SEGURANÇA

Blindagem mais leve e mais barata já é realidade no Brasil

O produto chega ao estado para atender a demanda local por novas tecnologias de proteção

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 26/08/2014 19:25 / atualizado em 27/08/2014 09:25 Marcello Oliveira /Portal Vrum

Blindagem do veículo leva 15 dias úteis. Foto mostra o revestimento de Kevlar - Du Pont/Divulgação Blindagem do veículo leva 15 dias úteis. Foto mostra o revestimento de Kevlar
Líder mundial em blindagens de veículos civis, o Brasil tem hoje uma frota de 120 mil carros blindados, segundo a Associação Brasileira de Blindagem (Abrablin). Esse número é 445% maior que os 22 mil blindados em 2003, o que faz com que as empresas enxerguem oportunidades de desenvolvimento por aqui. A procura pelo serviço vem crescendo de 10% a 15% ao ano no Brasil.

“O objetivo da blindagem pode ser para se defender da abordagem oportunista e covarde, como é feita na maioria das vezes”, explica o gerente de produtos da DuPont, Allan Gorham.

Certificada pelo Ministério da Defesa, a blindagem Armura chega ao mercado mineiro com o propósito de estender a blindagem automotiva para uma parcela ainda maior da população e atender a demanda das pessoas por segurança. O produto se diferencia pelo baixo peso, de aproximadamente 90 quilos, e pelo seu sistema de instalação, mais prático quando comparado ao tradicional, que reflete no baixo impacto nos componentes do veículo e, consequentemente, no custo reduzido de manutenção. A empresa fez o teste de resistência da blindagem no 12º Batalhão de Infantaria (12 BI) do Exército, em Belo Horizonte. Confira o vídeo:

 



A blindagem Armura certificada pelo Exército é a de nível I, que protege os ocupantes do veículo contra disparos feitos por armas de calibres 22,32 e 38, além das pistolas 765 e 380. Para se ter uma ideia da economia de peso, o nível de blindagem III pesa cerca de 200 kg e no passado já chegou a pesar mais do que isso.

Apesar de o Ministério da Defesa ter homologado a blindagem para esses calibres, o fabricante trabalha com uma margem de segurança maior. Além da 380, fizemos o teste de impacto com tiros de .40 (usadas pela Polícia Militar), .45 e 9 milímetros (de uso exclusivo e restrito das Forças Armadas) e conseguimos obter sucesso em 100% dos testes.

Popularização do mercado de blindagens

Quando analisado o perfil do usuário de blindagem automotiva, segundo dados da Abrablin, os homens lideram, representando 57%. No entanto, cresce a participação das mulheres no setor, com o percentual de usuárias de 43%, em 2012 elas somavam 42,5% e em 2011 35%. “A compra é realizada, principalmente, pelos homens preocupados com a segurança de suas esposas e filhos. No entanto, este cenário vem mudando nos últimos anos e a mulher já representa uma parcela importante”, destaca Gorham.
Chevrolet Agile é o modelo mais barato blindado pela Armura - Du Pont/Divulgação Chevrolet Agile é o modelo mais barato blindado pela Armura


Pesos e características
Lançado em 2008, DuPont Armura foi desenvolvido para atender a demanda do mercado brasileiro por sistemas de proteção balística mais acessíveis, principalmente contra a violência observada nos grandes centros urbanos do país. Atualmente, o produto está disponível para 24 modelos de automóveis cujos preços variam de R$ 21.950,00 (para carros mais simples, como Honda Fit) a R$ 37.500,00. Entre os diferenciais, destaque para:


*Cerca de 90 quilos de peso adicional, não prejudicando o desempenho do veículo e dos componentes propostos pelo fabricante.


*Instalação simples e rápida, realizada em até 15 dias úteis.


*Não provoca alterações significativas no consumo de combustível.


*Três anos de garantia

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Ramon
Ramon - 27 de Agosto às 08:52
Líder mundial ! vergonha ! segurança publica falida , país de bandidos e covardes !
Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
28 de agosto de 2015
27 de agosto de 2015
26 de agosto de 2015