De volta para o futuro

Royal Enfield, centenária marca inglesa, está de volta ao Brasil com três modelos de motocicleta

A inglesa Royal Enfield está de volta com modelos de linhas clássicas, mecânica robusta e tecnologia atualizada. São duas opções de motores com refrigeração a ar

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 30/04/2017 15:10 / atualizado em 30/04/2017 16:54 Téo Mascarenhas /Estado de Minas
Royal Enfield/Divulgação

A inglesa Royal Enfield tem uma longa história, que começou em 1901, inicialmente produzindo bicicletas e motores estacionários. Logo depois vieram as motocicletas e, no esforço das duas grandes guerras mundiais, modelos militares, que se espalharam por vários países, inclusive a Índia. No início dos anos 1970, a marca fechou as portas na Inglaterra, mas permaneceu na Índia, que ampliou a produção e agora faz o caminho inverso, exportando para todo o mundo, inclusive para a Inglaterra e também para o Brasil, onde desembarca oficialmente com três modelos.


A marca já esteve recentemente no Brasil, através de representantes independentes, porém agora importa os modelos Bullet 500, Classic 500 e Continental 535, inicialmente montados, com base em São Paulo, para depois ampliar a rede de concessionárias pelo país. Mantendo a tradição, os modelos Bullet (bala) e Classic (clássica) mantiveram praticamente o mesmo visual do passado, incorporando, entretanto, tecnologia atual. Uma mistura que representa uma espécie de túnel do tempo, só que de volta para o futuro.

O modelo Bullet 500 é a motocicleta em produção contínua mais antiga do mundo - Royal Enfield/Divulgação O modelo Bullet 500 é a motocicleta em produção contínua mais antiga do mundo

RECORDE O modelo Bullet 500 é considerado a motocicleta em produção continuada mais antiga do mundo. Um recorde que teve início em 1932, há quase nove décadas. O desenho retrô e robusto foi mantido, assim como o lema da marca: “Motociclismo puro”. Para reforçar a tese, também estabelece: “Enquanto o mundo gira rápido, nos vamos com calma”. Com câmbio de cinco marchas e motor de um cilindro, equipado com refrigeração a ar e 499cm³ de cilindrada, desenvolve 27,5cv de potência máxima a 5.250rpm e torque de 4,2kgfm a 4.000rpm.

Bullet 500 - Royal Enfield/Divulgação Bullet 500

A modernidade aposentou o carburador, substituído pela injeção eletrônica, além do tambor na roda dianteira, substituído pelo disco. Porém, sem ABS. A suspensão dianteira é convencional, com tubos de 35mm e curso de 130mm. A suspensão traseira é dupla, com cinco regulagens e 80mm de curso. As rodas são raiadas, com aro de 19 polegadas na dianteira e 18 na traseira. O peso, já abastecida, é de 195kg. O visual é reforçado com o painel integrado ao bojo do farol redondo, para-lamas envolventes e tanque de combustível arredondado. O preço sugerido é de R$ 18.900.

A Classic 500 tem visual inspirado nos modelos militares e opção de freios ABS - Royal Enfield/Divulgação A Classic 500 tem visual inspirado nos modelos militares e opção de freios ABS

CAFÉ O modelo Classic usa a mesma base mecânica da Bullet 500, assim como a vocação street e urbana. Entretanto, os freios contam com a opção de discos nas duas rodas, além do sistema de segurança ABS. O visual conserva o desenho clássico, baseado nos robustos modelos militares. O tanque comporta 13,5 litros e a partida é elétrica, sem dispensar o pedal. O preço sugerido para o modelo sem ABS é de R$ 19.900. Equipado com pintura militar, vai para R$ 21 mil, e R$ 22 mil com ABS. Com pintura cromada, chega a R$ 21.900 e R$22.900 com ABS.

A Continental GT tem estilo Café Racer e motor com maior potência - Royal Enfield/Divulgação A Continental GT tem estilo Café Racer e motor com maior potência

O modelo Continental GT adota estilo café racer, inventado na Inglaterra dos anos 1950. Um modelo com características mais esportivas, embora com traços clássicos. O motor segue a receita de um cilindro e refrigeração a ar, porém, ajustado para 535cm³. A potência saltou para 29,1cv a 5.100rpm e o torque para 4,5kgfm a 4.000rpm. A suspensão dianteira tem maior curso, com 110mm e tubos de 41mm. A suspensão traseira é dupla com reservatório de expansão de gás ajustável. O preço sugerido é de R$ 23 mil, e R$ 24.500 com ABS.

Continental GT 535 - Royal Enfield/Divulgação Continental GT 535

Tags: mascarenhas teo vrum rodas duas enfield royal

Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas
22 de maio de 2017
15 de maio de 2017

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação