Estado de Minas

Rastreadores e bloqueadores de automóveis por meio do celular estão em alta no mercado

Amigos do alheio usam essa tecnologia para roubar veículos e cargas


Marcus Celestino

Publicação: 08/06/2014 19:35 Atualização:

Num país em que o número de veículos roubados superou os 470 mil (de acordo com a Confederação Nacional das Seguradoras) somente em 2013, resguardar-se para que seu automóvel não faça parte das estatísticas e vá para o desmanche em ferros-velhos é primordial. Alguns adventos ajudam o proprietário a se proteger dos assaltantes, e um dos mais interessantes é o sistema de rastreamento e bloqueio do funcionamento do carro via celular.

Dos mais eficientes no mercado, os produtos da LocatorOne são de instalação (feita em no máximo uma hora) e funcionamento bem simples. O chip de comunicação entre automóvel e sistema, por exemplo, pode ser conectado em quaisquer smartphones. No carro, um microfone oculto é devidamente posto para escutar tudo o que se passa dentro do habitáculo, como os estridentes avisos dados pelo aparelho depois que você o aciona (há a possibilidade de ativá-lo ou não). Imediatamente depois de ser roubado, basta telefonar diretamente para o sistema (sem atendentes como intermediários), digitar sua senha e confirmar o bloqueio do veículo pelo corte da alimentação de combustível de maneira gradativa. Os bandidos são surpreendidos geralmente de 60 a 90 segundos depois do bloqueio.

Se o automóvel estiver estacionado e algum gatuno qualquer forçar a entrada e tentar ligá-lo, uma sirene é ativada e o sistema liga rapidamente para o proprietário. Nessa situação, caso o ladrão consiga ligar o veículo, é interessante utilizar o modo de localização, por meio do qual você obtém precisamente a latitude e a longitude dele e pode optar até mesmo por deixar o bandido na mão na delegacia mais próxima. Conveniente, não?

Existem outros rastreadores e bloqueadores de boa qualidade no mercado, como os da Cell Block, da Carsystem e da Ituran. No entanto, fique longe de sites da internet nada confiáveis que vendem produtos de outras marcas (alô, ching-lings!) e até mesmo das citadas. Procure sempre as páginas oficiais das empresas para adquirir o seu produto.

E A GARANTIA? As montadoras não são muito tolerantes quanto às modificações, mesmo que mínimas, em seus veículos. Apesar de a instalação do sistema da LocatorOne ser similar a um alarme, mas com pouquíssima interferência na parte elétrica, todo cuidado é pouco. Algumas fabricantes fazem o serviço dentro de suas próprias autorizadas (Kawasaki e Suzuki são dois exemplos) e lojas idôneas também, num processo em que caixas de fusíveis e terminais são utilizados. Se um fio qualquer do seu carro, moto ou caminhão for cortado, a garantia vai para o brejo.


O PERIGO DO JAMMER Apesar de todas as maravilhas da tecnologia, ladrões acabam por utilizá-la para se dar bem. O jammer vem sendo usado para assalto a caminhões. Bandidos bloqueiam várias frequências de sinal e quando se aproximam do alvo (a mais ou menos 50 metros) acionam o bloqueador. Com isso, o motorista perde total contato com a transportadora, e o seu veículo some do sistema de rastreamento da empresa e se torna presa fácil para os assaltantes. O uso dessa tecnologia contribuiu para aumentar consideravelmente o número de roubos de carga no país de 2012 para cá. A Polícia Federal tenta coibir o mal, inclusive prendendo profissionais do ramo das telecomunicações, mas as quadrilhas continuam agindo.

Ajuda extra
Outra medida interessante é o Sistema de Reconhecimento Ótico de Caracteres por meio dos radares, que será implementado até agosto em Minas Gerais. A princípio, a fiscalização ocorrerá em 30 pontos de Belo Horizonte e cidades da Região Metroplitana. A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) terá um radar fixo, quatro móveis e 25 smartphones capazes de realizar o rastreamento dos veículos roubados.

Falando em celular…
O celular pode ajudar de outras formas a aumentar a porcentagem de veículos recuperados. O aplicativo gratuito para download Sinesp Cidadão, desenvolvido pelo Ministério da Justiça, permite que qualquer pessoa consulte a placa de veículos. Basta digitar o número da placa que o resultado é instantâneo. Se for de um veículo roubado, ainda há a possibilidade de chamar a polícia imediatamente a partir do próprio aplicativo.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro, Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »


ofertas de particular
    ofertas em destaque