Dragster do 'Frankenstein' é o veículo mais potente da Motofair

Modelo possui motor V8 de 250 cv e foi preparado em 1999 no Rio de Janeiro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 30/03/2012 20:33 / atualizado em 30/03/2012 21:40 Marcello Oliveira /Portal Vrum


A moto mais potente na terceira edição do Motofair é na verdade uma mistura e vários modelos de motocicletas e automóveis - Marcello Oliveira/EM/DA Press A moto mais potente na terceira edição do Motofair é na verdade uma mistura e vários modelos de motocicletas e automóveis
O Frankenstein sobre rodas foi preparado em 1999 pela empresa Dadinho Customizações, do Rio de Janeiro. Hoje ela roda o Brasil em eventos de motocicletas e passeios específicos da classe na capital fluminense. A Dragster V8 é equipada com motor de Ford Maverick, mas o radiador é de Opala, pois o do Maverick ficaria muito grande para uma motocicleta. A roda dianteira é da Harley Davidson e a suspensão dianteira foi aproveitada da Yamaha Ténéré com molas internas da Harley. O conjunto traseiro é composto pelo amortecedor da Honda XC 350, roda aro 15 polegadas de Fusca com pneu de Corvette e freio de Brasília. O pneu original veio de um Fórmula 1. A caixa de marcha é da segunda geração do Gol 1.6, assim como a cremalheira, que faz o arranque. Mas como a cremalheira do Gol não consegue virar um motor V8, os preparadores utilizaram um motor de arranque do Jeep Cherokee.
Clique aqui e confira mais imagens e detalhes da moto - Marcello Oliveira/EM/DA Press Clique aqui e confira mais imagens e detalhes da moto
O sidecar, acoplado à moto, tem roda de Sumbean e o bico é de um carro da Fórmula Ford. O farol dianteiro é da Honda CB 300, envolto por uma caveira que deixa o Dragster com cara de mau. O proprietário da motocicleta estima que o valor de produção deste modelo não fique em menos de R$ 70 mil, mas por ser um único exemplar, não prefere não cotar o valor comercial do veículo.

Veículos

Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas
04 de novembro de 2017
28 de outubro de 2017

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação