Volkswagen apresenta 'Kombi do futuro' com motor elétrico e controlada por gestos

Carro conceito Budd-e tem design inspirado na Volkswagen Kombi e exibe nova geração de motores elétricos com até 533 km de autonomia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 06/01/2016 13:40 / atualizado em 06/01/2016 14:12 Thiago Ventura /Portal Vrum

Retrovisor? Câmeras informam o motorista nos pontos cegos - David Becker/AFP Retrovisor? Câmeras informam o motorista nos pontos cegos

A Volkswagen apresentou nesta quarta-feira o carro conceito Budd-e, uma espécie de ‘Kombi do futuro’, com motor elétrico e novidades tecnológicas que podem ser controladas por gestos do motorista. O veículo é a posta da marca alemã de equipamentos que serão disponíveis já para 2019. O carro é uma das atrações da Volkswagen no CES 2016 em Las Vegas, nos Estados Unidos.

VEJA FOTOS DA 'KOMBI DO FUTURO'!

A Volkswagen Budd-e tem dois motores elétricos, um no eixo dianteiro com potência de 100 kW (150 cv) e outro no traseiro, com 125 kW (170 cv). Combinados, oferecem uma autonomia de até 533 quilômetros. O conjunto tem velocidade máxima de 180 km/h e faz de 0 a 100 km/h em em 6,9 segundos.

O motor elétrico faz parte de um novo conceito de matriz para veículos elétricos: o Modular Electric Drive Kit (MEB), que vai possibilitar a fabricação em larga escala, capaz de concorrer com os veículos de combustão. Segundo a Volkswagen, com cerca de 30 minutos de carga, 80% da capacidade já está disponível para utilizar o veículo.

Design

A Volkswgen Budd-e tem design inspirado na clássica Kombi, em especial no design quadradão, que aproveita melhor o espaço interno. A minivan tem 4,597 mm de comprimento, com 3,151 mm de distância entre eixos. A dianteira tem um elemento que lembra as linhas da primeira geração da Kombi, enquanto faróis e lanternas de LED têm formato horizontal. As rodas são de liga leve de 21”.

David Becker/AFP


No interior, nada de botões e comandos: tudo é controlado por enormes telas touchscreen. Mais uma vez a exemplo da antiga Kombi, os bancos são modulares. Assentos do motorista e passageiros podem rotacionar para trás, formando uma sala de estar. E as portas traseiras são de correr, para facilitar acesso e espaço.

Controlada pelos gestos

A Budd-e estreia uma série de tecnologias que a Volkswagen espera que estejam disponíveis em larga escala até 2019. O veículo, por exemplo, pode ser aberto ou fechado com um comando de gestos do motorista. O sistema é operado por uma série de sensores infravermelhos e câmeras externas e internas do carro.

Divulgação/Volkswagen


Controles internos do carro também oferecem a tecnologia, uma vez que o carro praticamente não têm botões. Assim, por comandos de voz e gestos é possível operar o sistema de som e regular o ar-condicionado, por exemplo. Há integração com os aplicativos de conexão automotiva AppleCar, AndroidAuto e Mirro Link. Um outro sistema, é capaz de rastrear qualquer objeto perdido dentro do carro e avisar o proprietário.

David Becker/AFP
Divulgação/Volkswagen
David Becker/AFP


Não é a primeira vez que a Volkswagen faz um conceito inspirado na clássica Kombi. Em 2011, a marca alemã apresentou o conceito Bulli, um dos apelidos do clássico veículo. Antes disso, em 2001, a Volks revelou o conceito Microbus. No ano passado, um dos membros do conselho do grupo confirmou os planos de voltar com o veículo. Será que dessa vez vai?

 

 

 

Tags: budd-e controlada elétrica futuro kombi volkswagen

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
jorge
jorge - 07 de Janeiro às 10:41
Pérai gente, da Kombi ela só tem o formato quadradão. As velhas e boas características: custo baixo, simplicidade, manutenção simples e barata fizeram dela lider do segmento. Essa ai será apenas mais uma van na faixa dos 130 mil.
 
Marco
Marco - 07 de Janeiro às 07:58
Imaginemos ter que ficar falando fazendo gestos para comandar um veículo...eu não compraria um veículo assim, porque? falar o dia inteiro e fazendo gestos o dia inteiro num veículo desse para mim é sem noção...
Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
20 de setembro de 2016
15 de setembro de 2016
14 de setembro de 2016