Pebble Beach 2011

Ferrari de 1957 bate recorde de vendas ao ser leiloada por R$ 26 milhões

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 22/08/2011 18:11 / atualizado em 22/08/2011 18:18 Thiago Ventura /Portal Vrum
Gooding & Company/Divulgação

A Ferrari 250 Testa Rossa, de 1957, bateu recorde de vendas no Monterrey Car Week ao ser vendida por US$ 16,390 milhões (R$ 26 milhões) em um leilão. O raro carro de corridas italiano conseguiu ultrapassar o valor máximo pago por um carro no tradicional evento em Pebble Beach, nos Estados Unidos.

Em 2009, um modelo similar foi vendido por US$ 12,4 milhões (R$ 19 milhões). O leilão que definiu o novo recordo aconteceu na sexta-feira e a empresa americana Gooding & Company, que organizou a venda, arrecadou 10% do valor.

Aliás, as Ferraris foram as estrelas de Pebble Beach. Dos dez veículos que alcançaram os maiores valores de venda, a escuderia italiana emplacou seis colocações. Entre os outros destaques, encontram-se a Ferrari 250 GT California, de 1959, leiloada por US$3,3 milhões e Shelby Cobra 289 Factory Team Car, de 1963, que saiu por US$ 2,5 milhões.

A Ferrari 250 Testa Rossa 1957 nunca teve um grande histórico nas pistas, mas é valorizada como poucas devido seu design inovador. Segundo a Gooding & Company, o carro foi completamente restaurado e teve somente dois donos em 40 anos.

Veja a relação dos dez veículos mais caros leiloados:

1957 Ferrari 250 Testa Rossa US$16,390,000
1959 Ferrari 250 GT LWB California US$3,355,000
1963 Shelby Cobra 289 Factory Team Car US$2,585,000
1953 Ferrari 375 Vignale Coupe US$2,200,000
1964 Porsche 904 Carrera GTS US$1,210,000
1972 Ferrari 365 GTS/4 Daytona Spider US$1,025,000
1956 Ferrari 275 GTB US$1,001,000
1959 Fiat "Ferrari" Scuderia Factory Transporter US$990,000
1956 Ferrari 195 Inter Berlinetta US$990,000
1921 Bentley 3 Litre US$962,500


Gooding & Company/Divulgacao

Tags:

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
20 de outubro de 2016
26 de agosto de 2016

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação