Estado de Minas

Apostando no três »

Hyundai, Volkswagen e Ford apostam nos motores de três cilindros

Principais objetivos dos fabricantes de automóveis na atualidade é desenvolver motores que apresentem baixo consumo de combustível e reduzida emissão de poluentes


Enio Greco - Estado de Minas

Publicação: 30/01/2014 08:50 Atualização:

Hyundai HB20 foi primeiro nacional  a ter motorização de três cilindros com o 1.0 flex aspirado ( Juarez Rodrigues/EM/D.A Press- 7/10/12)
Hyundai HB20 foi primeiro nacional a ter motorização de três cilindros com o 1.0 flex aspirado

A Hyundai puxou a fila com seu moderno motor de três cilindros, que apresenta números impressionantes de consumo. Depois veio a Volkswagen com o 1.0 de três cilindros no Fox Bluemotion. Agora as outras marcas instaladas no Brasil se apressam para também lançar novas motorizações que apresentem melhor eficiência energética. Algumas montadoras escondem a novidade a sete chaves, enquanto outras dão dicas do que o consumidor pode esperar para os próximos meses.


Um dos principais objetivos dos fabricantes de automóveis na atualidade é desenvolver motores que apresentem baixo consumo de combustível e reduzida emissão de poluentes, para atender às exigências do Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica e Adensamento da Cadeia Produtiva de Veículos Automotores, intitulado Inovar-Auto. É uma tarefa difícil, que exige muita pesquisa e investimentos pesados. Uma tentativa para dar sobrevida aos motores a combustão, antes que outras opções assumam a posição.

TURBO A Volkswagen, com seu motor 1.0 litro de três cilindros, inovou pelos detalhes de construção e aplicação de materiais mais leves, resultando em menor atrito e consequente melhor eficiência energética. Com 75cv (gasolina) e 82cv (etanol), o propulsor que equipa o Fox BlueMotion apresentou consumo médio de 11,5km/l com etanol e cerca de 13km/l com gasolina na cidade. Na estrada os números foram ainda melhores: 20km/l com gasolina e 16km/l com etanol. O mesmo propulsor vai equipar o up!, compacto com lançamento marcado para o início de março. Mas a VW não vai parar por aí, pois já está testando a versão turbo do motor três cilindros, que deve chegar aos 110cv, e ainda prepara um novo motor 1.6 16V mais eficiente.

A Volkswagen vai equipar o up! com o motor 1.0 três cilindros do Fox e há previsão da versão turbo (Ricardo Hirae/Volkswagen/divulgação)
A Volkswagen vai equipar o up! com o motor 1.0 três cilindros do Fox e há previsão da versão turbo


MAIS POTENTE A Ford não revela seus planos, mas sabe-se que a marca do oval azul também vai produzir um três cilindros em sua fábrica de motores em Camaçari. Apesar de não haver informação oficial, há quem aponte como certa a estreia desse novo propulsor no repaginado Ka, com lançamento previsto para agosto. A PSA Peugeot/Citroën também está investindo no três cilindros 1.0 12V, que teria potência máxima de 84cv com etanol. Não tem data prevista para chegar ao mercado, mas especula-se que será ainda este ano nos modelos Peugeot 208 e Citroën C3.

PACOTE A Fiat também está correndo atrás da eficiência energética exigida pelo Inovar-Auto, que deu às montadoras até 2017 para se adequarem. Embora não divulgue oficialmente, a montadora de Betim desenvolve dois novos motores, sendo um 1.0 12V de três cilindros e outro 1.4 8V de quatro cilindros, além de promover melhorias nos propulsores E.torQ. De acordo com o site Autos Segredos, o três cilindros vai estrear ainda este ano, mas não há modelo definido, e terá desempenho superior ao do 1.4 EVO atual. Já o 1.4 8V será totalmente novo, mais potente e econômico que o atual 1.4 EVO. Só não tem data definida para chegar ao mercado.

O novo Ka, ainda conceito, será equipado com motor 1.0 de baixo consumo em agosto (Ford/Divulgação)
O novo Ka, ainda conceito, será equipado com motor 1.0 de baixo consumo em agosto


COMPACTO A Renault não esconde que está desenvolvendo um motor de três cilindros flex que será produzido no Brasil. Na Europa, a marca já tem esse propulsor, que equipa os modelos Captur e Clio. Aqui seria um 1.2 litro com potência variando de 100cv a 115cv, com bom torque em baixa rotação. Ele deve substituir o 1.6 litro e terá a missão de apresentar um consumo 12% menor. A Renault não confirma, mas há quem diga que esse motor três cilindros deve equipar um novo modelo compacto que vai ocupar o lugar do Clio em futuro próximo. É esperar para ver.

Esta matéria tem: (4) comentários

Autor: jorge aparecido dutra
Há quase 80 anos a engenharia germânica desenvolvia um eficientíssimo motor 3 cilindros, simples, resistente, de fácil manutenção e barato - o DKW. Vejo que o caminho é por ai | Denuncie |

Autor: Reinaldo Faria-Tavares
Melhores do que o Gurgel eram os "fibrosos" que sobreviveram, embora cópias dos buggies californianos. O Gurgel fazia deles mais feios, desenhados por sua mente maluca. Ele nunca quis sequer, fazer algo de genuinamente brasileiro, tudo fake grosseiro. | Denuncie |

Autor: Reinaldo Faria-Tavares
Gian Carlo, o Gurgel foi um maluco que quaseconseguiu convencer as gentes. Sem falar nos seus fuscas de fibra, seu Mini era um desenho brasileiro infantil e a mecânica era mistura de peças multinacionais num arranjo ridículo. Motor de fusca cortado ao meio, direção de 147, para brisa de Chevette.... | Denuncie |

Autor: Gian Calo
03 cilindros, carros mais leves, utilitários compactos. O que o mundo está explorando no Brasil poderia ser sucesso nosso. Lembram-se da Gurgel nos anos 80? Pois é, sucumbiu à incompetência dos nossos governantes. Gurgel foi um homem à frente do seu tempo, pena que nasceu no país errado. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro, Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »


ofertas de particular
    ofertas em destaque