Estado de Minas

Vrum Responde - Loja empurra diamantização na pintura de Mercedes-Benz zero km. Tudo certo?

Concessionária oferece serviço para sedã de luxo alemão. Veja a resposta


Caderno Vrum - Estado de Minas

Publicação: 09/05/2014 10:00 Atualização: 09/05/2014 10:18

 (Mercedes-Benz/Divulgação)
 

“Diamantização”
Concessionária tapeia cliente com serviço de proteção desnecessário

João Sebatião M. Ribeiro
Curvelo – MG

Comprei há duas semanas um Mercedes-Benz C180 zero-quilômetro. Na concessionária, ofereceram um serviço para a proteção da pintura chamado “diamantização”. Alegaram que o brilho e o camada superior teriam duração muito maior. Decidi então autorizar o serviço. Comentando com um amigo, ele diz ter visto no caderno Vrum matéria condenando esse serviço, que é também chamado de vitrificação. Fiquei em dúvida .

Não precisa ficar em dúvida, João, você foi tapeado pela concessionária. O carro, ao ser pintado lá na Alemanha, recebeu uma camada superior de verniz exatamente para proteção da pintura. Nessa operação de “diamantização” (esse nome da picaretagem é novidade...), também chamada de vitrificação, polimento ou espelhamento, a primeira coisa que fazem é passar uma lixa fina que remove a camada aplicada pela fábrica. Pagar por esse serviço é uma redundância, pois ele já foi feito na linha de montagem. Por outro lado, se é jogar dinheiro fora no carro zero, é importante depois de dois ou três anos, quando a pintura fica fosca e sem brilho.

 

VEJA FOTOS DO C180 COUPE!

 

 Extintor
Apesar de válido tecnicamente, extintor tem de ser substituído em função da lei

Paulo Eduardo Schettino
por e-mail

Comprei um extintor do tipo BC em 2012. Consta que sua validade é de cinco anos, mas alguém me disse que eu teria de substituí-lo, pois só vale até o fim deste ano. Pelas minhas contas, eu só teria que subtituí-lo em 2017.

É isso mesmo, Paulo. Suas contas estão certas, mas não contavam com o poderoso lobby dos fabricantes de extintores, que pressionaram o Contran para aprovar uma lei exigindo os do tipo ABC a partir de janeiro de 2015. Mesmo sendo óbvio que, depois da injeção eletrônica, países civilizados aboliram a exigência de qualquer extintor, pois o risco de incêndio praticamente não existe mais. Ou seja, se a polícia pegar você no ano que vem com seu extintor BC, prepare-se para uma multa de R$ 127,69 e cinco pontos na carteira.


Óleo negro
Frentista tem nova teoria a respeito  da durabilidade do óleo do motor

Clara Antunes F. Baptista
Ponte Nova – MG

Parei num posto para abastecer e checar o carro. O frentista abriu o capô e verificou os níveis de água, fluidos e óleo. E veio me mostrar a vareta do cárter, que mede o nível do óleo do motor, alegando que ele estava muito escuro, negro e necessitando de urgente substituição para evitar estragar sua parte interna. Então eu autorizei. É isso mesmo?

Claro que não, Clara. Óleo do motor, depois que se rodam alguns quilômetros, fica mesmo bastante escuro, quase preto. Isso é normal. Óleo só se troca na quilometragem recomendada no manual do proprietário. Ou pelo prazo, o que vencer primeiro. A cor não significa nada, só picaretagem do posto.

Enxofre
Leitor não sabe se gasolina com enxofre reduzido ainda precisa de aditivação

Antônio Cláudio Cunha Gonçalves
por e-mail


Foi amplamente divulgado que a gasolina vendida no Brasil teve o teor de enxofre drasticamente reduzido desde o início deste ano (S-50) e que isso reduziria muito a sujeira interna do motor. Como a aditivação da gasolina tem como objetivo reduzir essas sujeiras, pode-se dispensar a aditivada e abastecer com a comum?

Não, Antônio. A gasolina S-50 é muito melhor e suja menos o motor, mas não dispensa os aditivos, pois existem outros elementos químicos que podem provocar os depósitos carboníferos na câmara de combustão que prejudicam o desempenho do motor. Tanto que havia uma resolução da ANP de que toda gasolina vendida no Brasil teria que contar com uma aditivação básica também a partir de janeiro deste ano. Essa medida foi prorrogada para julho de 2015.

Esta matéria tem: (4) comentários

Autor: Marcio Correa Filho
Não reclamem.. Estão vendendo produtos se são adeuqdos ao seu veículo ou não, só vc pode verificar se não verificou problema é seu... Agora com relação ao frentista... Quis fazer o servicinho fora da concessionária parabéns troxinha! | Denuncie |

Autor: demerson santos
E depois quererm prender ladrão de galinha, esses caras fazendo isso aí com o cliente, que paga os salários dos funcionários e a riqueza do patrão, bando de vagabundos. | Denuncie |

Autor: Paulo Martins
Falam em bandidos e bardeneiros manifestando nas ruas e estes empresários inescrupulosos,ladrões, vergonha na cara não respeitam os clientes, vale lembrar que é a elite brasileira sorrateira como sempre, cadeia para eles também,vou abrir uma queixa na matriz alemã, e denuncia-los,isso é uma vergonha. | Denuncie |

Autor: Leonardo Fernandes
Se a concessionária foi desonesta e isso foi dito pelo jornalista, porque não foi dito o nome da concessionária? Serviria para alertar futuros clientes. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro, Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »


ofertas de particular
    ofertas em destaque