Estado de Minas

SERVIÇO »

Perdi o CRV, e agora?

Sem o Certificado de Registro do Veículo não é possível transferir a propriedade do carro


Portal Vrum

Publicação: 14/07/2014 14:13 Atualização: 14/07/2014 17:10

 (DETRAN-AL/Divulgação)
A primeira coisa a se fazer é a distinção entre CRLV e CRV. O CRLV é o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo, documento de porte obrigatório, que é renovado todo ano, mediante o pagamento das obrigações (IPVA, seguro obrigatório e taxa de licenciamento, além de possíveis multas). Já o CRV, ou Certificado de Registro de Veículo, é o vulgarmente chamado recibo de transferência, que vem anexado ao CRLV e deve ser destacado e guardado em casa por segurança, pois só é usado na venda do carro. E é aí que mora o perigo. Exatamente por ficar guardado, muitas vezes por anos, acaba sendo esquecido em algum canto e na hora de vender o carro o proprietário descobre que perdeu.


Então, vem a dor de cabeça. Como é um documento de extrema importância, tendo em vista que somente com ele se transfere a propriedade do veículo, a emissão de uma segunda via não é tão simples como para a maioria dos outros documentos emitidos pelos Detrans, para os quais basta fazer o pedido e pagar uma taxa. A primeira coisa é certificar-se de que não há débitos pendentes ou algum tipo de impedimento. Se houver, é preciso regularizar a situação do carro. Em seguida, deve-se preencher a ficha cadastral no site do Detran, imprimi-la e assiná-la. Então, será gerado o Documento de Arrecadação Estadual (DAE), no valor de R$ 129,27.


Taxa paga, e de posse do comprovante e da ficha cadastral, o dono do carro tem que levá-lo para vistoria (no Detran, nas capitais, ou delegacias especializadas, no interior) e só depois deverá finalmente comparecer ao setor de emissão de documentos. No caso de pedido de novo CRV, é emitido o documento integral, incluindo o CRLV (mas o contrário não acontece, aliás, quando o pedido é apenas do CRLV, dispensa-se a vistoria).


Documentos necessários para emissão do CRV, além da ficha cadastral e comprovante de pagamento do DAE: ocorrência policial ou requerimento próprio do Detran, documento de identidade atualizado e CPF.

Esta matéria tem: (3) comentários

Autor: Fabricio Carvalho
No caso de leasing, o primeiro passo é solicitar ao banco os documentos necessários para segunda via do CRV, uma vez que ele é o proprietário, até que se transfira o carro para o arrendatário (pessoa que financiou). Assim o banco é quem autoriza ao DETRAN tal emissão. | Denuncie |

Autor: Fabricio Carvalho
Ótima reportagem, mas incompleta! Existem exigências diferentes na parte documental para cada caso (pessoa física, jurídica e leasing ou arrendamento mercantil). É bom verificar a lista no DETRAN ou com um bom Despachante antes. A vistoria é completa com pesquisa de motor inclusive. Vale a dica! %uD83D%uDC4D | Denuncie |

Autor: Anivaldo Costa
Mais uma das diversas taxas com valores "absurdos".... | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro, Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »


ofertas de particular
    ofertas em destaque