Scooter Collection 150 - Praia urbana

Com porta-objetos embaixo do banco, partida elétrica e câmbio automático, ele tem visual clássico e agilidade nos deslocamentos urbanos. Leia as impressões

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 25/09/2014 21:11 Téo Mascarenhas /Estado de Minas

Com porta-objetos embaixo do banco, partida elétrica e câmbio automático, o Scooter tem visual clássico e agilidade nos deslocamentos urbanos - Rodrigo Clemente/EM/D.A PRESS Com porta-objetos embaixo do banco, partida elétrica e câmbio automático, o Scooter tem visual clássico e agilidade nos deslocamentos urbanos
O conceito dos scooters, veículos urbanos por natureza, nasceu na Itália, depois da Segunda Grande Guerra, com a necessidade de transporte rápido e econômico. De lá pra cá, muita coisa mudou, inclusive os scooters, mas a carência do transporte ágil e de baixo custo permanece desafiadora. A evolução desse prático meio de locomoção incluiu avanços tecnológicos e desenhos futuristas. Por outro lado, a reverência aos modelos clássicos também permanece atual, como o modelo Collection 150, com visual inspirado nos modelos do passado, especialmente nos anos dourados nas décadas de 1950 e 1960, como a Vespa, com o modelo LX 150.


O Collection 150 segue a linha, com design tradicional, fiel ao estilo italiano, mas incorpora as mordomias urbanas típicas do segmento, para maior comodidade nos deslocamentos de curta distância. Como o motor fica alojado junto à roda traseira e não na parte central, não há obstáculos para as pernas na hora de embarcar e desembarcar, facilitando bastante as constantes paradas, corriqueiras no uso urbano. Além disso, o piloto vai sentado e não montado como nas motos, contando com um escudo de proteção contra vento e respingos na dianteira, atraindo também o publico feminino, que pode pilotá-lo, inclusive de saia.

 

FACILIDADES O Collection 150 tem partida elétrica e câmbio automático do tipo CVT. O porta-objetos com chave embaixo do

O freio dianteiro é a disco e o traseiro a tambor - Rodrigo Clemente/EM/D.A PRESS O freio dianteiro é a disco e o traseiro a tambor
banco também está presente e comporta um capacete fechado, bolsa ou pequenas compras, espaço bastante utilizado no dia a dia das cidades. Conta igualmente com um porta-luvas no escudo frontal e gancho para sacolas. Na traseira, ainda tem uma garupeira para acomodar pequenos volumes, aumentando a capacidade de carga. Na hora de pilotar, o banco é praticamente plano, mas com boa largura e densidade de espuma. Para rodar, nenhum mistério. Basta acelerar e frear em uma pilotagem intuitiva.
As pequenas rodas de liga leve, com aros de apenas 10 polegadas de diâmetro, tornam o Collection 150 bastante ágil e arisco nas mudanças de direção, comuns no trânsito pesado das cidades, mas pagam um preço por isso. Também deixa o scooter bem mais vulnerável no festival de irregularidades de nossas vias. As suspensões convencionais também são mais curtas, o que significa rodar melhor nas superfícies mais lisas. Na hora de brecar, dois sistemas distintos. Na dianteira, freio a disco ventilado com pinça de duplo pistão. Já na roda traseira, o freio é a tambor mesmo, misturando presente e passado.

MOTOR O propulsor, do tipo quatro tempos, tem um cilindro e refrigeração a ar forçada por ventoinha, pois, como fica na parte traseira, além de quase escondido, não recebe ar frontal durante os deslocamentos. Com 149cm³ de cilindrada, fornece 9,9cv e acelera surpreendentemente forte, proporcionando arrancadas rápidas, característica muito positiva no constante arranca e para do trânsito. Entretanto, ainda está equipada com o antiquado carburador no sistema de alimentação, em vez da injeção eletrônica. Para ligar, o contato, que fica no escudo frontal, tem um sistema de proteção que, depois de acionado, tampa a entrada da chave, dificultando a ação dos amigos do alheio.


O Collection 150 é produzido na China, com montagem que deixa os encaixes alinhados, com bons materiais, além de reduzidos níveis de vibrações e ruídos. O perrengue fica na hora de estacionar em planos inclinados. Como o câmbio automático não prende o motor e sem freio de estacionamento, a posição de parada tem que ser mais cuidadosa para o scooter não movimentar, ou apelar para o cavalete central. O painel, além do velocímetro e marcador de combustível, conta com relógio e indicador de carga da bateria. Já o farolete tem a modernidade de LEDs na iluminação. O preço do Collection é de R$ 8.500. Informações: (31) 3547-3548 e 9198-2695.

O painel inclui relógio e indicador de carga da bateria - Rodrigo Clemente/EM/D.A PRESS O painel inclui relógio e indicador de carga da bateria

 

Tags: 150

Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas
14 de agosto de 2017
07 de agosto de 2017

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação