Estado de Minas

Consumidor »

Cliente passa a noite em concessionária após problemas com Suzuki Grand Vitara

Proprietário de jipe alega que o veículo apresentou vários defeitos desde a aquisição em revenda e exige o dinheiro de volta. Carros usados também têm garantia legal de 90 dias


Thiago Ventura - Portal Vrum

Publicação: 28/02/2014 14:20 Atualização: 28/02/2014 20:00

Suzuki Grand Vitara 'apagou' na BR-381 e deixou proprietário inseguro (Suzuki/Divulgação)
Suzuki Grand Vitara 'apagou' na BR-381 e deixou proprietário inseguro

A insatisfação com um veículo comprado numa concessionária da Suzuki levou um cliente a uma medida desesperada em Belo Horizonte. Após ter vários problemas com um Grand Vitara 2010/2011 preto 4x2, o proprietário quis devolvê-lo. Sem chegar a um acordo com a direção da empresa, o consumidor acabou passando a noite inteira no local, na tentativa de chegar a uma solução para o impasse.

  VEJA MAIS FOTOS DO SUZUKI GRAND VITARA

O gerente de Operações Juliano Barbosa Soares, de 33 anos, conta que comprou o veículo com 35 mil quilômetros rodados na concessionaria Via Natsu, em 16 de dezembro de 2013. O valor pago foi de R$ 51.600. Segundo Juliano, uma semana após tirar o carro, a luz de injeção eletrônica acendeu. O carro foi levado à oficina da autorizada, que colocou a culpa na qualidade do combustível. Sete dias depois, o veículo apresentou o mesmo defeito.

Uma nova manutenção foi agendada mas, antes disso, o ar-condicionado parou de funcionar. No entanto, o pior estava por acontecer.No último domingo, durante uma viagem de volta a Belo Horizonte, o veículo simplesmente 'apagou' em movimento em plena BR-381 e não voltou mais a funcionar. O Suzuki foi transportado de reboque até a oficina da Via Natsu.

As falhas frequentes fizeram o cliente desistir do negócio. “Não quero o carro mais, pois não sinto segurança em utilizá-lo com minha família”, desabafa Juliano. O cliente conta que esteve na loja na última quarta-feira para conversar com o responsável. “Me ofereceram recomprar o carro por R$ 50 mil ou que eu pagasse a diferença com base nesse valor num carro mais caro. Não aceitei e falei que só sairia quando resolverem meu problema". O proprietário conta que levou um 'chá de cadeira' enquanto esperava os donos da loja de uma reunião. "Fiquei sozinho, apenas com o segurança da loja até meia noite esperando”, relembra.

 

A mesma concessionária fez uma promoção que dá margem para dupla interpretação. Clique e veja


Apesar dos problemas com o carro, Juliano afirma que continua fã do fabricante, mas se sentiu desrespeitado. “Morei oito anos no Japão e conheço bem a marca, sei da qualidade do produto. Qualquer máquina pode dar um problema, mas, desde o início estou com essa dor de cabeça e eles não dão uma posição. Sinto que estão tentando empurrar para que eu perca o prazo de garantia”, afirmou.

Concessionária Suzuki Via Natsu, em BH (Ramon Lisboa/EM/D.A PRESS)
Concessionária Suzuki Via Natsu, em BH


A Via Natsu Suzuki, confirmou que o veículo foi faturado em nome da esposa de Juliano. Segundo a empresa, o modelo esteve duas vezes na oficina - nos dias 26/12 para resolver o problema com a luz acesa da injeção eletrônica e em 10/02 para conserto no ar-condicionado. A concessionária afirma que resolveu o primeiro incidente, enquanto aguarda agendamento do cliente para consertar o ar-condicionado.

Em relação à pane do último domingo, a Via Natsu afirma que o veículo será diagnosticado dentro do prazo legal. “Sobre a devolução do dinheiro, até o presente momento, a empresa não acha ser condizente com a situação, visto que todos os momentos o veículo foi reparado em garantia, e continua no prazo de garantia, sendo prontamente atendido pela concessionária”, respondeu a empresa em nota ao Vrum. Sem chegar a um consenso, o proprietário pretende entrar na Justiça contra a concessionária.

Direitos do Consumidor

Mesmo usados, veículos comprados em concessionárias e revendas têm a garantia integral de 90 dias como bens duráveis e os clientes são salvaguardados pelo Código dos Direitos do Consumidor (Lei 8.078/1990). Segundo a coordenadora do Procon Municipal de Belo Horizonte, Maria Lúcia Scarpelli, dependendo da situação, o consumidor pode até desfazer do negócio.

“A lei afirma que a empresa tem 30 dias para resolver a falha. Caso persista além desse prazo, o cliente pode requerer o dinheiro de volta, corrigido monetariamente, escolher outro carro pelo mesmo valor ou até mesmo negociar um desconto no veículo comprado de forma a resolver de outra forma o problema mecânico apresentado”, explica Scarpelli. Segundo a advogada, a contagem dos 30 dias pode iniciar desde o primeiro atendimento, se os problemas estiverem relacionados. Além disso, após a conclusão do prazo, o veículo/produto deve estar em perfeito funcionamento.

No entanto, caso o veículo apresente um “vício oculto”, a obrigação da loja em consertá-lo ou repará-lo ultrapassa os três meses e os 30 dias para conserto do problema começam a ser contato quando o defeito aparece, situação que está prevista no Código. Em todo caso, a orientação do Procon é de que o proprietário contrate um profissional ou empresa para emitir um laudo das condições do carro.“Mesmo sendo um veículo usado, existe uma expectativa de funcionamento absolutamente normal e o comprador está protegido pelo Código do Consumidor”, orienta.

No caso do Gran Vitara de Juliano, a depreciação do veículo pela empresa não está correta. “É uma prática abusiva, uma apropriação indevida”, diz Scarpelli. Despesas decorrentes pelo mal funcionamento do carro podem ser questionadas na Justiça, principalmente dos riscos que a família sofreu, com ressarcimento em danos morais e materiais. “Na instância do Procon, podemos impor uma multa de acordo com a capacidade econômica do infrator, caso a denúncia seja procedente e fundamenta e a empresa não tenha agido com os ditames do Código”, detalha.

 (Suzuki/Divulgação)

Esta matéria tem: (23) comentários

Autor: Rogério Reis
Ótimo saber! Estava pensando em um Suziki e a partir de agora desisti. Empresários pilantras e ganânciosos, têm de falir! Reclameaqui, Juizado das relações de consumo, PROCON e redes sociais. | Denuncie |

Autor: geraldo silveira
Tive problemas semelhantes com um spacefox 2009 que comprei em 2011 na concessinária Grande Minas(Senhora do Carmo),na época entrei na justiça e juiza deu ganho causa a empresa, a meritíssima alegou que isso é normal quando se compra um carro usado, eles já uma equipe de advogados só p/ isso, dancei | Denuncie |

Autor: mauricio
O cliente deveria ir em um despachante e pedir um checauto deste carro, para ver a procedencia dele, talvez ele tenha sido veiculo recuperado de PT. | Denuncie |

Autor: Lourival R F
São essas e outras que diferenciam um país do 1º mundo d´outro do 3º mundo. Leis frágeis, que possibilitam que esses pseudo-empresários surfem no mercado brasileiro. A marca Suzuki tem o conceito japonês, mas não é popular, o que sujeita consumidores ingênuos ou corajosos a este tipo de situação. | Denuncie |

Autor: Luiz Menezes
Conheço pessoas que tiveram sérios problemas com carros usados comprados na VIA JAP e na VIA NATSU, revendas que são do mesmo dono. Tanto Mitsubishi quanto Suzuki têm ótimos carros, mas essas revendas prestam um péssimo serviço, vendem carros usados com problemas e não respeitam o consumidor! | Denuncie |

Autor: carlos costa
DIVULGUE A PLACA PARA NINGUÉM ENTRAR NA ROUBADA. QUEM FOR COMPRAR E VERIFICAR A PLACA FOGE E PRONTO. A NATSU VAI BUSCAR OUTRO COMPRADOR. LEMBRAM DO CARRO QUE AFUNDOU NA LAGOA DA PAMPULHA E DEPOIS A CONCESSIONARIA LAVOU E VENDEU? É FRIA. PERGUNTE AO ANTIGO DONO PORQUE ELE TROCOU COM APENENAS 35000KMS. | Denuncie |

Autor: André Lustosa
Pago R$5.000,00 em dinheiro vivo. Fique livre desta bomba venda-o para mim. | Denuncie |

Autor: Leonardo Ferreira
O cara me compra um grand vitara 4x2???? começou errado aí... um verdadeiro 4x4, tenho dois um 2002 e um 2010. NUNCA me deram nenhum tipo de problema. | Denuncie |

Autor: Alto Falante!
A Via Natsu tem o pior atendimento de pós-venda, não cumprem os prazos nas revisões, não seguem a tabela da SUZUKI (dizem q tem a tabela própria deles, mais caro lógico), se o carro tem algum problema eles nunca resolvem... ainda bem q a marca é boa e não dá trabalho; mas Via Natsu nunca mais!!! | Denuncie |

Autor: Alto Falante!
O cliente tem razão: a marca Suzuki é ótima, mas a concessionária VIA NATSU é péssima! Quando o cliente entra para comprar, eles são atenciosos e resolvem tudo rápido. Já o pós-venda é horrível, descompromissado, desrespeitoso, negligente, preguiçoso, serviço Via Natsu é o pior, PÉSSIMO!!! | Denuncie |

Autor: Guilherme Henrique Silveira
Ja vi um veiculo com panes eletricas deste tipo e a solucao foi uma simples troca de bateria cuja tensao estava fora dos padroes (12v). Ja tentaram isto? De toda forma as concessionarias estao desrespeitando a garantia dos usados e temos que recorrer ao PROCON. Ja tive problemas e resolvi assim. | Denuncie |

Autor: Andre Lemos
BRASILLLLLL!!!! Onde tudo para ferrar o consumidor pode. Devolvam logo a grana e fim de conversa... MUDA BRASIL ! NOSSOS DIREITOS JÁ!!!!! | Denuncie |

Autor: Jose Junior
Isso mesmo, tem que entrar na justiça e meter o ferro nesses caras, Vc ainda foi educado, eu tinha metido a mão na cara do dono da concessionária assim que a reuniãozinha dele acabasse. Ah, mas eu tinha. | Denuncie |

Autor: Claudinei Silva
Prezado Juliano e amigos consumidores enganados ou ainda não enganados por concessionárias. Tive um problema muito parecido por abuso de concessionária, só consegui resolver e ser respeitado depois que postei site do RECLAME AQUI e entrei com ação no juizado de relações de consumo. Depois disso a concessionária foi notificada e passou a me respeitar e até me cedeu veículo reserva enquanto aguardo peça para meu. Amigos leitores, aqui no Brasil só assim ! %u2013 Fiquem atentos e não deixem de reivindicar seus direitos. As concessionárias estão pagando para ver ! %u2013 Eu acionei a justiça e funcionou, Só Assim ! | Denuncie |

Autor: Claudinei Silva
Prezado Juliano e amigos consumidores enganados ou ainda não enganados por concessionárias. Tive um problema muito parecido por abuso de concessionária, só consegui resolver e ser respeitado depois que postei site do RECLAME AQUI e entrei com ação no juizado de relações de consumo. Depois disso a concessionária foi notificada e passou a me respeitar e até me cedeu veículo reserva enquanto aguardo peça para meu. Amigos leitores, aqui no Brasil só assim ! %u2013 Fiquem atentos e não deixem de reivindicar seus direitos. As concessionárias estão pagando para ver ! %u2013 Eu acionei a justiça e funcionou, Só Assim ! | Denuncie |

Autor: Claudinei Silva
Prezado Juliano e amigos consumidores enganados ou ainda não enganados por concessionárias. Tive um problema muito parecido por abuso de concessionária, só consegui resolver e ser respeitado depois que postei site do RECLAME AQUI e entrei com ação no juizado de relações de consumo. Depois disso a concessionária foi notificada e passou a me respeitar e até me cedeu veículo reserva enquanto aguardo peça para meu. Amigos leitores, aqui no Brasil só assim ! %u2013 Fiquem atentos e não deixem de reivindicar seus direitos. As concessionárias estão pagando para ver ! %u2013 Eu acionei a justiça e funcionou, Só Assim ! | Denuncie |

Autor: THiago Lobato
Parabéns, sua central eletrônica foi embora. | Denuncie |

Autor: Jota K Melo
Infelizmente justiça neste país é igual nota de 3 reais. As vezes funciona para alguns mas você vai ter é raiva. Se tiver condições pega algum dinheiro com este carro, junte mais algum e mude deste país. Isto aqui acabou. Morreu e esqueceu de cair. Estou juntando e pretendo ir para um país civilizado | Denuncie |

Autor: Fernando
Via Natsu, Via Jap (Mitsubishi) é só enganação. Para evitar problemas evitem passar perto destas lojas. Se querem adquirir veículos destas marcas procurem outra opção. | Denuncie |

Autor: Fábio F.S
Detalhe: A Suzuki fechou as portas nos EUA. Americano sim é exigente. | Denuncie |

Autor: Fábio F.S
Difícil viu. Vc vai em uma concessionaria comprar um carro usado da própria marca, paga mais caro por isso mas vai com confiança da qualidade do que está sendo comprado. Aí o produto da problemas e vc descobre que negociam como garagistas qualquer. É deprimente. | Denuncie |

Autor: geraldo guimarães
Meu Grand Vitara so parou de dar problemas depois de ser destruido por um caminhao no anel rodoviario. | Denuncie |

Autor: rafael roza
Sempre concessionarias, se achando acima da justiça e nos clientes estamos a merce da vontade deles. eita coisa que nao muda !! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro, Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »


ofertas de particular
    ofertas em destaque