Fiat convoca férias coletivas e vai interromper produção em Betim

Produção da Fiat em Betim será interrompida por 20 dias a partir de 27 de janeiro. Das quatro linhas, três vão entrar de férias coletivas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 21/01/2016 11:41 / atualizado em 21/01/2016 15:08 Thiago Ventura /Portal Vrum

Leo Lara/Divulgação


A Fiat Chrysler Automobiles (FCA) anunciou que vai convocar férias coletivas de 20 dias no próximo dia 27 de janeiro na planta de Betim/MG. Três das quatro linhas de produção serão interrompidas.

Segundo a montadora, a medida é para adequar a produção de veículos à demanda de mercado. Cerca de 19 mil funcionários trabalham na fábrica da Fiat de Betim, nos setores de produção, manutenção e administração.

Em 2015, a marca italiana conseguiu mais um ano de liderança com a venda 439.165 veículos, o que corresponde a 17,47% do mercado de automóveis e comerciais leves. No entanto, a Fiat perdeu o título do carro mais vendido, que ficou com o Chevrolet Onix.

 
Novidades para 2016

Neste ano, a Fiat vai lançar duas novidades de peso no mercado. Em fevereiro, chega a picape Toro, que será produzida na planta da FCA em Goiana (PE). O veículo vai disputar um segmento novo, acima das picapes compactas e abaixo das médias, disputando com a Renault Oroch. A Toro terá opção de motores 1.8 flex e 2.0 diesel, a exemplo do Jeep Renegade.

O próximo lançamento de peso será o subcompacto Fiat Mobi, conhecido internamente pelo codinome X1H. O veículo será a opção de entrada da marca, equipado com o motor 1.0 EVO que já equipa o Palio Fire, Novo Palio e Uno. No próximo ano, o Fiat Mobi vai ser oferecido com um motor 1.0 três cilindros, assim como os concorrentes Volkswagen up!, Ford Ka e Nissan March, dentre outros.

Saiba mais das novidades nas matérias abaixo:


Fiat Mobi é o nome do novo hatch compacto da marca italiana - Paulinho MIranda/EM Fiat Mobi é o nome do novo hatch compacto da marca italiana


Tags: fiat férias coletivas produção betim

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Sergio
Sergio - 25 de Janeiro às 08:28
Fico imaginando aqui comigo que deve ser vantajoso parasitar o estado como fazem esses comedores de pão com salame e portadores de cartão Bolsa-Família que fica agitando bandeiras vermelhas e gritando o nome dessa senhora e "Não vai ter golpe". É pq os trouxas aqui os sustentam.
 
alisson
alisson - 23 de Janeiro às 12:05
e ainda vem a D.Dilma dizer que acha absurdo o relatório do FMI que diz que o Brasil está em CRISE!absurdo é a senhora ser presidente do Brasil!
 
fabiola
fabiola - 23 de Janeiro às 11:42
19.000 funcionários?? onde? A cada semana pelo menos uns 20 funcionários são mandados embora!!! Mas a imprensa não divulga nada!!! Demissões desde agosto de 2015 estão acontecendo e ninguém fala nada? será por quê???
 
Wagner
Wagner - 22 de Janeiro às 16:17
Votaram no PT? Agora aguenta. Aguenta a quebradeira, o desemprego, a corrupção.......
 
Bruno
Bruno - 22 de Janeiro às 15:59
Queria um grand siena, mas o preço da Fiat está altíssimo. Comprei um Toyota mais barato que um Fiat, quem diria...Mais barato, mais economico e mais completo...
 
André
André - 21 de Janeiro às 15:32
Mais interessante são os trabalhadores que votaram no PT e acreditaram nas palavras dos políticos mentirosos do PT. Votaram no 13 e agora amargam dívidas e desemprego.
 
alvaro
alvaro - 21 de Janeiro às 15:16
A Fiat perdeu a noção, fui em uma revenda Fiat, p comprar uma pick up strada, 71000,00, comprei um jeep renegade por 70000,00, não é barato, mas a pick up e um absurdo.
 
Juvelino
Juvelino - 21 de Janeiro às 15:07
Vote 13 e confirma! Confirma o seu desemprego!
 
joao
joao - 21 de Janeiro às 15:04
difícil vai ser vender,pois além da recessão aumenta o preço dos seus carros todo mês,é mais fácil colocar 19000 funcionários de férias coletivas por 60 dias que baixar 2 mil reais em cada veículo vendido...Me perdeu como cliente fiel,vai perder muitos outros
 
Thiago
Thiago - 22 de Janeiro às 17:52
Exatamente, João! É uma política absurda e burra a dessas montadoras. A VW fez o mesmo... a Saveiro Cross CD foi de 67.000,00 para 70.000,00 em meio a uma recessão brava! Elas têm mais é que se ferrar mesmo e os carros encalharem... a tristeza fica pq milhares de pais de família são demitidos com essa barbaridade que fazem...
 
diego
diego - 21 de Janeiro às 14:43
Já sinto o cheirinho das folhas de demissão correndo solta em Betim...
Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
24 de junho de 2016
22 de junho de 2016
21 de junho de 2016
16 de junho de 2016