Sob nova direção - Linha Kasinski 2010

Marca com presença no mercado nacional associou-se à chinesa Zongshen e agora constrói fábrica em Manaus e amplia sua linha, entrando no segmento dos scooters elétricos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 27/11/2009 12:39 Téo Mascarenhas /Estado de Minas
Fotos Kasinski/Divulgação
Em julho de 2009, a Kasinski foi integralmente comprada pela gigante chinesa Zongshen, que se associou no Brasil ao empresário Cláudio Rosa, um dos comandantes da Sundow na época, dando origem à nova CR Zongshen. O nome Kasinski foi preservado por questões estratégicas, já que está no mercado nacional desde 1997, mas a filosofia de atuação e a linha de modelos sofreram uma radical transformação. A política de vendas ficou mais agressiva, com redução nos preços de alguns modelos, alterações de outros, inclusive com adoção de injeção eletrônica, além do lançamento de novos, incluindo um scooter elétrico e motos para utilização mista, cidade e campo, com refrigeração líquida.

Veja a galeria de imagens da linha Kasinski 2010!

A vitrine para a apresentação dessa nova fase foi o Salão das Duas Rodas, realizado em outubro, em São Paulo, quando foi mostrada a nova linha, com 12 modelos, entre 110cm³ e 650cm³, além do scooter elétrico. A parceria com a sul-coreana Hyosung permanece nas motocicletas Comet e Mirage, mas ganham a companhia das chinesas Zongshen, que também produz geradores e motores de popa, e tem acordos industriais com a italiana Piaggio e com a americana Harley-Davidson. Uma globalização que vai contar ainda com a conclusão de uma fábrica em Manaus, com capacidade para 110 mil unidades por ano.

Scooter Prima Electra tem potência de 2 mil watts e atinge até 60 km/h - Scooter Prima Electra tem potência de 2 mil watts e atinge até 60 km/h


Elétrica

O scooter Prima Electra tem potência de 2.000 watts e permite velocidade de até 60km/h e autonomia de 50 quilômetros. Já vem com baú de carga, freio a disco na roda dianteira (aros de 10 polegadas) e três possibilidades de pilotagem: econômica, conforto e esportiva. Mas as baterias são de chumbo e o peso de 128kg. O preço sugerido é de R$ 5.990. O scooter Prima 150 tem motor convencional do tipo quatro tempos, com 12,2cv de potência a 8.000rpm e torque de 1,2kgfm a 7.000rpm, além de câmbio e embreagem automáticos. As rodas são de aro 13 polegadas e o modelo conta ainda com porta-malas sob o banco. Os dois são lançamentos e o preço sugerido também é de R$ 5.990.

A motoneta Win 110 foi modernizada, ganhando visual mais atualizado, motor de 109cm³, quatro tempos, que fornece 7,9cv a 7.500rpm, torque de 0,83kgfm a 7.500rpm, embreagem automática e câmbio rotativo. Tem ainda porta-malas, partida elétrica, rodas de liga leve aro de 17 polegadas e freio dianteiro a disco. O preço sugerido é de R$ 4.690. A nova Kasinski Comet 150 já é Zongshen e substitui a Seta. Modelo street utilitário, tem rodas de liga leve, freio a disco dianteiro, farol carenado e bagageiro, partida elétrica e motor OHC, com 12,9cv a 8.000rpm e torque de 1,24kgfm a 6.000rpm. O câmbio tem cinco marchas e o painel é completo. O preço sugerido é de R$ 5.590.

Terra


O lançamento CRZ 150 é um modelo trail, com tecnologia Zongshen. Entretanto, tem motor do tipo OHV, com o jurássico comando de válvulas por varetas, mas moderna refrigeração líquida. O visual é atualizado, com quadro perimetral e freios a disco. Tem ainda partida elétrica e suspensões Showa, com monoamortecimento na traseira. O motor fornece 13,5cv a 8.000rpm e torque de 1,45kgfm a 7.500rpm. O preço sugerido é de R$ 6.890. O modelo CRZ 150 SM tem a mesma base mecânica, mas rodas com aro de 17 polegadas, dentro do conceito supermotard. O painel é completo e o freio dianteiro com maior diâmetro. O preço sugerido é de R$ 7.890.

A linha custom ganhou o modelo Mirage 150, com motor Zongshen de um cilindro, 13,4cv a 8.000rpm e 1,38kgfm de torque a 6.000rpm. As rodas são de liga e o freio dianteiro a disco. O banco tem encosto e o preço sugerido é de R$ 5.990. A Mirage 250, com motor V2, de 28,1cv a 10.000rpm, torque de 2,25kgfm a 10.000rpm e injeção eletrônica, tem preço sugerido de R$ 15.990. A Mirage 650, também com um V2 de 73,4cv a 9.250rpm e torque de 6,90kgfm a 7.250rpm, equipada com injeção eletrônica e refrigeração líquida, tem preço sugerido de R$ 29.500. A linha Comet é a mesma, mas o modelo esportivo GT 250 R, com motor de dois cilindros em V, ganhou injeção eletrônica. O preço sugerido é de R$ 17.990. A versão naked, com mesma base mecânica, tem preço sugerido de R$ 14.990. O modelo Comet GT 650 R é uma superesportiva, com motor V2, injeção, refrigeração líquida, 81,5cv e preço sugerido de R$ 27.990. Informações: (31) 3278-4003.

Veículos

Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas
23 de outubro de 2017
17 de outubro de 2017

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação