Iros Vintage 150 - Prima da vovó

Com visual propositalmente retrô e tecnologia chinesa, o novo scooter é compacto, tem rodas de liga de 12 polegadas, e encosto para a garupa e será montado no Brasil

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 24/12/2009 12:14 Téo Mascarenhas /Estado de Minas
O comportamento é arisco em função da pequena distância entre-eixos - Fotos: Mário Villaescusa/Iros/Divulgação O comportamento é arisco em função da pequena distância entre-eixos
Os veículos do tipo scooter foram inventados logo depois da Segunda Guerra Mundial, para suprir a necessidade de transporte da população e aproveitar a capacidade ociosa do parque industrial e as sobras de pequenas rodas, utilizadas nos aviões, por exemplo. Uma ideia genial, cujo pioneirismo coube à Vespa, que se transformou em uma espécie de ancestral, ou vovó dos atuais scooters. O modelo marcou tanto que foi produzido em diversos países, virando referência no segmento. O scooter Iros Vintage 150 é um desses casos, pois tem visual propositalmente retrô, nitidamente inspirado nos modelos Vespa das décadas de 1950 e 1960.

A Vespa ainda é fabricada, inclusive com visual clássico, mas ganhou a companhia de novos fabricantes, no vácuo do charme que os "anos dourados" ainda exerce sobre uma verdadeira legião de fãs. Com tecnologia chinesa, o Iros Vintage 150 vai ser montado no Brasil, com a finalização de uma fábrica em Manaus, Amazonas, que tem cerca de 15 mil metros quadrados, onde também serão produzidas motocicletas, motonetas e quadriciclos. A marca é uma aposta do grupo Microservice, grande produtor de CDs, DVDs e laminados de plásticos, igualmente instalada no polo industrial de Manaus, que pretende comercializar cerca de 12 mil unidades em 2010

Visual

A rede de concessionárias ainda está sendo implantada e deve chegar a 20 unidades até o início de 2010. O modelo Vintage 150 tem visual das décadas de 1950 e 1960, mas tecnologia atualizada. As rodas, por exemplo, são em liga leve, com aros de 12 polegadas. Levemente maiores do que as de 10 polegadas, usualmente utilizadas no segmento. Essa característica, embora ainda muito vulnerável, confere ligeira vantagem no tráfego sobre pisos irregulares, uma constante em nossas ruas e avenidas. Outra característica do Vintage é a pequena distância entre-eixos.

As formas arredondadas foram inspiradas nas Vespas das décadas de 1950 e 1960 - As formas arredondadas foram inspiradas nas Vespas das décadas de 1950 e 1960
A combinação de rodas menores e dimensões compactas deixa o Vintage 150 bastante arisco, capaz de mudanças bruscas de direção sem esforço. No trânsito, é uma espécie de peixe dentro d'água, mas, em retas longas e distâncias maiores o efeito é contrário. O motor de um cilindro tem 149cm³ e é do tipo quatro tempos, com duas válvulas, alimentação por carburador e arrefecimento a ar forçado (por meio de ventoinha constante) e fica posicionado diretamente na roda traseira, economizando espaço. O propulsor desenvolve potência de 10,5cv (a 7.500rpm) e torque de 0,85kgfm (a 6.000rpm), um desempenho suficiente para rodar no trânsito das grandes cidades sem sustos.

Passado

O motor é compartilhado com o modelo Matrix 150, que, porém, conta com visual contemporâneo. Já o visual retrô do Vintage 150 é seu maior destaque e chama a atenção pelas formas arredondadas e equilibradas, sem exageros. O farol fica acoplado ao guidom, que também recebe o painel com instrumentos redondos, que inclui marcador do nível de combustível. Como nos scooters tradicionais, o câmbio (do tipo CVT) e a embreagem são automáticos, facilitando bastante a pilotagem. Por outro lado, devido às compactas dimensões, o porta-malas em baixo do banco tem volume menor, reduzindo a capacidade de pequenas cargas ou a guarda de um capacete fechado.

A partida é elétrica e o banco tem um pequeno encosto para a garupa. O freio dianteiro é a disco, com uma espécie de ABS mecânico, que consiste em uma válvula que alivia a pressão. Na traseira, o freio é a tambor. O banco fica a 800mm do chão e, mesmo assim, as pernas ficam ligeiramente dobradas, em função da pouca distância para o escudo frontal e da reduzida distância entre-eixos. Por outro lado, o escudo frontal tem gancho para fixar sacolas. O scooter Iros Vintage também é equipado com cavalete central e escape de capa cromada. O preço sugerido é de R$ 6 mil. Mais informações pelo site www.iros.com.br.
Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas
21 de agosto de 2017
14 de agosto de 2017

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação