Estado de Minas

Novo Marcopolo Torino mira o BRT

Marcopolo lança novo Torino com interior mais espaçoso, já pensando no Move, o transporte rápido por ônibus de BH. Design alinhado é outra fonte de inspiração


Bruno Freitas - Estado de Minas

Publicação: 11/12/2013 21:03 Atualização:

Torino 2014 incorpora novo DNA de design da Marcopolo
 (Fotos: Bruno Freitas/EM/D.A PRESS)
Torino 2014 incorpora novo DNA de design da Marcopolo
Do Rio de Janeiro
– Sabe aquele busão que você encara todo dia, de casa para o trabalho e vice-versa? A partir de 2014 ele surgirá no ponto de cara nova e pinta de BRT (o transporte rápido por ônibus). Começa a ser produzida em março do ano que vem a sexta geração do Torino, da gaúcha Marcopolo. O ônibus mais vendido do segmento urbano no Brasil e consórcios operadores do transporte coletivo de Belo Horizonte foi revisto, ganhou equipamentos e 5mm de largura (agora são 2,55m), enquadrando-se nas normas da BHTrans para os padrons – BRTs intermediários que em BH terão motor dianteiro e circularão entre os articulados de grande capacidade do Move.

Resultado de R$ 40 milhões de desenvolvimento ao longo de dois anos, o busão também marca uma nova fase da antiga fábrica da Ciferal em Xerém, que passa a ser identificada como Marcopolo Rio como unidade do grupo na produção de ônibus urbanos. O atual Torino permanece do portfólio da marca nos próximos anos por uma razão lógica: o novo, que substitui o defasado Viale (urbano mais refinado oferecido desde 1998), custará R$ 5% a mais.

“Além disso precisamos de tempo para desenvolver todas as configuração da nova família do Torino, como modelos de motor traseiro e articulado”, explica o diretor de operações comerciais da Marcopolo, Paulo Corso. Outros fabricantes como Caio e Mascarello também desenvolvem novos modelos de carrocerias para ônibus buscando atender a nova demanda do BRT, em que toda a frota terá ar-condicionado e suspensão a ar.
Poltronas ganharam encostos para os pés e podem vir com estofamento no tema Copa do Mundo
Poltronas ganharam encostos para os pés e podem vir com estofamento no tema Copa do Mundo


No design, a grande novidade do Torino 2014 é o conjunto ótico integrado e o para-brisa em cunha inspirados na linha de ônibus Viale BRT. Quase idêntico ao novo Torino, o Gran Viale recém lançado na Colômbia difere na construção: enquanto o modelo brasileiro inova na aplicação de plástico injetado, o vizinho, com motor traseiro, ainda é feito em fibra de vidro.

Já o interior não inova tanto em relação aos ônibus urbanos atuais, cuja configuração (tamanho do veículo, tipo de chassis e poltronas) depende da encomenda de cada cliente empresário do setor. No painel há o sistema multiplex, que integra funções de computador de bordo numa tela LCD de 3,5 polegadas à prova de poeira e água, comuns nas lavagens em garagens. O trocador (ou agente de bordo, para os mais específicos) não foi esquecido: ganhou ventilação direcionada e agora pode trabalhar ao lado de uma catraca que não bate no joelho.
Do lado direito do painel, tela LCD informa dados do computador de bordo
Do lado direito do painel, tela LCD informa dados do computador de bordo



Com ar é diferente
Equipado com ar-condicionado, o novo Torino vem ainda um vigia de vidro instalado ao lado da porta dianteira e iluminação em balaústres arredondados, o que possibilita a aplicação de placas publicitárias no interior do ônibus.

Como no lançamento da geração anterior (em 2007), a nova carroceria só estará disponível em chassis de motor dianteiro de início, com comprimento de 11,3m a 13,4m.

A Marcopolo não fala em preços, mas levando em consideração o atual Torino, o novo deverá custar algo em torno de R$ 150 mil. Somado ao valor de um chassi como um Mercedes-Benz OF-1724L (com motor seis cilindros e suspensão a ar, a ser usado no Move), o custo final do ônibus urbano de motor dianteiro supera os R$ 300 mil.
Luzes traseiras foram herdadas do Viale BRT
Luzes traseiras foram herdadas do Viale BRT

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: Adriano Vieira
Além de itens de segurança... E os itens de conforto como ar-condicionado e altura do solo adequada para aqueles que tem dificuldade. Esse não parece que tenha! | Denuncie |

Autor: Glaysson Magno Carvalho
Certo, bonito ônibus, mas, cadê o cinto de segurança para os passageiros? Não entendo, se eu transportar passageiros no meu carro sem o cinto eu sou multado, e porque as empresas de ônibus nem os motoristas são? Ou melhor já sei a resposta, porque aqui é Brasil... | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro, Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »


ofertas de particular
    ofertas em destaque