do motor, com direito a uma placa numerada na motocicleta e um certificado, assinado pelo presidente da montadora, John Bloor. Esse investidor inglês, apaixonado por motos, foi o responsável pelo renascimento da marca, que sucumbiu na década de 1970, por conta da falta de modernização de seus produtos e pela invasão japonesa, com modelos mais baratos e atraentes. O modelo Bonneville foi exatamente o último a sucumbir, em 1983, mesmo assim por ter sido produzido por uma cooperativa de ex-funcionários da marca.

Homenagem
No início dos anos 1990, completamente reformulada e modernizada, a Triumph voltou ao mercado, produzindo modelos com tecnologia de ponta, inclusive a atualizada linha Bonneville, com modelos retrô, que agora recebe a edição comemorativa de 50 anos. A motocicleta original nasceu como evolução do modelo Speed Twin e foi uma das responsáveis pela popularização dos motores com arquitetura de dois cilindros paralelos. O nome Bonneville foi uma homenagem ao lago salgado do estado de Utah, nos Estados Unidos, onde eram feitas as tentativas de quebra de recordes de velocidade, por ser plano e bastante extenso e, por isso, usado até hoje.
Cinquenta anos separam os modelos, que, lado a lado, comemoram a data - Cinquenta anos separam os modelos, que, lado a lado, comemoram a data

Algumas das quebras de recorde foram feitas pela própria Triumph, com modelos especiais, conferindo prestígio para a marca. O modelo original, carinhosamente chamado de Bonnie, tinha 650 cm³, quadro tubular, dois carburadores, quatro marchas, painel no bojo do farol, 183 kg de peso a seco e velocidade final de 177 km/h. O modelo comemorativo de 50 anos também tem motor de dois cilindros paralelos, refrigerados a ar, câmbio de cinco marchas, quadro em tubos de aço, mas com injeção eletrônica e cilindrada aumentada para 865 cm³, comercialmente chamada de 900. Ganhou ainda emblema comemorativo em dourado nas laterais.

Atualizações
Para ser fiel ao modelo original, as rodas são raiadas, mas com aros de 17 polegadas de diâmetro e pneus sem câmara. O banco, sem ressaltos e liso, como o da época, ganhou acabamento com filete branco em seu entorno, mantendo o visual do modelo pioneiro. Os escapes baixos e cromados, com uma saída de cada lado, ponteiras afuniladas, também obedece ao projeto inicial. O guidão do modelo comemorativo foi levemente encurtado e as canelas da suspensão dianteira, pintadas de preto, para manter a originalidade.

Não foi possível manter os freios do modelo original, que usavam o menos eficiente sistema de tambor, que foi substituído por um disco de 310 mm de diâmetro na dianteira e outro de 255 mm na traseira. As suspensões mantiveram a arquitetura, mas ganharam tecnologia atual. Na dianteira, garfo telescópico, com canelas de 41 mm de diâmetro e 120 mm de curso. Na traseira, dois amortecedores com 106 mm de curso e possibilidade de regulagens. O tanque comporta 16,6 litros. O painel é completo e tem instrumentos arredondados. O peso a seco da moto é de 205 kg. O motor fornece 67 cv a 7.250 rpm. A Triumph é representada oficialmente no Brasil, mas ainda não definiu sua importação. Informações: (31) 3275-2711.
Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas
19 de setembro de 2017
11 de setembro de 2017

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação