Do silêncio ao rugido

Volvo lança no Brasil o XC90 T8, um híbrido com baterias também recarregáveis na tomada

Volvo apresenta o XC90 T8, um SUV híbrido que, além de proporcionar baixos índices de consumo e emissões, tem desempenho empolgante e muita tecnologia para a segurança

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 15/03/2017 15:42 Enio Greco /Estado de Minas

Volvo/Divulgação
 

De São Paulo - A sueca Volvo sempre foi conhecida por fabricar automóveis extremamente seguros, tornando-se uma referência no assunto. Mas de uns tempos para cá a marca vem se destacando cada vez mais em outros quesitos, como design, requinte de acabamento e eficiência energética. E para cumprir a promessa “de que a partir de 2020 ninguém ficará ferido gravemente ou morrerá dentro de um Volvo”, a montadora vem implantando em seus veículos novas tecnologias capazes de evitar acidentes. Prova disso é o novo XC90 T8, um SUV híbrido que já está sendo comercializado no Brasil e é equipado com sistemas que ajudam a tirar o motorista de situações perigosas. O modelo é vendido em duas versões, com motores a combustão e elétrico, que juntos geram mais de 400cv. Ele pode rodar de maneira silenciosa na cidade ou rugir como uma fera na estrada. Depende do peso do pé no acelerador.

Volvo/Divulgação
 

O XC90 foi lançado em setembro de 2015 com motor T6 a gasolina e, em dezembro passado, ganhou uma nova versão com propulsor a diesel. Agora, o SUV chega ao Brasil na versão T8 híbrida, que tem um motor dianteiro Drive E Turbo Supercharger 2.0 litros, a gasolina, de 324cv, e outro elétrico de 88cv no eixo traseiro. Juntos eles somam 412cv e 65,3kgfm de torque. O câmbio é automático de oito velocidades. O propulsor elétrico é alimentado por baterias de íons de lítio de alta capacidade, instaladas sob o assoalho do carro. Com um motor em cada eixo, o XC90 T8 conta com tração nas quatro rodas de maneira integral e três modos de condução.

 


O modo Pure é o que usa somente o motor elétrico, destinado a uma condução urbana, silenciosa, sem consumo de combustível e emissão de poluentes. Fica até difícil imaginar que um carrão com 2.319 quilos e quase cinco metros de comprimento apresente bom desempenho somente com a atuação de um motor de 88cv. Mas no trânsito congestionado de São Paulo, o XC90 rodou tranquilo com o propulsor elétrico, que se estiver com as baterias carregadas proporciona uma autonomia de 35 quilômetros. No modo Hybrid, o carro usa os dois motores, mas sempre visando ao melhor aproveitamento e baixo consumo de combustível. Na aferição do Inmetro, o SUV registrou consumo de 15,3km/l na cidade e 15,8km/l na estrada.

Volvo/Divulgação

PLUG-IN No modo Power, o XC90 T8 perde o jeitão de híbrido bonzinho e se transforma em uma fera, despejando toda a potência e torque dos dois motores, com respostas bem mais rápidas. Nessa condição, acreditem, o grandalhão acelera até 100km/h em apenas 5,6 segundos. E o modelo ainda conta com o modo off-road, que eleva a suspensão em 4cm, para transpor terrenos acidentados. As baterias do híbrido são recarregadas pelo próprio funcionamento do motor a combustão, pela regeneração da energia de frenagem e redução de marchas. Mas o XC90 T8 é também um híbrido plug-in, que pode ser recarregado em uma tomada de 220 volts. O tempo de recarga pode variar de duas horas e meia a seis horas, dependendo da voltagem da rede elétrica. De acordo com a Volvo, o custo de uma recarga da bateria fica em torno de R$ 5.

Volvo/Divulgação

No quesito segurança, o SUV conta com o Pilot Assist, que usa sensores e câmeras que monitoram as faixas das vias e controlam aceleração, frenagem e a movimentação do volante até 130km/h. Ou seja, se o sistema perceber qualquer desatenção do motorista, atua imediatamente. Outro sistema disponível no modelo é o City Safety, de frenagem automática quando detecta a possibilidade de colisão frontal com outro carro, animais, pedestres e objetos.

Volvo/Divulgação

O XC90 T8 já pode ser comprado no Brasil em duas versões. A Excellence é a tipo executiva, com apenas quatro lugares e muito luxo. Além de acabamento sofisticado, ela tem bancos com massageadores, aquecimento e ventilação, ar-condicionado de quatro zonas e taças para champanhe de cristal sueco projetadas exclusivamente para o modelo. Quem quiser essa versão mais exclusiva tem que desembolsar R$ 519.950. Já a versão de cinco lugares, a Inscription, tem preço sugerido de R$ 456.950. É realmente uma difícil escolha.
Volvo/Divulgação

(*) Jornalista viajou a convite da Volvo do Brasil

Tags: combustão elétrico motor vrum utilitário-esportivo suv hybrid híbrido t8 xc90 volvo

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
28 de março de 2017
20 de março de 2017

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação