Confira dez modelos que podem ganhar placa preta em 2016

Fiat Elba, Ford Taurus, BMW M3 e outros modelos de 1986 já podem receber placa de colecionador e serem importados para o Brasil. Veja carros que fazem 30 anos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 20/01/2016 14:30 / atualizado em 21/01/2016 15:15 Thiago Ventura /Portal Vrum

Divulgação
 

Trinta anos. A data é mágica para os entusiastas porque marca a idade que um veículo é considerado antigo pelo Código de Trânsito Brasileiro. Com tal marco em mãos, é possível ao proprietário conquistar a sonhada placa preta, conferida às unidades de coleção com pelo menos 80% de originalidade e em estado impecável.

Trinta anos também é o prazo mínimo para que um veículo usado possa ser legalmente importado ao Brasil. Ou seja, veículos produzidos até 1986 já podem chegar ao Brasil. A autorização também vale para modelos zero quilômetro.

O ano de 1986 não foi tão recheado de lançamentos na indústria nacional. De peso, apenas a perua Fiat Elba, que agora pode ter sua placa preta. Aquele ano marcou a despedida da família Fiat 147, Alfa Romeo 2300 e do Ford Corcel II.

No mercado mundial, 1986 foi o lançamento de um modelo conhecido por aqui, o Ford Taurus. Nesse mesmo ano, surgiu a primeira geração do Hyundai Azera ( Grandeur na Coreia). 1986 é o ano de estreia do Porsche 959 e o início da vendas do mítico BMW M3.

Confira 10 de modelos lançados em 1986:

Fiat/Divulgação


1. Fiat Elba

Baseado no Fiat Uno, a perua durou até 1996 nas versões 3 e 5 portas. O destaque era do enorme porta-malas, que podia chegar aos 780 litros. Foi uma unidade da Elba, comprada com dinheiro desviado, que levou ao processo de impeachment do ex-presidente Fernando Collor. A Elba foi substituída pelo Fiat Palio Weekend.

BMW/Divulgação


2. BMW M3

O lançamento da primeira versão de alta performance do BMW Série 3 foi em 1985, mas já como modelo 1986, ano que as vendas decolaram. A versão de rua foi embalada por vitórias em ralis e corridas na Europa. Havia versões cupê e conversível de duas portas. O câmbio era manual de cinco marchas e havia opção de motores 2.3 de 192 cavalos e 2.5 de 254 cv.

Ford/Divulgação


3. Ford Taurus

Sedã foi lançado como modelo 1986 ainda no ano anterior com opção de motores V6 ou quatro cilindros, com caixa manual de cinco marchas ou transmissão automática. tinha um irmão gêmeo, o Mercury Sabre. A segunda geração chegou ao Brasil em 1994. Saiu de linha em 2006, mas acabou voltando em 2008 e até hoje é oferecido nos Estados Unidos.

Porsche/Divulgação


4. Porsche 959

O Porsche 959 foi projetado para pela marca para participar de ralis. Venceu o famoso Rali Paris-Dakar naquele mesmo ano. Tinha motor biturbo boxer 2.8 de seis cilindros com potência de 450 cavalos e tração integral. Apenas 337 unidades foram produzidas até 1989.

Renault/Divulgação


5. Renault 21
Sedã francês foi fabricado entre 1986 e 1994 produzido em fábricas em várias partes do mundo, incluindo a Argentina. Poucos meses depois surgiu a versão perua, R21 Nevada. Espaçoso, tinha 4,46 m na versão sedã e 4,64m de comprimento no Nevada. Chegou a ser comercializado pela Renault no Brasil, com motor 2.2 a gasolina com 116 cavalos de potência. Saiu de linha para dar lugar ao Laguna.

Seat/Divulgação


6. Seat Marbella

O Seat Marbella é uma versão da marca espanhola do Fiat Panda, em parceria com a italiana. Até 1986, ‘Marbella’ era o nome da opção topo de linha do Seat Panda. Naquele ano, o Marbella foi emancipado numa reestilização do veículo. O Marbella tem acabamento mais caprichoso na grade e painel. Tinha 3,47 m de comprimento com entre-eixos de 2,16 m e um motorzinho de r 843 cc. Durou até 1998 com versões quatro portas, comerciais e até mesmo Papamóvel!

Hyundai/Divulgação


7. Hyundai Azera (Grandeur)

Sedã de luxo coreano, a primeira geração do Azera foi lançada em 1986. No país asiático é conhecido como ‘Grandeur’. Surgiu para concorrer com concorrentes regionais como o Daewoo Royale. Na primeira geração foi vendido como Mitsubishi Debonair, mas depois de emancipado em 1991, foi ganhando mercado internacional. Chegou ao Brasil em 1997, importado da Coreia pelo Grupo Caoa.

Volvo/Divulgação


8. Volvo 480

O Volvo 480 foi o primeiro carro da marca sueca com tração dianteira. O compacto tinha uma configuração incomum de hatchback de quatro bancos e três portas, numa mistura de hatch com perua, tanto que foi nomeado nos Estados Unidos como 2+2 Sports Wagon. O design incomum foi retomado pela Volvo em 2006 com o C30.

Ford/Divulgação


9. Ford Sierra RS Cosworth

Taí um modelo bem incomum para um colecionador que gosta de raridades. Comercializado pela Ford europeia, o Sierra RS Cosworth surgiu em 1986 como uma versão anabolizada do Sierra para ser homologado em corridas. O RS Cosworth tinha motor 2.0 de 207 cavalos capaz de fazer de 0 a 100 km/h em 6,5 segundos.
Citroën AX

Citröen/Divulgação


10. Citroën AX

Citycar francês foi lançado no Salão de Paris de 1986 para dar lugar ao Visa. O Citroën AX começou em ser vendido em outubro daquele ano na versão três portas com opção de motores 1.0, 1.1 e 1.4. Tinha apenas 3,52 m de comprimento com 2,28 m de distância entre eixos. Com coeficiente aerodinâmico de apenas 0.31 e somente 640 quilos de peso, chegou aparecer no Guinness Book of Records como carro de produção em série mais econômico do mundo. O carrinho chegou a ser vendido pela Citroën no Brasil no começo da década de 90.


QUAL DESSES CARROS VOCÊ TERIA?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tags: citroen peugoet 959 porsche antigos carros importação anos 30 1986 BMW M3 Ford Taurus Fiat Elba

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
gerson
gerson - 01de Março às 16:01
kkkkkkkk vamos na realidade brasileira, vamos valorizar nossas relíquias, ta por fora reportagem!!!!
 
Paulo
Paulo - 27 de Janeiro às 08:09
O único que me interessou foi o Ford Sierra RS Cosworth, deve ter sido uma felicidae para quem pode ter ele zero.
 
Marcos
Marcos - 25 de Janeiro às 11:39
Porcaria de reportagem, que falta do que fazer!!!!!!!!!!!!!!!!!
 
Lucio
Lucio - 21 de Janeiro às 00:13
maioria dos carros citados nem existe no brasil
 
Jorge
Jorge - 20 de Janeiro às 16:25
Placa preta numa Elba deveria dar direito a um tarja preta no dono
 
Guilherme
Guilherme - 20 de Janeiro às 15:16
Tanto carro nacional, de conhecimento geral e mais interessantes pra mencionar, foram falar só da Elba...
Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
30 de maio de 2016
28 de maio de 2016
27 de maio de 2016