Yamaha XJ6/Diversion - A fila andou

Fabricante finalmente vai começar renovação de sua linha, lançando modelo equipado com motor quatro cilindros, que desenvolve 78cv, além da opção da versão semicarenada

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 15/01/2010 14:09 Téo Mascarenhas /Estado de Minas
Fotos Yamaha/Divulgação
Não existe uma regra, mas, normalmente, as montadoras reservam o fim de cada ano para fazer seus lançamentos. Com isso, as novas motos ficam atualizadas durante mais tempo. A Yamaha do Brasil resolveu contrariar o costume e vai lançar em 3 de fevereiro novos modelos. Entre eles a nova Fazer 250, com visual modernizado, composto de farol assimétrico, além de novos farolete e painel de instrumentos. Também vai mostrar a linha XJ6, composta pelos modelos naked e semicarenado Diversion. A nova Ténéré 660 vai ficar para a frente, entre março e junho.

Veja mais fotos da Yamaha XJ6 e Diversion!

Com os lançamentos, a Yamaha tenta recuperar o terreno mercadológico, já que preferiu reduzir os estoques a renovar mais expressivamente a sua linha. As novas Yamahas XJ6 chegam com status de nacionais, uma vez que serão montadas em Manaus, Amazonas, e vão disputar um segmento cada vez mais concorrido. A Honda disputa com a Hornet 600, a Suzuki com a Bandit 650 e a novata Kawasaki com a ER-6n. A linha XJ6 chega para pôr lenha nessa fogueira, mas provoca o desaparecimento da linha FZ6, que subiu no telhado e será descontinuada. Essa tem sido uma tendência em todo o mundo, apesar de a linha XJ6 ser menos sofisticada e mais barata que a linha FZ6.

Dupla

Para não perder o bonde, a Yamaha vai fazer um up grade na linha FZ6, que passa a ser denominada FZ8, com um motor maior, como já adiantou explicitamente. A linha XJ6, composta por um modelo pelado e outro vestido (Diversion), tem exatamente o mesmo conjunto mecânico. O motor com 600cm³ é um velho conhecido do consumidor brasileiro. Com a clássica arquitetura de quatro cilindros em linha, é o mesmo até então usado pela linha FZ6, que agora sai de cena, só que mais amansado. Este mesmo propulsor, na outra ponta, é originário da superesportiva R-6, só que, desta vez, apimentado ao máximo.

A versão semicarenada é batizada como Diversion, moto que chegou a ser trazida na década de 90 - A versão semicarenada é batizada como Diversion, moto que chegou a ser trazida na década de 90


Equipado com refrigeração líquida e injeção eletrônica, o motor da linha XJ6 foi calibrado para um uso mais abrangente, fornecendo 78cv a 10.000rpm, além de torque de 6,1kgfm a 8.500rpm. Lançada mundialmente em fins de 2008, com esse novo formato, a linha XJ6 nacional ainda não teve seu preço revelado. Entretanto, por contar com um motor de quatro cilindros em linha, provavelmente será mais cara que a nova ER-6n, com motor de dois cilindros paralelos, e regular com a Honda Hornet 600, por exemplo, que tem a mesma configuração. O modelo também vai contar com sistema de freio do tipo ABS como opcional.

Visual

Para reduzir os custos, o quadro da linha XJ6 é construído com tubos de aço, do tipo diamond, em vez do mais leve e caro alumínio. Para aumentar o leque de consumidores, inclusive os mais baixos, o banco fica a 785mm do chão. Já a distância entre-eixos é de apenas 1.440mm, favorecendo o desempenho em curvas e a performance no trânsito mais pesado. Para quem prefere as estradas, o modelo Diversion, equipado com a semicarenagem, facilita a vida e oferece maior conforto aerodinâmico. Os freios dianteiros têm dois discos de 298mm de diâmetro e o traseiro, simples, 245mm de diâmetro.

A suspensão dianteira é telescópica convencional, com tubos de 41mm de diâmetro e 130mm de curso. A suspensão traseira é do tipo mono, igualmente com 130mm de curso. Já o câmbio tem seis velocidades e as rodas são de liga leve. O visual é bastante atualizado. Na dianteira, o destaque é para o grande farol assimétrico (que também será adotado na nova Fazer 250) e para a semicarenagem no modelo Diversion. Na traseira, suporte de placa e setas ficam dependurados, como na superesportiva R-6. Na parte central, uma proteção tipo limpa-trilhos, que esconde o abafador e catalizador e também camufla a saída dos escapes.
Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas
26 de setembro de 2017
19 de setembro de 2017

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação