SEGURANÇA

O hatch compacto Chevrolet Onix tira nota zero no teste de impacto lateral feito pelo Latin NCap

O carro mais vendido no Brasil, o Chevrolet Onix, foi reavaliado pelo Latin NCap e reprovado no teste de colisão lateral, que comprovou risco de lesões graves nos ocupantes do veículo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 12/05/2017 10:43 Enio Greco /Estado de Minas


Latin NCap/Divulgação
 

Quem diria! O carro mais vendido do Brasil, o Chevrolet Onix, tirou nota zero no teste de colisão lateral realizado pelo Latin NCap, entidade independente que avalia a segurança de veículos. O hatch foi reprovado na proteção para ocupantes adultos dos bancos dianteiros, que correm risco de impacto no peito em caso de batida. Questionada sobre o fato, a General Motors alegou que o modelo está de acordo com as normas do país. Só não está de acordo com as necessidades de segurança dos consumidores.

 


Conforme informações divulgadas pelo Latin NCap, “o Chevrolet Onix mostrou desempenho pobre, já que o teste de impacto lateral evidenciou uma compressão alta no peito do passageiro adulto, divulgando uma alta penetração na estrutura. O Onix não contava com dispositivos de absorção de energia em sua estrutura para impacto lateral, apenas barras nas portas. Considerando esses resultados de testes, o Onix não passaria os requerimentos básicos da regulação para impacto lateral das Nações Unidas (UN95)".

 

O teste de colisão lateral não é obrigatório para a homologação de veículos vendidos no Brasil, o que coloca em risco as vidas dos consumidores no país. O Onix, líder de vendas por aqui, produzido em Gravataí (RS), conquistou três estrelas (de cinco possíveis) na proteção para crianças. Em 2014, o modelo já havia sido avaliado pela entidade e conquistou três estrelas na proteção para adultos. Mas o Latin NCap alterou seu padrão de avaliação, incluindo a colisão lateral, o que revelou a fragilidade do modelo. Peugeot 208 e Fiat Palio também apresentaram desempenho ruim no teste de colisão lateral e tiveram as notas rebaixadas.

Edésio Ferreira/EM/D.A Press
 

RESPOSTA A General Motors divulgou nota com a seguinte justificativa: “A Chevrolet cumpre integralmente com todos os requisitos locais de segurança dos mercados onde o modelo é vendido na América do Sul. A GM compartilha o objetivo de melhorar a segurança rodoviária em todo o mundo e busca a melhoria contínua da segurança dos veículos à medida em que novas tecnologias se tornem disponíveis.

 

A GM coloca o cliente no centro de tudo e anunciou em 2015 um investimento de bilhões de dólares para o desenvolvimento de uma família de veículos totalmente nova, respondendo à rápida mudança da demanda de clientes na América Latina e em outros mercados globais em crescimento. A GM está sempre procurando formas melhores e mais inovadoras de atender às necessidades em constante evolução dos clientes globais e melhorar o desempenho em segurança. Por essa razão, lançamos recentemente o OnStar em todos os principais países da América do Sul. O OnStar oferece serviços únicos de emergência que ajudam a fornecer uma resposta rápida e salvam vidas em acidentes de carro.O Onix é o único veículo da sua categoria a oferecer este tipo de tecnologia.

 

Combinado com airbags duplos e freios ABS com distribuição eletrônica de força de frenagem, acreditamos que o Onix é um dos veículos mais seguros em seu segmento, que é apenas uma das razões de ser o veículo mais vendido na América do Sul", concluiu a montadora. Vale lembrar que airbags duplos frontais e freios ABS são obrigatórios em todos os carros novos no Brasil desde 2014.

 

Tags: lateral impacto ncap latin teste crash onix chevrolet motors general

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
23 de maio de 2017
17 de maio de 2017

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação