Simples versão aventureira, Ka Trail está bem longe de ser um SUV

Ford pega pesado ao lançar o Ka Trail como utilitário aventureiro, só pelo fato do modelo ter suspensão elevada em 3cm e pneus de uso misto, além de alguns adereços

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 28/03/2017 14:11 / atualizado em 28/03/2017 14:51 Enio Greco /Estado de Minas
Suspensão foi elevada em 3 centímetros, e a altura em relação ao solo é de 20 centímetros - Ford/Divulgação Suspensão foi elevada em 3 centímetros, e a altura em relação ao solo é de 20 centímetros

Do Guarujá (SP)* - A velha fórmula dos veículos aventureiros parece não perder a força no mercado brasileiro. Prova disso é que de tempos em tempos surgem novas opções para os consumidores. A última é o Ford Ka Trail, versão aventureira do hatch compacto, que chega às concessionárias da marca em abril trazendo um pouco mais que adereços e adesivos. O modelo tem as suspensões elevadas e reforçadas, pneus de uso misto e pode ser equipado com motor 1.0 ou 1.5. O problema é que a Ford exagerou e está chamando o hatch compacto de utilitário aventureiro. Mas não é bem assim.

O visual tem estilo discreto, com rodas de 15 polegadas pintadas de preto, rack no teto, faróis de neblina e molduras nas caixas de roda  - Ford/Divulgação O visual tem estilo discreto, com rodas de 15 polegadas pintadas de preto, rack no teto, faróis de neblina e molduras nas caixas de roda

No visual, o Ka Trail não é dos aventureiros mais espalhafatosos, adotando um estilo mais discreto. Ele se diferencia pelas faixas adesivas nas laterais e traseira, rack no teto, faróis de neblina, molduras nas caixas de roda, apliques nos para-choques e lanternas traseiras fumê. Por dentro os detalhes são os bancos revestidos em material sintético, pedaleira de alumínio, soleiras de portas e tapetes personalizados. As opções de cores para a carroceria são vermelho Arpoador, preto Ebony, branco Ártico e a metálica prata Dublin.

Faixas laterais e traseiras, apliques nos para-choques e lanternas fumê complementam a versão aventureira do Ka - Ford/Divulgação Faixas laterais e traseiras, apliques nos para-choques e lanternas fumê complementam a versão aventureira do Ka

O modelo traz de série ainda rodas de liga leve aro 15 polegadas, ar-condicionado, direção elétrica, travas, vidros e abertura do porta-malas elétricos e ajuste de altura do volante. Tem também sistema de som MyConnection com comando de voz e Bluetooth, banco traseiro bipartido e apoios de cabeça e cintos de segurança retráteis para os cinco ocupantes.

No interior, pedaleira de alumínio e tapetes personalizados - Ford/Divulgação No interior, pedaleira de alumínio e tapetes personalizados

MOTORES Inicialmente, o Ka Trail será vendido com o motor três-cilindros 1.0 de 80cv (gasolina)/85cv (etanol), com câmbio manual de cinco marchas. Em seguida, será disponibilizada uma versão com o motor 1.5 Sigma Flex de 105cv (g)/110cv (e). Ambos com sistema de partida Easy Start, que dispensa o uso do arcaico tanquinho reserva. Para rodar sobre pisos irregulares e em nossas estradas não muito bem conservadas, o hatch compacto teve as suspensões elevadas em 31mm, com novas molas e amortecedores, barra estabilizadora dianteira maior e eixo traseiro mais rígido, além de pneus de uso misto na medida 185/65 R15. A direção elétrica e o ABS também foram recalibrados para atender melhor às novas características do veículo.

Os bancos são revestidos em material sintético  - Ford/Divulgação Os bancos são revestidos em material sintético

A Ford revelou ainda que o modelo recebeu reforços no isolamento acústico e coxins do motor mais resistentes, para absorver melhor as vibrações, Pelo fato de o hatch compacto ter atingido a altura em relação ao solo de 20cm está sendo classificado pela montadora como “utilitário aventureiro, um SUV apto a enfrentar pisos irregulares e até trechos alagados”, de acordo com a engenharia da marca do oval azul. Um exagero que deve ser visto com certo cuidado.

No banco de trás, apoios de cabeça e cintos de três pontos para todos os passageiros - Ford/Divulgação No banco de trás, apoios de cabeça e cintos de três pontos para todos os passageiros

DIRIGINDO Dirigimos o Ka Trail em um breve teste drive na região do Guarujá, em São Paulo, e no asfalto o hatch compacto se comportou bem, mesmo tendo as suspensões elevadas, com inclinação aceitável da carroceria. Continua sendo um modelo com boas dirigibilidade e estabilidade em curvas, mas transfere bem as imperfeições do solo para dentro. Os pneus de uso misto são mais apropriados para estradas de terra, mas na apresentação do modelo a Ford achou melhor não testarmos o carro nessa condição. Por que será?

A soleira de porta também leva o nome da versão - Ford/Divulgação A soleira de porta também leva o nome da versão

O Ka Trail 1.0 chega ao mercado em abril com preço de R$ 47.690. A Ford alega que é o único aventureiro compacto do mercado equipado com motor 1.0, desconsiderando solenemente o Fiat Uno Way, sob a alegação de que nas pesquisas o modelo da marca italiana não é sequer citado pelas pessoas que procuram um carro desse tipo. Posteriormente, o Ka Trail será vendido com motor 1.5, por R$ 51.990. O modelo pode ser uma boa opção pra quem curte adereços e suspensão elevada para trafegar mais tranquilo sobre pisos irregulares. Mas está longe de ser um SUV compacto.

* Viajou a convite da Ford

Tags: ford ka trail lançamento enio greco vrum

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
26 de junho de 2017

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação