Honda Crossrunner 800 - Aventura de cabresto

Com visual encorpado, motor quatro cilindros em V de 101,8cv de potência e ergonomia mais relaxada, modelo é uma mistura de estilos, mas se comporta melhor no asfalto

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 20/11/2010 17:43 Téo Mascarenhas /Estado de Minas
Fotos: Honda/Divulgação
Acompanhe também o Vrum pelo Twitter

Depois de muita especulação, a Honda apresentou durante o 68º Salão de Milão, Itália, que terminou no domingo, o novo modelo CrossRunner 800, equipado com motor de quatro cilindros em linha, que mistura os conceitos de naked com maxi trail, para altas aventuras, desde que muito bem comportadas. Seria uma espécie de equivalente aos automóveis de passeio transformados ao estilo dos Sport Utility Vehicles (SUVs), na moda dos jipões para rodar quase só no asfalto. Visual imponente e volumoso, posição de pilotagem mais em pé e relaxada, guidão largo e suspensões de longo curso, como nas big trails, mas rodas em liga leve com aros de 17 polegadas e pneus de alta performance no asfalto, como nas esportivas.

Se a nova CrossRunner 800 é mais certinha, por outro lado, para satisfazer os aventureiros genuínos, a Honda também apresentou, embora ainda como conceito, mas com visual bastante semelhante, o modelo VX4 CrossTourer, para enfrentar paradas bem mais indigestas. A CrossTourer, que também conta com motor de quatro cilindros em V inclinados em 90 graus, só que herdado da VFR 1200F, com 1.237cm³, vai ser equipada com rodas raiadas, sistema de embreagem dupla, DCT, e câmbio automatizado com troca de marchas por meio de botões no punho esquerdo, que elimina o pedal de marchas e o manete de embreagem, além de freios ABS combinados e transmissão por cardã.

ASFALTO Entretanto, só vai ser lançada em 2012, provavelmente para substituir a Varadero 1000. A nova CrossRunner 800, já como modelo 2011, foi projetada na Europa com ajuda de estudos em túnel de vento, para melhorar a aerodinâmica. O motor, com 782cm³, tem quatro cilindros em V a 90 graus e está equipado com quatro válvulas por cilindro, injeção eletrônica e refrigeração líquida, que fornece 101,8cv a 10.000rpm e torque máximo de 7,4kgfm a 9.500rpm, e é o mesmo que equipa o modelo esportivo VFR 800, lançado em 1998. Porém, conta com a moderna tecnologia V-TEC, desenvolvida inicialmente para os automóveis da marca.

Esse sistema ajusta o tempo de abertura das válvulas, conforme a necessidade, possibilitando um ganho de torque em baixos giros, suprindo em parte a deficiência dos motores com quatro válvulas por cilindro, além de garantir uma melhor performance no anda e para das cidades ou nas saídas de curvas das estradas asfaltadas. O motor compacto, com perfil mais estreito, também permite uma melhor circulação no trânsito pesado dos grandes centros urbanos. Para tanto, o banco também oferece conforto, inclusive para o passageiro, com assento mais largo e em dois níveis, e um painel completo, com tela digital de fácil visualização.

CARACTERÍSTICAS O visual é diferente, com um falso para-lamas dianteiro curto, integrado à carenagem, transmitindo a sensação de grande volume na parte central da moto. O tanque comporta 21,5 litros e tem recortes para facilitar o encaixe das pernas. O farol, com dupla lâmpada, fica empilhado e está integrado ao pequeno para-brisa. Já a traseira é mais leve e o farolete é composto por LEDs. O escape tem saída única e baixa, para concentrar as massas e rebaixar o centro de gravidade. A suspensão dianteira é convencional, do tipo telescópica, com garfo composto de tubos com 43mm de diâmetro e bom curso de 165mm de extensão.

A suspensão traseira tem único amortecedor, ancorado em balança de alumínio do tipo monobraço, com 145mm de curso e possibilidades de regulagens. O freio dianteiro tem duplo disco de 296mm de diâmetro e o traseiro disco simples, de 256mm. O sistema ABS combinado atua nas duas rodas, distribuindo a carga de frenagem. O quadro tem dupla trave em alumínio, com motor fazendo parte da estrutura. O câmbio tem seis marchas e transmissão final por corrente, e o peso em ordem de marcha (abastecida) é de 240,4kg. A Honda também oferece uma lista de opcionais, como bolsas, cavalete central, tomada de 12 volts, punhos aquecidos e defletores.

Veículos

Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas
04 de novembro de 2017
28 de outubro de 2017

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação