Ducati Monster ganha opção intermediária

A nova 796 cobre a lacuna entre a 696 e a maior 1100, com um motor de 87 cv de potência e apenas 167 kg

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 19/04/2010 14:53 Julio Cabral /Estado de Minas
Fotos: Ducati/Divulgação
Longe de representar apenas o portão de entrada para a Ducati, a Monster tornou-se um ícone desde o seu lançamento, em 1993. Para complementar a sua linha mais vendida, a marca italiana criou a 796, versão intermediária da moto que fica entre a menor 696 e a brtual 1100. Com um novo motor bicilíndrico Desmodue em L (um V de 90º cuja posição inclinada lembra a letra "L") de 87 cv de potência a 8.250 rpm e 7,9 kgfm de torque a 8.250 giros, a moto promete agilidade no uso urbano, no que também colabora o peso reduzido, de apenas 167 kg - baixo para uma média.

A proposta "street" também fica clara na redução da altura do banco em 1 centímetro, para 80 cm, enquanto o guidão foi elevado em 2 cm, tudo para melhorar a postura na hora de enrolar o cabo. Além de mais baixo, o banco também tem desenho mais confortável, além de costuras vermelhas. O assento do passageiro é coberto por uma carenagem de série.A traseira ganhou um novo subchassi preto para o garupa se apoiar. Como a irmã maior, a Ducati 796 conta com um braço de suspensão traseiro suspenso, fixado apenas no lado esquerdo.

Veja mais fotos da Ducati Monster 796!

Foi mantido o quadro treliçado em aço, o elemento de estilo mais marcante da Monster. A moto pode vir pintada em três cores: vermelho, branco ou preto. Todas as opções contrastam com o quadro pintado em vermelho e com as rodas pretas, que conta com pequenos riscos vermelhos que, em movimento, dão a sensação de serem frisos contínuos.

O inconfundível quadro treliçado é o ponto de personalidade da Ducati Monster - O inconfundível quadro treliçado é o ponto de personalidade da Ducati Monster


As belas rodas de 17 polegadas com aros em "Y" estão calçadas com pneus 120/70 na dianteira e 180/55 na traseira. Os freios são a disco duplo de 320 mm com pinças de quatro pistões na frente e simples de 245 mm com pinça de dois pistões atrás, com a opção de ABS, o que eleva o peso da moto para 169 kg. A suspensão é invertida na dianteira, com garfos Showa, e Sachs na traseira, ajustável. Um pacote requintado para uma moto que parte de 8.990 euros, ou R$ 21 mil, valor que deve ultrapassar os R$ 38 mil quando a Monster 796 chegar ao Brasil.

Assista a Ducati Multistrada 1.200 em ação.
Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas
19 de setembro de 2017
11 de setembro de 2017

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação