Jaguar restaura dez unidades do icônico modelo E-Type Série 1

Dez unidades do E-Type Série 1, produzidas na década de 1960, estão sendo restauradas pela Jaguar Land Rover Classic, para a alegria de poucos felizardos que podem gastar pouco mais de R$ 1 milhão

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 05/04/2017 09:07 / atualizado em 05/04/2017 09:23 Enio Greco /Estado de Minas
Com a frente alongada e a traseira curta, modelo inglês ainda é visto como uma referência de design entre os esportivos da década de 1960 - Jaguar/Divulgação Com a frente alongada e a traseira curta, modelo inglês ainda é visto como uma referência de design entre os esportivos da década de 1960

Alguns modelos são icônicos no universo automotivo, seja pela beleza de seu design ou pelo que representaram em termos de eficiência de conjunto mecânico e evolução tecnológica. O Jaguar E-Type é um exemplo disso, pois suas belas linhas inspiradas em um avião a jato mexeram até mesmo com Enzo Ferrari, que em 1961 o chamou de “o carro mais bonito até então produzido”. E, baseado no sucesso desse cupê esportivo, a Jaguar Land Rover Classic decidiu restaurar 10 unidades do modelo, preservando o máximo da originalidade e seguindo os rigorosos padrões de qualidade e segurança da marca inglesa. E se você tem interesse em ter um exemplar em sua garagem, pode preparar o bolso, pois o E-Type Reborn deve custar algo em torno de R$ 1,1 milhão.


Os exemplares do Jaguar E-Type Série 1 estão sendo integralmente restaurados em uma instalação construída em Coventry, no Reino Unido. A primeira unidade a ter o processo de reconstrução concluído é um E-Type Opalescent Gunmetal cinza, 4.2 coupé, que foi exportado para a Califórnia, nos EUA, em 1965. O hodômetro no painel do esportivo registrava 78 mil milhas, ou algo em torno de 125 mil quilômetros rodados, mas ele estava parado desde 1983. O automóvel mantinha os números originais de carroceria, motor e câmbio, componentes que foram meticulosamente restaurados pela Jaguar Land Rover Classic.

A equipe de experts em restauração faz o possível para manter a originalidade do modelo, seguindo as especificações técnicas estabelecidas pela fábrica na década de 1960, sendo que para isso eles têm acesso exclusivo aos registros e desenhos feitos pelo Jaguar Heritage Trust. O trabalho consiste em recuperar peças e reforçar painéis da carroceria com o tipo correto de soldagem da época. Somente os itens de segurança que estão em situação crítica são substituídos. Mas se o cliente quiser, pode solicitar que sejam feitas algumas melhorias no esportivo, como, por exemplo, um sistema de arrefecimento mais moderno e eficiente, uma caixa de marchas totalmente sincronizada e freios com pinças do modelo Série 2.

As laterais com formas arredondadas e a traseira alta e afilada revelam a inspiração em aviões a jato - Jaguar/Divulgação As laterais com formas arredondadas e a traseira alta e afilada revelam a inspiração em aviões a jato

A primeira unidade do Jaguar R-Type Reborn faz sua estreia mundial no Techno Classica Essen Show, um dos maiores eventos de antigomobilismo do mundo, na Alemanha, que vai de hoje a domingo. Os outros nove exemplares já estão em processo de restauração e serão colocados à venda na nova instalação da Jaguar Land Rover Classic, que é a fonte oficial de carros autênticos, peças genuínas e serviços especializados da marca inglesa. A equipe de restauração é formada por 130 engenheiros altamente qualificados, formados dentro das unidades da Jaguar Land Rover.

Acabamento em couro vermelho e volante com aro de madeira e três raios dão toque de sofisticação e esportividade ao modelo  - Jaguar/Divulgação Acabamento em couro vermelho e volante com aro de madeira e três raios dão toque de sofisticação e esportividade ao modelo

REFERÊNCIA A história do icônico Jaguar E-Type para o público começou oficialmente em 1961, quando ele foi lançado no Salão do Automóvel de Genebra, na Suíça. Suas belas e aerodinâmicas linhas decretaram o sucesso imediato, mas o modelo oferecia algo mais. Ao atingir a velocidade de 241km/h, tornou-se a nova referência para o automobilismo de alto desempenho da década de 1960. O esportivo alcançou ainda mais notoriedade quando atraiu o interesse de proprietários como Steve McQueen, George Best, Brigitte Bardot e Frank Sinatra. E nas corridas passou pelas mãos dos pilotos Graham Hill, Jackie Stewart, Roy Salvadori e Briggs Cunningham. Ou seja, trata-se de um esportivo que fez história e tem atributos para ser mantido na seleta galeria dos ícones da indústria automobilística.

O motor seis cilindros em linha, com potência máxima de 265cv, leva o bólido aos 241km/h - Jaguar/Divulgação O motor seis cilindros em linha, com potência máxima de 265cv, leva o bólido aos 241km/h

FICHA TÉCNICA DO JAGUAR E-TYPE REBORN

PRODUÇÃO ORIGINAL: De 1961 a 1968 (Série 1)
MOTOR: 3.781cm³ ou 4.235cm³, seis cilindros em linha, a gasolina, potência máxima de 265cv
TRANSMISSÃO: Tração traseira, câmbio manual de quatro velocidades
FREIOS: Discos servo-assistidos dianteiros e traseiros
VELOCIDADE MÁXIMA: 241km/h
ACELERAÇÃO DE 0 A 100km/h: 7 segundos

Tags: jaguar restaura e-type série 1 enio greco vrum

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
29 de abril de 2017
18 de abril de 2017

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação