Aviação

Airbus A350 é apresentado pela primeira vez no Brasil com promessa de economia

Até o momento, 27 modelos foram encomendados pela TAM e cinco pela Azul

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 07/08/2014 09:45 / atualizado em 07/08/2014 14:19 Alessandra Alves , Marcello Oliveira /Portal Vrum
Airbus A350-900 pousa no Aeroporto de Guarulhos/SP. A passagem da aeronave pelo país faz parte de uma das etapas do processo de certificação do modelo - Marcello Oliveira/EM/D.A.Press Airbus A350-900 pousa no Aeroporto de Guarulhos/SP. A passagem da aeronave pelo país faz parte de uma das etapas do processo de certificação do modelo

De Guarulhos/SP
- O mais novo avião comercial do mundo, o Airbus A350-900, pousou nesta quinta-feira pela primeira vez no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, onde foi apresentado para a imprensa. O modelo promete uma economia de 25% em relação aos concorrentes. A passagem do jato pelo país faz parte de uma das etapas do processo de certificação do modelo, que deve ser concluída em dezembro, quando a primeira aeronave será entregue à Qatar Airways.


No Brasil, 27 modelos foram encomendados pela TAM e cinco pela Azul. Segundo o presidente da Airbus, Rafael Alonso, Avianca e Lan também devem operar o modelo. “Estamos muito orgulhosos de trazer esse avião para a América Latina. Aqui, esse avião vai operar pelo grupo Latam (TAM e Lan), além dela, a Azul e a Avianca vão operar o A350”. No total, são 750 pedidos de 38 clientes.

Telas individuais de 12 polegadas e alta definição - Marcello Oliveira/EM/D.A.Press Telas individuais de 12 polegadas e alta definição


Entre as novidades trazidas pelo A350 está a fuselagem, que é mais larga do que em outras aeronaves, além do piso totalmente plano, sem fios e conexões de cabos. A cabine de passageiros possui 223 assentos na classe econômica e 42 na classe executiva. O interior é equipado por um sistema de luzes de led, que mudam de cor para proporcionar conforto aos passageiros, diminuindo, por exemplo, efeitos de fuso horário. As telas individuais na classe econômica são de 12 polegadas e alta definição.



Atualmente, cinco aeronaves A350 de desenvolvimento estão voando e ativamente envolvidas no programa de testes, que já realizou mais de 2.250 horas e 540 voos. Os testes são necessários para demonstrar que o avião está pronto para ser operado por companhias aéreas. O itinerário inclui 14 grandes aeroportos, uma rota via Polo Norte e voos com passageiros a bordo. Daqui, a aeronave voa de volta para a sede da Airbus, em Toulouse, na França. A expectativa é de que a certificação saia até o fim do ano.

A cabine de passageiros do Airbus A350 possui 223 assentos na classe econômica e 42 na classe executiva - Marcello Oliveira/EM/D.A.Press A cabine de passageiros do Airbus A350 possui 223 assentos na classe econômica e 42 na classe executiva


Curiosidades sobre o modelo

O A350 nasceu de uma derivação do A330 para competir com os Boeings 787 e 777. Segundo a Airbus, o A350 é até 8% mais econômico que o Boeing 787. A primeira companhia a comprar e também a primeira que receberá o modelo é a Qatar Airways, que comprou um total de 80 aeronaves nos três modelos disponíveis (-800, -900, -1000). Os custos de desenvolvimentos são aproximadamente €12 bilhões (US$15 bilhões).

O motor utilizado no Airbus A350 é um Rolls-Royce Trent XWB. Para o início dos testes, os motores foram instalados em um A380 que foi usado como plataforma de testes de voo. O Trent XWB herda as tecnologias desenvolvidas para o Dreamliner e foi desenvolvido especialmente para o A350 XWB, se tornando também o modelo mais vendido da família Trent.

*O jornalista viajou a convite da Airbus

Tags: azul

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Lino
Lino - 07 de Agosto às 14:29
Sempre BOEING ! A BOEING é melhor ! Incontestável !
Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
03 de setembro de 2015
02 de setembro de 2015