Girando no entorno do mundo

Jornalista José Luiz Vieira lança coleção A história do automóvel - a evolução da mobilidade, que retrata todas as fases que levaram o homem a se mover sobre rodas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 29/06/2008 16:16 Enio Greco /Estado de Minas
Primeira corrida internacional em pista fechada, de Frankfurt a Main, em 1900, vencida por um Benz de 24 hp, com velocidade média de 46 km/h - Fotos: Editora Alaúde/Reprodução Primeira corrida internacional em pista fechada, de Frankfurt a Main, em 1900, vencida por um Benz de 24 hp, com velocidade média de 46 km/h
O que levou o homem a se mover sobre rodas? Para responder a essa pergunta, o jornalista e engenheiro José Luiz Vieira pesquisou e fez valer seus vários anos de experiência no setor automotivo. O objetivo era conhecer a história da mobilidade, revivendo a aventura do ser humano em sua busca e fascínio pelo progresso. O resultado foi a coleção A história do automóvel - a evolução da mobilidade, que o jornalista lançará em 22 de julho, na livraria Cultura, em São Paulo.

O paulistano José Luiz Vieira iniciou a carreira de jornalista especializado na área automobilística na Revista de Automóveis, no Rio de Janeiro. Depois, passou por várias revistas especializadas e jornais, além de ter atuado como consultor da Scania e Gurgel Motores. Foi também piloto de testes para várias fábricas nacionais e internacionais. Atualmente, é proprietário da empresa de comunicação JLV Consultoria, diretor de redação da revista Carga & Transporte e editor do site Tech Talk.

A coleção
A história do automóvel é uma série com três volumes sobre o tema mobilidade, com enfoque especial no universo automobilístico. Na obra, José Luiz retorna à pré-história, quando o homem já demonstrava interesse em modificar o meio em que vivia, buscando alternativas para vencer limites e barreiras. Depois passa para a época do desenvolvimento, com a evolução das técnicas e tecnologias, resultando na criação de ferramentas, máquinas e principalmente veículos.

Nos 17 capítulos do primeiro volume da coleção, o autor trata ainda de assuntos como a invenção da roda, os veículos a vapor, os primeiros motores e automóveis, a evolução da indústria automobilística e a história das grandes marcas. Há um capítulo dedicado a Henry Ford, chamado de o inventor da prosperidade.

Fatos curiosos também são citados na coleção, como a invenção em 1877 da bicicleta "de segurança", com duas rodas do mesmo tamanho, rolamentos de esfera e pneus. Relembra também o Motor Car Act, que entrou em vigor na Inglaterra em janeiro de 1904, estabelecendo que todo automóvel tinha que ter placas de registro. Graças à nova lei, a velocidade máxima foi elevada a 32km/h, mas alguns não aprovaram as placas, alegando que elas os numeravam como criminosos.

A história do consul austríaco Emil Jellinek, agente da Daimler na Riviera Francesa, também é retratada na obra. Ele ficou conhecido pelo pseudônimo de Herr Mercédès, nome de sua filha, e encomendou à Daimler veículos mais velozes para participar de competições. Temendo o comprometimento da imagem, a empresa produziu os carros, que não levaram seu nome. Emil, então, batizou-os de Mercedes e ganhou várias corridas. Depois, Mercedes virou marca e acabou se unindo à Benz, que também se destacou nas competições. O primeiro volume da coleção, de 424 páginas, Editora Alaúde, será vendido por R$ 108.
Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
20 de outubro de 2016
26 de agosto de 2016

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação