Estado de Minas

Mercedes-Benz lança nova geração do Classe C por R$ 138,9 mil

Modelo chega maior e mais leve, privilegiando o espaço, conforto e otimizando o consumo de combustível. Versão top de linha chega aos R$ 189,9 mil


Marcello Oliveira - Portal Vrum

Publicação: 12/08/2014 09:00 Atualização: 12/08/2014 15:43

 (Fotos: Mercedes-Benz/Divulgação)
A Mercedes-Benz lançou nesta terça-feira, em São Paulo, a nova geração do Classe C - modelo mais vendido da marca em todo o mundo. O novo Classe C chega ao país em quatro versões: C 180 Avantgarde, C 180 Exclusive, C 200 Avantgarde e C 250 Sport, com valores que vão de R$ 138,9 mil a R$ 189,9 mil . A versão de entrada chega cerca de R$ 15 mil mais cara do que a da geração anterior, ainda vendida nas concessionárias da marca no Brasil.

 

Veja mais fotos do novo Mercedes-Classe C

 

O aumento do preço é justificado pela adição de novos itens de série, que até hoje só eram encontrados em carros de categoria superior, como o Intelligent Light System, que adapta os faróis automaticamente às condições climáticas, iluminação ambiente e condições de direção. O sistema conta com faróis variáveis com cinco funções: luz de curva dinâmica, luz de esquina, luz de estrada, farol alto adaptativo e luz de neblina ampliada.

 

O novo modelo também teve sua distância entre-eixos aumentada em 80 milímetros e ainda ficou 95 mm mais comprido e 40 mm mais largo. Mesmo maior, a nova geração do Classe C ficou 60 kg mais leve, graças ao uso do alumínio, que saltou de menos de 10% da antiga geração para 50% do total da estrutura do novo sedã.

 

Lançado mundialmente em janeiro deste ano, durante o Salão de Detroit, o novo Classe C é apresentado com um 'delay' de poucos meses, algo positivo se comparado com um passado não tão distante, quando o Brasil só conhecia os novos modelos muitos meses após o lançamento em outros países.

 

No mercado brasileiro, o novo Classe C irá concorrer com Audi A4 e BMW Série 3 (veja o teste do BMW 320i ActiveFlex)

 

Conheça as versões

C 180 Avantgarde - R$ 138.900
Motor: 1.6 litro - 156 cv
Itens de série: couro sintético Ártico, tela de sete polegadas, rodas de liga leve R17", pneus runflat, acabamento do teto cinza, sensor de chuva, áudio 20 + GPS, aviso de perda de pressão dos pneus, proteção do cárter, touchpad, alarme, ar-condicionado, faróis em LED, moldura do painel em alumínio, leitor de CD, função start-stop, agility select (modos de condução Comfort, ECO, Sport, Sport+ e Individual).

C 180 Exclusive - R$ 138.900

Motor: 1.6 litro 156 cv
Itens de série: os mesmos da C 180 Avantgarde, mas com moldura do painel em madeira e relógio analógico.

C 200 Avantgarde - R$ 154.900
Motor: 2.0 litros - 184 cv
Itens de série: os mesmos da C 180 + teto solar elétrico, adaptative brake lights (sistema que aciona as luzes de freio de intermitantemente em frenagens de emergência, chamando mais atenção do motorista que vem atrás), sistema de estacionamento automático, banco do motorista com controles elétricos e ajuste de lombar, e espelhos externos com rebatimento automático.

Interior da versão C 250 tem opção de couro vermelho e elementos AMG, explorando a esportividade
Interior da versão C 250 tem opção de couro vermelho e elementos AMG, explorando a esportividade


C 250 Sport - R$ 189.900

Motor: 2.0 litros - 211 cv
Itens de série: os mesmos da C 200, com acabamento interno e externo AMG, que inclui entradas de ar dianteiras maiores, rodas de 18 polegadas, discos de freios perfurados e pinças na cor cinza, duas saídas de escapamento, difusor aerodinâmico traseiro, faróis com sistema inteligente de iluminação, volante com base reta, pedais em alumínio, painel em madeira com textura natural, forração em couro natural nas cores preto, cinza ou vermelho, bancos esportivos, bancos dianteiros com comandos elétricos e sistema Comand Online com tela de 8,4 polegadas.

 

Por enquanto, o Classe C será importado, mas a partir de 2016, passa a ser produzido na fábrica de Iracemápolis, no interior de São Paulo.

 

 

 

 

Esta matéria tem: (6) comentários

Autor: ADAILSON BARBOSA
Realmente cresceu muito.... Percebi na hora que vi as fotos. Menos de 1 cm mais comprido e menos de meio cm mais largo. Estou preocupado: será que esse crescimento todo não vai interferir na aerodinâmica? | Denuncie |

Autor: Marcio Correa Filho
Concordo 100 Wagner... só não entendo porque mandaro os modelos SEM MOTOR! O que vai dar pra fazer sem motor??? Até que o 2.0 quebra o galho na hora de enserar o chão! | Denuncie |

Autor: Wagner Araujo
Os carros Mercedes e BMW nem se comparam em termo de durabilidade e segurança aos carros "comuns" vendidos no Brasil. Mas a C180 já teve um aumento de uns R$ 15.000 quando lançaram o A200 e agora mais esse aumento????? Só brasileiro que é otário e paga !!!! Aumentos atrás de aumentos sem explicação. | Denuncie |

Autor: nelson depieri
ah! vendo lá fora, o aumento de preço foi muito menor que o daqui, por que será? O carro tem as mesmas coisas ou até mais, que o vendido aqui. Até quando ficaremos assistindo este assalto a mão armada e com a imprensa tentando justificar o injustificável? | Denuncie |

Autor: nelson depieri
só 36 por cento. Explica essa MBB!!! O custo Brasil já não cola nesta situação. | Denuncie |

Autor: nelson depieri
Só no Brasil estes preços são práticados, mas isto já é conversa velho! O absurdo maior é a diferença entre versões, consultei sites em outros paises e a diferença entre a 180 e 250 variou de 17,5 até 20,8 aqui é só 36 | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro, Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »


ofertas de particular
    ofertas em destaque