Novo Seat Ibiza antecipa características da próxima geração do Volkswagen Gol

Seat Ibiza é o primeiro modelo a utilizar a plataforma MQB A0, voltada para compactos. Como a quarta geração do VW Gol vai usar essa mesma base, já é possível especular algumas características

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 06/02/2017 12:09 / atualizado em 06/02/2017 15:36 Pedro Cerqueira /Estado de Minas
Seat/Divulgação

A Seat revelou todas as informações sobre a quinta geração do hatch compacto Ibiza, modelo que será lançado no Salão de Genebra, em março, e chega ao mercado europeu em junho. Daí você pergunta o que isso tem a ver com você, já que a marca não comercializa automóveis no Brasil. É que, ao olhar para o novo Ibiza, podemos ter noção do que esperar para a nova geração do Volkswagen Gol, que deve ser lançada em 2018. A espanhola Seat é uma das marcas do Grupo Volkswagen, e o Ibiza será o primeiro compacto do grupo a usar a nova plataforma modular MQB A0, voltada para os compactos (para se ter ideia, o Golf usa a plataforma MQB A1).


Em seguida será lançado o Volkswagen Polo montado sobre a nova plataforma, que deve dar uma ideia ainda melhor de como será a quarta geração do nosso Gol, já que os elementos de design típicos da marca – faróis, grade e as linhas – serão incorporados ao veículo. Quer mais? O novo Gol vai dar origem a uma família que, além de um sedã, deve incluir um SUV compacto e uma picape de porte intermediário (como Renault Oroch e Fiat Toro), o que não necessariamente vai tirar a Saveiro de linha. Há quem diga até que o Gol “velho” sobreviva por algum tempo.

ESPAÇO E o uso dessa plataforma significa que o Gol será um carro bem melhor, a começar pelo ganho de espaço interno. Se o Seat Ibiza – que utilizava uma plataforma mais moderna que a do nosso Gol – ganhou 6cm de entre-eixos e 63 litros de porta-malas mantendo as mesmas medidas de comprimento e altura, imagine o Gol. Externamente o Ibiza só cresceu em largura (8,7cm) e, segundo a marca, os passageiros do banco de trás ganharam mais 3,5cm de espaço para as pernas e 1,7cm para a cabeça, e os passageiros da frente agora têm mais 2,4cm para a cabeça.

Seat/Divulgação

O Gol atual deve ganhar nada menos que 10cm de entre-eixos, passando de 2,46m para 2,56m (como no Ibiza). O comprimento, que hoje é de 3,89m, deve ficar perto dos 4,06m do compacto da Seat. Também se espera um porta-malas na casa dos 355 litros. Repare que o Ibiza conta com uma terceira janela lateral. É o que se aguarda para o novo Gol – que hoje conta apenas com uma larga coluna C –, que terá ganho de visibilidade para executar as manobras em marcha a ré.

Seat/Divulgação

FLEXÍVEL Por ser modular, a plataforma MQB traz mais flexibilidade aos projetos, podendo inclusive variar no entre-eixos. A nova plataforma aumentou a rigidez torcional do Ibiza em 30%, além de ser mais leve. Seu processo de construção compreende o uso de aço estampado a quente e solda a laser, o que resulta num veículo mais seguro e sofisticado, com expressiva redução de barulho e vibração. E é esse salto de qualidade que se espera para a quarta geração do Gol, assim como um considerável ganho em equipamentos e recursos que devem elevar o Gol a uma categoria superior à que representa hoje (inclusive o preço!).

Na Europa o Ibiza está disponível com motores 1.0 TSI (turbo) de 95cv e 115cv, um 1.6 a diesel de 80cv ou 95cv e, no final de 2017, o 1.5 TSI de 150cv. No Brasil, espera-se para o Gol de entrada o uso do motor 1.0 flex de 3 cilindros (de até 82cv). Para as versões intermediárias, o 1.6 MSI (com até 120cv) deve ser a escolha. A cereja do bolo seria a versão topo de linha equipada com o mesmo motor 1.0 TSI (de até 125cv) disponível para o Golf. Com essas expectativas tão altas, a equipe da Volkswagen terá que se desdobrar para entregar o melhor Gol da história, sobre pena de decepcionar sua legião de fãs.
Seat/Divulgação

Tags: seat ibiza novo volkswagen gol plataforma mqb a0

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
29 de março de 2017
28 de março de 2017

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação