Estado de Minas

Direitos e Deveres »

Marcas ampliam prazo de garantia dos carros no Brasil

A maioria dos proprietários de automóveis desconhece o prazo de cobertura e comete deslizes que implicam perda da cobertura, como envenenar motor e instalar som


Marcus Celestino

Publicação: 17/02/2014 10:09 Atualização: 17/02/2014 11:19

 A aceleração desse processo se deu logo depois da chegada dos carros chineses ao país (Arte Paulinho Miranda/EM)
A aceleração desse processo se deu logo depois da chegada dos carros chineses ao país

Aplicar a frase “é melhor prevenir do que remediar” na compra de um veículo pode soar clichê. No entanto, clichê deveras necessário. A garantia do fabricante é crucial. Ao longo dos anos, as montadoras aumentaram o prazo de cobertura dos seus carros e estenderam-na para componentes vitais como caixa e motor. A aceleração desse processo se deu logo depois da chegada dos carros chineses ao país e suas garantias ad eternum que cobrem (abre aspas para a assessoria da JAC Motors) “de para-choque a para-choque”.

As quatro grandes tiveram de correr para não perder campo. A Volkswagen, por exemplo, acaba de estender a garantia para três anos. A Fiat, porém, no maior estilo “quem não faz poeira acaba comendo-a” e com muita timidez, concedeu mesmo período, mas apenas para motor e câmbio (à exceção de seus comerciais leves e táxis). Ainda é pouco, mas pelo menos é algo mais substancial. Para você não comer poeira, fique atento ao prazo e a salvaguarda que a garantia das montadoras lhe provém. Vale frisar que peças de desgaste natural estão excluídas.

Leia também na Coluna do Boris Feldman:
Fabricantes fazem jogo de empurra com garantia dos componentes do carro

 

MANTENDO A GARANTIA
Para manter a garantia, o proprietário deve fazer as revisões dentro do prazo estipulado, reparar seu veículo quando necessário estritamente em oficinas autorizadas e não modificá-los por conta própria, por exemplo, adicionando acessórios como sistema de som. Além disso, trocar o óleo de acordo com o manual e não fazer alterações no motor para melhorar a performance são condições indispensáveis na manutenção da garantia. 

Veja o prazo de garantia das montadoras no Brasil (clique para ampliar)
Veja o prazo de garantia das montadoras no Brasil (clique para ampliar)

Esta matéria tem: (7) comentários

Autor: Marcio Correa Filho
As regras de revisão e reparo são aceitáveis quando se trata da garantia... Agora a regra é bem clara... Quando menor a garantia pior é a qualidade do veículo! | Denuncie |

Autor: Alex Mineiro
Uma verdadeira faca de 2 gumes. Você fica com mais confiança na marca mas ao mesmo tempo preso às condições impostas (como de não poder instalar um simples som) e ter que pagar umas 3 vezes mais caro neste tipo de serviço cobrado pelas concessionárias. Tudo que eles vendem é no mínimo o dobro do vlr. | Denuncie |

Autor: Campos Campos
Troca de óleo e filtros é coisa muito simples... acho de poderíamos ter o direito de fazer em qualquer local desde que seja usado óleo indicado e filtros originais. Concessionaria cobra mais de 100 reais pra trocar óleo enquanto que oficinas boas e qualificadas por ai cobram 40. | Denuncie |

Autor: André Neves
Frustrante a experiência recente com a Fiat em razão de infiltração de água no porta-malas do Bravo por falha na funilaria (de fábrica! carro nunca bateu). A garantia não foi concedida, pois a nota fiscal da venda ultrapassara 2 anos, mas o carro havia sido retirado da concessionária dento do prazo.. | Denuncie |

Autor: Bruno ..
A verdade que tudo encaixa em "desgate natural" tive um celta que com 6 meses e 10mkm já tinha pontos de ferrugem, pneus chineses acabando, tampa do porta malas solta batento, entre outras coisas, tudo desgate natural... | Denuncie |

Autor: elias amorim santos
Levar carro em uma autorizada é a mesma coisa de entregar seu dinheiro ao ladrão é um roubo o preço cobrado para uma simples revisão de troca de óleo, filtro do óleo, ai querem trocar praticamente o carro todo. | Denuncie |

Autor: Diego Oliveira
Isso é o que os fabricantes dizem. Seria interessante consultar também um advogado de direito do consumidor, pois acredito que essa versão de obrigatoriedade de reparos em autorizada e proibição de instalação de itens não tem amparo legal, a não ser que o problema tem relação direta com a alteração. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro, Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »


ofertas de particular
    ofertas em destaque