BMW F 700 GS - Letras divididas

Equipado com motor de dois cilindros paralelos e freios ABS de série, modelo 2013 tem foco de utilização urbano, além de controles de tração, suspensão e pressão dos pneus

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 09/08/2012 11:59 / atualizado em 09/08/2012 12:07 Téo Mascarenhas /Estado de Minas
O freio dianteiro tem duplo disco de 300mm de diâmetro - BMW/Divulgação O freio dianteiro tem duplo disco de 300mm de diâmetro

A nova BMW F 700 GS chegará ao mercado europeu em setembro, já como modelo 2013, e substituirá a F 650 GS. Tudo normal, se ambas não fossem idênticas à F 800 GS, com mudanças eletrônicas para reduzir a potência e permitir a reclassificação e a troca do nome e também para fazer confusão na cabeça do consumidor, com letras parecidas. O motor é o mesmo, equipado com dois cilindros paralelos de 798cm³. Entretanto, enquanto a F 800 GS desenvolve 85cv, a nova F 700 GS rende 75cv e tem um foco mais urbano, equipada com rodas de liga leve e aro dianteiro de 19 polegadas, mais esportiva do que a %u201Cirmã%u201D 800, com rodas raiadas e aro dianteiro de 21 polegadas. Além disso, o banco é mais baixo e pode ser regulado entre 765mm e 835mm de altura.

Clique e veja a galeria de fotos!

A mistura é mais bem assimilada quando se percebe a estratégia da montadora alemã. Com uma única moto, é capaz de atingir segmentos distintos, sem alterações de grande vulto, com execução mais fácil e econômica. A mesma tática será aplicada no Brasil, uma vez que a F 800 GS já é produzida em parceria com a Dafra em Manaus, Amazonas, e comercializada em nosso mercado. A nova motocicleta vai ficar situada em uma faixa de preço entre a G 650 GS %u2013 também produzida no Brasil, mas equipada com motor de um cilindro %u2013 e a F 800 GS. Um modelo intermediário que permitirá à BMW disputar um segmento que já conta com a novíssima Honda NC 700X. No trabalho de configuração da F 700 GS elementos de design também foram alterados.

O para-lamas dianteiro, estilo bico de pato, é mais curto, assim como a bolha do para-brisa, um pouco menor do que a da %u201Cirmã%u201D F 800 GS. Como sua utilização é voltada para o uso urbano, as duas peças puderam receber as modificações. As aletas laterais ao falso tanque de combustível também são mais curtas, deixando parte do motor à mostra. O tanque verdadeiro fica sob o banco, centralizando as massas e rebaixando o centro de gravidade, e tem capacidade para 16 litros. Para se diferenciar um pouco mais, a própria F 800 GS, lançada em 2007, também passou por uma atualização de estilo, com aletas laterais do falso tanque maiores. Em comum aos dois modelos, um novo painel reestilizado, novos comandos de setas, agora agrupados, e a adoção de lâmpadas LED na lanterna traseira.
As rodas são de liga leve, sendo na dianteira com aro de 19 polegadas - BMW/Divulgação As rodas são de liga leve, sendo na dianteira com aro de 19 polegadas

Na parte técnica, a nova F 700 GS incorporou importantes itens de segurança. O freio dianteiro agora tem duplo disco perfurado, com 300mm de diâmetro, enquanto o traseiro tem disco simples de 265mm de diâmetro. O sistema ABS antibloqueio agora também é de série, mas pode ser desligado quando o piloto trafega em estradas de terra, onde sua atuação fica comprometida. Toda a linha de motocicletas BMW vai contar com o sistema ABS de série, a partir de 2013. Além disso, a nova F 700 GS contará com sistema de controle de tração Automatic Stability Control (ASC), que impede que a roda traseira gire em falso, provocando desequilíbrio, e, opcionalmente, o sistema que controla a pressão dos pneus.

SUSPENSÃO Se a eletrônica proporcionou a limitação de potência para poder ser chamada de 700, apesar de o motor de dois cilindros contar com 798cm³, na suspensão traseira, do tipo mono amortecida, permitiu a adoção do sistema Electronic Suspension Adjustment (ESA), adotado na big trail e carro-chefe da marca, R 1200 GS. O sofisticado sistema permite ao piloto escolher, por meio de um simples toque nos comandos do guidão, as regulagens tipo confort, normal e sport, mais adequadas para cada tipo de piso, peso que a moto transporta e estilo de pilotagem. A suspensão dianteira é telescópica convencional, não invertida, ao contrário da %u201Cirmã%u201D F 800 GS, da qual foi originada, que é invertida.


O propulsor bicilíndrico, desenvolvido pela BMW, mas produzido pela austríaca Rotax, em cooperação com a Loncin chinesa, é refrigerado a água e equipado com injeção eletrônica e quatro válvulas por cilindro e foi recalibrado em relação ao falecido modelo F 650 GS, do qual é sucessor, passando de 71cv para 75cv a 7.300rpm. O torque foi de 7,65kgfm a 4.500rpm para 7,86kgfm a 5.500rpm. A diferença é que a F 700 GS ganhou nova coroa da relação final de transmissão, com 42 dentes, ficando ligeiramente mais curta e mais apropriada para deslocamentos urbanos. O quadro é em tubos de aço com treliça e o motor como parte da estrutura para aumentar a rigidez e reduzir o peso. O câmbio tem seis marchas e o peso em ordem de marcha ou abastecida é de 209kg.
Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas
14 de agosto de 2017
07 de agosto de 2017

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação