Estado de Minas

Track Days podem ser a solução para o fim dos rachas de rua

Motoristas que sofreram acidentes durante 'pegas' em ruas e estradas acabam optando em correr apenas em pistas fechadas, com mais segurança e suporte para a prática. Track Day em BH teve as vagas esgotadas em apenas dois dias de inscrição


Marcello Oliveira - Portal Vrum

Publicação: 05/05/2014 13:32 Atualização: 05/05/2014 19:00

 (Divulgação)
Um grave acidente durante um suposto racha entre um Citroën C3 e um Hyundai i30 no Bairro Belvedere, em BH, no mês passado, trouxe de volta a polêmica dos pegas de rua na cidade.

Na rotatória do bairro, o Citroën bateu em um poste logo após atropelar um homem que pilotava uma Honda CG Titan. A esposa do motociclista, moradora do Belvedere, disse que em todas as noites há disputas entre carros nas ruas do bairro e que o acidente com seu marido ocorreu em horário em que há muitas crianças na praça próxima e pessoas praticando caminhada e cooper.

A prática, embora ilegal, ainda é apreciada por alguns entusiastas de carros velozes. A solução para os corredores amadores não é parar, mas sim aderir aos chamados 'Track Days', que ocorrem em datas específicas em autódromos legalizados pelo Brasil. Este tipo de evento tem um forte apelo de conscientização para quem curte velocidade, pois serve como uma válvula de escape para quem, eventualmente, viria a acelerar demais nas ruas e estradas, colocando em risco a integridade de outras pessoas.

O próximo Track Day será realizado no autódromo Mega Space, em Santa Luzia, na Grande BH, no dia 24 de maio. Em apenas dois dias, as 36 vagas disponíveis se esgotaram. A primeira inscrição é do estudante Matheus de Castro, de 20 anos. Apaixonado por carros, ele sempre correu em ruas e estradas sem medo das consequências desta ilegalidade, mas desistiu da prática após capotar o carro durante um racha em uma estrada próxima a Juiz de Fora. “Só quando eu sofri esse acidente que eu percebi que não vale a pena correr na rua, é muito risco que você corre”, disse o jovem que não desistiu da velocidade, mas agora só acelera com vontade em pistas apropriadas, como a do Mega Space.
Após grave acidente durante um racha, Matheus agora só corre em Track Days (Matheus de Castro/Arquivo Pessoal)
Após grave acidente durante um racha, Matheus agora só corre em Track Days


O piloto de Drift João Henrique Ferraz também viu no Track Day uma oportunidade de colocar suas habilidades em prática de forma segura. Ele sempre esbanja adrenalina nas manobras nas pistas fechadas, mas nem sempre foi assim. Com um Nissan 350Z com motor alterado para 400 cv, o piloto de 20 anos se divertia nas ruas e treinava as manobras em praças e rotatórias de Nova Lima. “Hoje tenho noção que praticar na rua é muita irresponsabilidade, coloca sua vida e de outras pessoas em risco e como busco mostrar o drift como algo profissional e legal, defendo as manobras em pistas fechadas e apropriadas”, comentou o piloto.
João Henrique: do amadorismo nas ruas para o profissionalismo nas pistas (João Henrique Ferraz/Arquivo Pessoal)
João Henrique: do amadorismo nas ruas para o profissionalismo nas pistas

 

As autoridades enxergam positivamente ações como o Track Day. "Toda iniciativa legal que venha contribuir para a diminuição de ações ilícitas e de acidentes na estradas é válida e a PRF (Polícia Rodoviária Federal) dá total apoio para essa válvula de escape para os corredores amadores", explica o inspetor da PRF, Aristides Júnior.

 

Esse é o quarto Track Day em BH, que ocorre em média de seis em seis meses. A inscrição de R$ 195 dá direito a quatro tomadas de 15 minutos cada uma. Os participantes podem levar convidados para asssistirem. “Qualquer um pode participar, mas os carros são divididos em cinco categorias”, informa um dos organizadores do evento, Rodrigo Dutra. “Temos inscrição de todos os tipos de carros, desde Fiat Uno 1.0 e Palio 1.6 até carros bem mais potentes como BMW M3, Mitsubishi Lancer EVO e Subaru WRX STI”, completa.

 (Divulgação)


Além dos carros rodarem isolados de outros veículos e de pedestres, a pista foi projetada especialmente para a prática de atividades em alta velocidade e o local conta ainda com ambulância e médicos de plantão durante todo o evento.

Qualquer um pode alugar um autódromo e organizar um Track Day. Nestes eventos, todos os pilotos são obrigados a usar capacetes e a organização deve contratar uma ambulância e equipe de socorro médico. Há ainda a possibilidade de alugar a pista individualmente por R$ 400 a hora no Mega Space.

Esta matéria tem: (31) comentários

Autor: Bruno ..
Velocidade nas ruas e estradas é só um dos vários desrespeitos a CTB... Aposto que quem criticou aí anda pela faixa da esquerda, não dá seta, fala ao celular dirigindo, para em fila dupla,etc.... | Denuncie |

Autor: Roberto Santos
tulio tulio... Pobre coitado... tenho dó de pessoas como você... Quem tem dinheiro mesmo e viaja pra onde você DIZ que viajou, não perde tempo lendo este tipo de notícia no EM. E quem tem dinheiro mesmo, não leva mulher pra Santa Luzia... nem se for dos outros como você diz... pegador KKKKKKKKKKKK | Denuncie |

Autor: tulio tulio
Esse Roberto Santos é um RECALCADO mesmo, apenas estou dizendo que pra mim tudo de ruim q o povo acha q é certo me dá lucro gasto e me divirto com dinheiro de uma profissão q vc seu cagão não teria coragem de fazer.e vou te falar Santa Luzia é pra onde eu levo a sua mulher quando eu quero divertir | Denuncie |

Autor: Rafael Ribeiro
kkk, viagens para DUBAi!!Dono de Funéraria ir para Dubai? Este cara só pode ser humorista!kkkk | Denuncie |

Autor: Roberto Santos
Que bom hein tulio tulio... quando sua mãe, pai, esposa (se é que conseguiu casar), enfim, todos os que gosta morrerem, pode só jogá-los dentro do buraco que nem enterro você paga... (IMBECIL)... Dubai... você não deve conhecer nem Santa Luzia... | Denuncie |

Autor: Francisco de Figueiredo Milo Milo
Túlio, gostei da colocação, isso mesmo, enquanto tiver esse bando de otários correndo nas ruas bêbado, malandro coca cola, isso alimenta os serviços funebres e os jornais populares, pelo menos alguém licra com esses otários.parabéns. | Denuncie |

Autor: Ícaro Avelar
...essas porcarias, então infelizmente tudo relacionado a automobilismo por aqui ainda vai ser muito caro e consequentemente o esporte relacionado a isso terá pouco incentivo e poucos praticantes. | Denuncie |

Autor: Ícaro Avelar
... A falta de incentivo a esse tipo de esporte é simples, carro/moto e tudo o mais relacionado a isso no brasil custa muito caro. Quando eu criticava as pessoas que pagam 30 mil reais num gol, vem a VW e me lança um carro descartável por 26 mil reais e as pessoas continuam comprando... | Denuncie |

Autor: Ícaro Avelar
...não gosta desse tipo de esporte, por falta de local adequado algumas pessoas acabam indo pra rua, o que no meu ponto de vista não é justificativa, imagina se por falta de estande as pessoas resolvessem praticar tiro na rua?? Não é por aí né... | Denuncie |

Autor: Ícaro Avelar
Eu curto velocidade, estar num carro que faz a força g te jogar contr o banco n tem preço, pilotar uma moto e se sentir parte da máquina também não, é uma sensação de controle indescritível. Ainda quero aprender drift, deve ser bem legal. Mas entendo as pessoas que são contra esse tipo de (continua) | Denuncie |

Autor: tulio tulio
Eu sou dono de uma Funerária, por isso adoro tudo que envolve risco a vida, Drogas ilicitas, elementos que acham que é malandro. e por ai vai ... Eu estou tendo muito lucro com isso! então rachas, drogras, trafico, motoristas bebados não podem acabar, tão bancando minhas viagens bimestrais para DUBAI | Denuncie |

Autor: Nunes Nunes
Amantes da velocidade em via pública, favor relembrar o aprendizado da auto escola. Releiam do artigo 291 ao 312 do Código de Trânsito Brasileiro (crimes de trânsito). Senhores Agentes a nível Federal, Estadual e Municipal, releiam o artigo 319 do Código Penal (prevaricação). Depois sejam coerentes. | Denuncie |

Autor: Nunes Nunes
Entre amantes do automobilismo e pilotos de rua há uma distância muito grande. Ratifico o que disse esclarecendo que sou Professor em Educação no Trânsito há 12 anos e luto para que vidas sejam poupadas. Os enrustidos da velocidade não podem desafogar seus anseios em via pública por falta de espaço. | Denuncie |

Autor: and tebam
Uns babacas! geração fútil. Pais sem responsabilidade. O melhor de tudo que os únicos que morreram serão eles. | Denuncie |

Autor: Alex Miranda
Esses rachas em qualquer lugar e uma grande bobagem. Que espertão em MATHEUS, sua cara de bobo não nega nada. BRASILEIRO ESPERTÃO (IDIOTA). | Denuncie |

Autor: Eduardo Gomes
Muito boa a iniciativa, mas aqui em Minas falta um bom autodromo. Existiam corridas antigamente no Mineirão, depois ficou por isso mesmo e nada foi feito num espaço para correr de verdade. | Denuncie |

Autor: Francisco de Figueiredo Milo Milo
Sr.Gustavo Mata, obrigado pela correção, quando disse que graças a prefeitura, pois ela liberou o espaço para eventos e deu alvará de funcionamento, mais continue apoiando a iniciativa é muito válida e mais uma vez, muito obrigado pela correção. | Denuncie |

Autor: arpad tompa
Minas tem até montadora de automóveis, lider nacional....... | Denuncie |

Autor: Gustavo Mata
Francisco de Figueiredo Milo Milo, o Megaspace não é uma iniciativa da prefeitura de Santa Luzia. Trata-se de um espaço particular, empreendido pelo sr. Calixto, empresário que pelo amor ao automobilismo bancou do próprio bolso o Megaspace. | Denuncie |

Autor: Campos Campos
Minas tinha q ter um autodromo de primeira! Goiás tem, Paraná, Rio, SP, interior de SP... absurdo minas nao ter! E olha que Minas tem tradição em automobilismo (Cristiano da Matta por ex). Política fraca... por isso n temos! Nem sei como ainda temos montadora! Se bem q ela ja ta indo pro nordeste! | Denuncie |

Autor: Campos Campos
Esse Nunes ta é morrendo de inveja e vontade de poder ir lá no MS! Mas track day n vai resolver... quem anda de golzinho quadrado, uninho, etc n vai pagar 200 reais por 1h de corrida. | Denuncie |

Autor: Roberto Santos
Cuidado ao falar de um representante da lei, pois ao citar o nome, o Sr. está desrespeitando o profissional. Acha que tem capacidade de ser melhor do que ele? Faz concurso para a PRF e trabalhe da forma que pensa que deveria ser. O Sr. deve ter algum complexo de inferioridade. | Denuncie |

Autor: Roberto Santos
Tem uns bobos por aí que não sabem o que comentam. Automobilismo é esporte mundial. A galera que corre nas ruas, em sua maioria, faz por não ter local apropriado. A iniciativa é totalmente válida e concordo com a construção de um autódromo descente, gerando mais empregos (serviço) Sr. Nunes Nunes. | Denuncie |

Autor: Francisco de Figueiredo Milo Milo
Muito válida as manifestações de quem quer ter outra opção de entretenimento a não ser o futebol, que hoje é coisa de elite assim como o automobilismo, mais acho que não se deve deixar de lutar, precisamos de um autodromo descente com provas de Stock Car, Fórmula Truck, Fórmula 1, Indy, moto GP já. | Denuncie |

Autor: Francisco de Figueiredo Milo Milo
Moçada, infelismente eu já vi várias campanhas para um autodromo mineiro, a única coisa que temos é o Megaspace, uma boa vontade da prefeitura de Santa Luzia.Sou da época do seis pista, do KM de arrancada e do pega n Mineirão, e realmete automobilismo em Minas é coisa do gueto, sempre a margem. | Denuncie |

Autor: Rafael Ramalho
Quase todo bairro tem um campo, quadra ou coisa do gênero pra 22 bobos ficarem correndo atrás de uma bola. Quem gosta de carro no Brasil, está fudido. Além da preço exorbitante em tudo, automobilismo é tratado como algo de rico. Infelizmente os rachas não vão acabar. | Denuncie |

Autor: Expedito Coutinho
É óbvio que os rachas em ruas não acabarão. Por acaso onde existe motel não se usa ruas escuras e locais ermos para se fazer sexo? Alguns preferem pagar pela segurança e conforto, outros não. | Denuncie |

Autor: Marcelo Ferreira
Esse Nunes é bem ranzinza, hein?? Parece que é ele que tem a vida mal resolvida... Dá umas voltinhas lá no MS com minha 328, que vc desestressa rapidinho, hehe. | Denuncie |

Autor: Cesar Silva
O esporte é legal e o Nunes Nunes falou besteira. Correr na rua é crime e deve ser tratado como tal. O mais interessante: uma vez regularizado como prática esportiva, gera empregos, ou seja, quem procurar SERVIÇO vai achar. | Denuncie |

Autor: Mario Oliveira
Tem gente aqui que o esporte peculiar deve ser dama ou porrinha.......kkkkkkkk | Denuncie |

Autor: Nunes Nunes
Esse esporte é coisa peculiar de plaiboy e filhinho e papai com vida mal resolvida. Outro que deveria sair de frente das câmeras e pular para a rodovia seria o Sr. Aristides Junior. PRF tem que multar e prender esses criminosos. Vão procurar SERVIÇO! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro, Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »


ofertas de particular
    ofertas em destaque