Bons tempos nas pistas

Livro com mil fotografias conta a história da De Tomaso, fábrica de automóveis italiana fundada por um argentino, que produziu bólidos de competição e de rua

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 21/10/2007 09:59 Caderno de Veículos /Estado de Minas
Parceria entre De Tomaso e Carrol Shelby resultou no P70, modelo com motor traseiro - Fotos: Deep Research Baku/Reproduções Parceria entre De Tomaso e Carrol Shelby resultou no P70, modelo com motor traseiro
Um projeto independente. Assim pode ser definido o livro De Tomaso - Macchine da Corsa, de Philippe Olczyk, piloto com vasta experiência em Le Mans. Com 462 páginas, mil fotografias e 1.100 resultados de corridas, a publicação mostra, por meio de imagens, a evolução da fábrica fundada pelo argentino Alejandro De Tomaso, que, em 1959, iniciou a produção de bólidos de competição em Modena, na Itália.

Philippe conseguiu ter acesso aos arquivos da De Tomaso, obtendo informações detalhadas de vários chassis. No primeiro capítulo, mostra os carros Fórmula feitos pela fábrica italiana. Nos primeiros anos, os bólidos de competição eram feitos artesanalmente, como o Fórmula 2 com motor Osca, de 1.500 cm³ de cilindrada. Mas De Tomaso investiu também na Fórmula Júnior, fazendo um carro com chassi de treliça e motor Fiat de 1.100 cm³.
Pantera GR 3, modelo feito para atender corredores europeus. Capa do detalhado livro escrito pelo piloto Philippe Olczyk - Pantera GR 3, modelo feito para atender corredores europeus. Capa do detalhado livro escrito pelo piloto Philippe Olczyk

Aerodinâmicos
No segundo capítulo, Philippe aborda os sports racers feitos por De Tomaso, como o Barchetta Osca, 2000 Sport, Barchetta Vallelunga, Sport 1500 Giugiaro e 5000 Sport, carros com belas formas aerodinâmicas que também fizeram história. Um dos destaques dessa época foi o P70 Shelby King Cobra, carro projetado em parceria por De Tomaso e Carroll Shelby, em 1964.

Os GT Cars aparecem no terceiro capítulo do livro. O primeiro modelo é um protótipo Vallelunga, com carroceria de alumínio, que correu em Mugello, em 1965. Depois, destaque para o Pantera GR 3, esportivo feito para atender à demanda das corridas européias. Com motor V8, de 330 cv, o modelo venceu centenas de corridas na Itália e em outros países da Europa.

O livro tem mais dois capítulos, que tratam de resultados de corridas e da história dos chassis da marca. A publicação traz ainda interessantes entrevistas e muitas informações para os aficionados por bólidos de corrida. O preço: US$ 100. Informações: olczyk@yahoo.com.

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
20 de outubro de 2016
26 de agosto de 2016

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação