Estado de Minas

Rotina »

Chevrolet anuncia recall dos modelos Camaro, Agile e Montana no Brasil

Defeito está na chave de ignição de 4.735 unidades do Camaro e no sistema de airbag do Agile e Montana, que pode não funcionar em casos de acidente


Portal Vrum

Publicação: 18/07/2014 16:35 Atualização: 18/07/2014 16:58

Ao todo foram convocados 4735 unidades do Camaro no Brasil (Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
Ao todo foram convocados 4735 unidades do Camaro no Brasil
A Chevrolet anunciou nesta sexta-feira (18) que 4735 unidades do Camaro terão que retornar às concessionárias. O recall envolve veículos produzidos entre os dias 20 de julho de 2010 e 1º de junho de 2014 e comercializados no Brasil.

 

Veja mais fotos do Chevrolet Camaro


O motivo da convocação está relacionado a um defeito na chave de ignição, que pode girar em caso de movimento brusco do motorista, desligando o carro mesmo em alto velocidade, fazendo com que importantescomponentes parem de funcionar.

 

Recentemente a GM convocou 15 milhões de carros para recall nos Estados Unidos. Porém, mesmo sendo na mesma região do defeito americano, o chamado desta sexta não tem relação com o defeito nos modelos brasileiros, garantiu a montadora.

 (Chevrolet/Divulgação)
As numerações dos chassis dos modelos envolvidos estão entre B9110300 e E9318718. Para mais informações sobre os procedimentos de reparo, a montadora disponibiliza o telefone gratuito 0800 702 4200.

 

Também no Brasil, os modelos Montana e Agile já foram convocados para um recall. A campanha abrange 5.502 veículos colocados no mercado com numeração de chassi compreendida entre os intervalos ER147038 a ER163227 para os veículos Chevrolet Agile e EB204869 a FB119056 para os veículos Chevrolet Montana. Quanto aos riscos à saúde e à segurança, a empresa destacou que foi constatada a possibilidade de montagem incorreta de um componente “no airbag frontal do lado do motorista, o que compromete a vazão do gás no interior da bolsa, além de causar o confinamento indevido do gás no interior do gerador de gás do airbag”.

 

O fato poderá resultar na “não deflagração do airbag em eventual colisão, podendo causar lesões graves em especial na cabeça e na parte superior do corpo do motorista. Além disso, pode ocorrer o rompimento súbito do gerador de gás do airbag, o qual pode expelir fragmentos para o interior do veículo, podendo causar lesões graves ao motorista e aos demais ocupantes”.

 (Chevrolet/Divulgação)

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro, Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »


ofertas de particular
    ofertas em destaque