O maior de todos

Leilão de veículos nos Estados Unidos reúne mais de 1 mil modelos, com raridades como Duesenberg 1928 (abaixo) e Corvette ZR1 2009, este último exposto no Salão de Detroit

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 03/02/2008 16:56 Caderno de Veículos /Estado de Minas
Fotos: Barret-Jackson/Divulgação
Desde 1971, Scottsdale, no deserto do Arizona (EUA), é palco do maior leilão de carros antigos do mundo. Na edição de 2008, de 12 ao dia 20, o Barrett-Jackson reuniu nada menos de 1,1 mil veículos.

Apesar de juntar alguns belos exemplares antigos, o Barrett-Jackson não é a maior concentração de raridades entre os leilões de colecionadores. Eventos como o Pebble Beach Concours d´Elegance, na Califórnia, ou a mostra de Villa d´Este, na Itália, atraem maior quantidade de veículos genuinamente raros, mas não se pode negar a importância do leilão do Arizona, até mesmo como fenômeno social.
Corvette ZR1 2009, Chevrolet Corvette Rondine 1963, Shelby Cobra 1967 e Shelby Mustang GT 500 1969 - Corvette ZR1 2009, Chevrolet Corvette Rondine 1963, Shelby Cobra 1967 e Shelby Mustang GT 500 1969

Em 14 de janeiro, por exemplo, chamado pela organização de dia da família, nada menos de 37.802 visitantes compareceram ao evento. No melhor estilo showbiz norte-americano, a organização surpreendeu o público com uma apresentação do Robosaurus, um dinossauro mecânico que cospe fogo, com mandíbulas destruidoras de carros. Outros eventos incluíram uma homenagem aos 85 anos do lendário preparador Carroll Shelby e um desfile de moda para crianças, além de um espaço com mais de 700 estandes de comércio e alimentação.

Público
O balanço do evento é positivo: 288 mil visitantes, e vendas que totalizaram US$ 88 milhões. Outro dado interessante foi a venda de suvenires, que cresceu 47%, em relação a 2007, totalizando US$ 3,3 milhões. No primeiro dia de leilões, dedicado aos veículos mais baratos, geralmente arrematados por aqueles que estão entrando no mundo do antigomobilismo, o público também ultrapassou 30 mil pagantes. O número de visitas à pagina na internet do leilão foi mais de 1 milhão. Entre os modelos no primeiro dia destacaram-se um Pontiac Hot-Rod 1936, um Ford Tunderbird 1955 e até um simpático VW Fusca conversível.

Nos leilões, três veículos bateram a casa de US$ 1 milhão. O veículo mais caro foi um Chevrolet Corvette Rondine 1963, com carroceria desenhada pelo mestre italiano Pininfarina, vendido por US$ 1,6 milhão. No segundo lugar, um empate: um Duesenberg J 1928 e um Corvette ZR1 2009 (de 620cv), que havia sido apresentado no Salão de Detroit, alguns dias antes, foram leiloados pela quantia de US$ 1 milhão.

Assim como a Chevrolet, a Shelby conseguiu figurar com dois modelos entre os cinco mais caros do leilão: o quarto veículo dessa lista foi um Shelby Mustang GT 500 1969, arrematado por US$675 mil; e o quinto, um Shelby Cobra 1967, vendido por US$ 625 mil.
Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
20 de outubro de 2016
26 de agosto de 2016

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação