Honda CMX 500 Rebel é uma custom voltada para o consumidor mais jovem

Modelo tem estilo próprio e é equipado com motor de dois cilindros paralelos, quadro de tubos de aço e pneus-balão. Faz parte de uma família de sucesso e é destinado aos jovens

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 24/01/2017 13:23 / atualizado em 24/01/2017 14:31 Téo Mascarenhas /Estado de Minas
O motor tem dois cilindros paralelos, ajustado para oferecer mais torque - Honda/Divulgação O motor tem dois cilindros paralelos, ajustado para oferecer mais torque

Assim como nos automóveis, as montadoras de motocicletas idealizam famílias, com versões de modelos para diferentes segmentos, compartilhando o conjunto mecânico, quadro, freios, suspensões, painel e o que mais for possível. Tudo para otimizar a produção, simplificar a logística, baratear os custos e maximizar os resultados. No Brasil, a Honda conta com a família CB 500, que compartilha os mesmos componentes mecânicos entre os modelos CB 500F naked, CB 500X de uso misto e a esportiva CBR 500R.


A mais nova componente deste grupo é a recém-apresentada CMX 500 Rebel, mostrada em novembro na Califórnia, Estados Unidos, com estilo “tipo custom”. A nova moto, que chegará ao mercado em abril, primeiramente nos EUA, mira o consumidor mais jovem, exatamente para abastecer um segmento bastante apreciado na terra do Tio Sam. Porém, pelas facilidades de produção e compatibilidade com as “irmãs” já instaladas aqui, poderia se tornar o quarto elemento e preencher um nicho e cilindrada ainda não ocupado pela marca no Brasil.

Os aros são menores, mas os pneus mais grossos, compensando as medidas - Honda/Divulgação Os aros são menores, mas os pneus mais grossos, compensando as medidas

NOME O batismo Rebel, ou rebelde, já sinaliza o caráter mais descolado que a marca pretende associar ao modelo. Esse mesmo nome, entretanto, já foi usado pela Honda em modelos 450cm³, de 1986, 250cm³ e 125cm³, de 1995, também custom, com garfo mais aberto, banco baixo e pedaleiras mais avançadas. A nova Rebel 500, contudo, assume características Bobber, mais radicais para justificar o batismo, sem cromados, com para-lamas mais curtos, sem supérfluos, para ficar mais leve, melhorando a dirigibilidade e o desempenho.

Essas particularidades também obrigaram a adoção de componentes não compartilhados com as irmãs da família. Assim, o quadro de tubos de aço tem desenho próprio e também é aproveitado no igualmente novo modelo Rebel 300, com motor de um cilindro, semelhante ao da nossa CB 300. Ainda para compor o estilo, as rodas de liga leve, com aros de apenas 16 polegadas de diâmetro, são calçadas com pneus-balão, bem mais grossos, de medida 130/90 na dianteira e 150/80 na traseira, compensando a redução dos aros.

O painel fica restrito a uma pequena tela digital no centro do guidão - Honda/Divulgação O painel fica restrito a uma pequena tela digital no centro do guidão

MOTOR
O motor da Rebel 500 é o mesmo das irmãs, com arquitetura de dois cilindros paralelos de 471cm³, equipado com injeção eletrônica e refrigeração líquida. Porém, foi ajustado para oferecer um torque maior em baixos giros e atender às exigências do segmento. Desenvolve 46,2cv a 8.500rpm e torque de 4,4kgfm a 6.000rpm. O escape, com saída baixa, tem uma só ponteira, pintada de preto, assim como o motor, o quadro, rodas, capa dos amortecedores, capa do farol e do único instrumento do painel, além do guidão e dos retrovisores.

Bolsas de couro compõem o estilo custom do modelo - Honda/Divulgação Bolsas de couro compõem o estilo custom do modelo

O painel, dentro do conceito minimalista Bobber, fica restrito a uma pequena tela digital no centro do guidão. A suspensão dianteira é convencional, com tubos de 41mm de diâmetro. A suspensão traseira, com dois amortecedores, é Showa. O câmbio, como nas irmãs, tem seis marchas, mas o banco, tipo selim, fica a apenas 690mm do chão, separado do assento do passageiro, que é removível. Os freios são a disco, com sistema ABS, e o tanque comporta 11,2 litros. Como opcionais, a marca oferece tomada 12V, bolsas laterais e para-brisa.
Os freios são a disco, com sistema ABS - Honda/Divulgação Os freios são a disco, com sistema ABS

Tags: mascarenhas teo vrum jovem custom rebel 500 cmx honda

Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas
14 de agosto de 2017
07 de agosto de 2017

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação