Porsche mostra o SUV Cayenne reestilizado

SUV chega ao Brasil no primeiro quadrimestre de 2015

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 24/07/2014 14:51 / atualizado em 24/07/2014 23:38 Portal Vrum

Porsche/divulgacao
A Porsche apresentou o novo Cayenne com design atualizado e motores mais fortes. O SUV esportivo pode transportar cinco passageiros e chega ao mercado brasileiro no primeiro quadrimestre de 2015, nas versões Cayenne Turbo, Cayenne S e Cayenne S E-Hybrid, o primeiro híbrido de tomada da categoria SUV, que só pode ser solicitado por encomenda.

 

 Veja mais fotos do novo Porsche Cayenne

 

Com mais potência e torque, o Cayenne tornou-se mais vigoroso, embora todas as suas versões tenham tido o consumo de combustível reduzido. Grande novidade da linha, o Cayenne S E-HYbrid tem capacidade de energia de 10,9 kWh- que possibilita ao carro circular de 18 a 36 km- e potência de aproximadamente 96 cv. Da combinação dos propulsores V6 de três litros (337 cv) e elétrico (96,3 cv) resultam 421 cavalos a 5.500 rpm e torque total de 590 Nm entre 1.250 a 4.000 rpm. O resultado? O carro vai de zero a 100 km/h em 5,9 segundos e atinge velocidade máxima, apenas com motor de elétrico, de 125 kim/h.

 

A dianteira do veículo ficou mais afilada, enquanto os faróis bi-xenon e os faróis de dia com LEDs de quatro pontos não negam a identidade Porsche. Os LEDs também podem ser encontrados na traseira.


Os preços do novo Porsche Cayenne no Brasil serão divulgados no laçamento do carro no país, que deve acontecer no Salão do Automóvel de São Paulo, aberto ao público de 30 de outubro a 9 de novembro. A linha chega às concessionárias norte-americanas por preço inicial de US$ 61,7 mil para o Cayenne Diesel. O Cayenne S custará US$ 74,1 mil, o Cayenne S E-Hybrid poderá ser comprado por US$ 76,4 mil, enquanto o topo de linha, Cayenne Turbo estará disponível por US$ 113,6 mil.

Tags: vrum

Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
05 de julho de 2015
04 de julho de 2015
03 de julho de 2015
02 de julho de 2015