Estado de Minas

Um felino agressivo »

Jaguar lança F-Type Coupé no Brasil por a partir de R$ 426,3 mil

Com o lançamento do F-Type Coupé no Brasil, Jaguar quer voltar a ser uma opção entre os esportivos. Aceleramos a versão R, a mais nervosa do cupê, com 550cv de potência


Pedro Cerqueira - Estado de Minas

Publicação: 03/06/2014 08:07 Atualização: 03/06/2014 08:26

 (Jaguar/Divulgação)

De São Paulo - A Jaguar quer voltar a ser uma opção no mercado dos esportivos, por isso não tardou para trazer ao Brasil o F-Type Coupé, lançado mundialmente em abril. Suas linhas não são propriamente uma novidade, já que o modelo conversível já havia sido lançado no último ano, mas a carroceria cupê evoca ainda mais esportividade. De acordo com a Jaguar, o F-Type Coupé é o modelo mais dinâmico e focado em performance que a marca já produziu em toda a sua
história.

VEJA MAIS FOTOS DO F-TYPE COUPÉ!

Para se ter ideia, o F-Type Coupé R, versão estreante e mais vitaminada, traz sob o capô um V8 de 5 litros supercharger, que produz 550cv de potência e estúpidos 69,3kgfm de torque. As demais versões, mais "modestas", têm como opções motor um V6 3.0, de 340cv e 45,8kgfm, na de entrada; ou um V6 3.0, de 380cv e 46,9kgfm, na intermediária S. Todos estão acoplados a um câmbio automatizado de dupla embreagem de oito velocidades, com opção de trocas sequenciais, que podem ser feitas por aletas localizadas atrás do volante ou na própria alavanca.

 (Jaguar/Divulgação)


A suspensão do Coupé R conta com amortecedores ativos (capazes de se adequar da melhor forma às condições imediatas do piso) e trabalha em conjunto com outras tecnologias, como o diferencial ativo eletrônico, que distribui o torque para cada roda traseira de acordo com a demanda; e o sistema de vetorização de torque, que conjuga os freios e o diferencial para manter o veículo sob o controle do motorista.

ALUMÍNIO

Mas um bom esportivo tem que oferecer muito mais que um belo conjunto mecânico. O F-Type Coupé é todo construído em alumínio, sendo a carroceria uma peca única, eliminando soldas e parafusos. Além de ser o Jaguar mais rígido da historia, esse cupê é leve, pesando no máximo 1.650 quilos. Ele tem teto fechado em alumínio, mas é possível também optar pelo teto panorâmico, sem sacrificar a rigidez torcional do projeto. A distribuição do peso é perfeita: 50% no eixo dianteiro e 50% no traseiro.

Equipamento de serie, o Dynamic-i permite que o motorista realize acertos na suspensão, direção, relações de marcha e aceleração de dentro da cabine, por meio da tela sensível ao toque. Nas versões S e R, existe opção de, mediante o acréscimo de R$ 30 mil, equipar o esportivo com freios de carbono cerâmica, mais leves e eficazes.

Como o cockpit de um avião, painel de instrumentos é envolvente (Jaguar/Divulgação)
Como o cockpit de um avião, painel de instrumentos é envolvente


COCKPIT

O painel de instrumentos e os demais comandos envolvem o motorista, sendo comparados a um cockpit de avião. Ao mesmo tempo em que evoca esportividade, o interior é confortável e sofisticado. A elegância é tamanha que os difusores centrais do ar-condicionado ficam embutidos no painel quando não estão sendo usados. Os bancos esportivos são em couro, com duas tonalidades, sendo o do motorista dotado de apoios laterais infláveis capazes de oferecer mais apoio nas curvas de alta velocidade.

NA PISTA

Experimentamos a versão de 550cv no autódromo de Interlagos, onde a pista molhada não nos permitiu chegar nem perto dos 300km/h de máxima que o modelo pode fazer, mas valeu conferir o peso do volante, o bom trabalho da transmissão, a posição de dirigir (bem próxima ao chão) e, principalmente, o belo ronco que o V8 despeja quando acelerado numa reta.

 (Jaguar/Divulgação)


Mas, para quem quer conjugar o uso desse cupê entre as pistas e o uso cotidiano, seu motor pode entregar um temperamento mais calmo e mais eficiente, com o duplo controle independente e variável de abertura das válvulas, sistema start/stop (que desliga o motor durante as paradas) e injeção direta de combustível. Mesmo sendo um esportivo para apenas duas pessoas, esse modelo oferece 407 litros de volume do porta-malas.

QUANTO?

O Jaguar F-Type Coupé é vendido a partir de R$ 426.300, preço que sobe para R$ 497.700 na versão S e para R$ 662 mil na versão R. Entre os concorrentes, a marca inglesa mira principalmente o Porsche 911, e usa como apelo o baixo custo em relação ao modelo alemão. Eles compararam o modelo R ao 911 Turbo S, que custa R$ 1, 149 milhão. A diferença é de R$ 487 mil.

(*) Jornalista viajou a convite da Jaguar Land Rover.

Vista traseira permite notar as linhas musculosas do F-Type (Jaguar/Divulgação)
Vista traseira permite notar as linhas musculosas do F-Type

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Marco Pereira
Comprar um carro desses no Brasil, é dar milho...muito milho pra criminosos. Podem sequestrar o dono, podem roubar o carro e as peças serem para o cartel de peças...e vai por aí. No USA, Europa, países Asiáticos vale apena ter um carro assim... | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro, Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »


ofertas de particular
    ofertas em destaque