Direto do Salão de São Paulo - Com o foco nas versões

Mostra paulista de 2006 comemora 50 anos da indústria brasileira, mas novidades nacionais são poucas. Fabricantes apostam mais em variações de modelos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 17/10/2006 23:51 Rafael Bozzolla /Estado de Minas
Renault Mégane Grand Tour - Renault Mégane Grand Tour
Mesmo com toda a instabilidade potencial em um ano de eleições gerais, a indústria automobilística vai muito bem, obrigado. As marcas com fábricas no Brasil devem fechar o ano com número recorde de unidades vendidas. Nem os importadores têm muito do que se queixar, pois o dólar em baixa deixa os modelos estrangeiros menos caros e o ritmo de crescimento é ainda maior. Mesmo em um cenário favorável, a 24ª edição do Salão Internacional do Automóvel de São Paulo apresenta poucos modelos novos produzidos no Brasil. As novidades se resumem a novas versões de acabamento ou de motores de modelos já conhecidos. Já os importadores, oficiais ou independentes, apostam na continuidade do bom momento e trazem vários modelos novos.

Alfa Romeo
Sua presença em São Paulo reflete as modestas ambições. Escondidos em um canto do espaço reservado à Fiat estavam o belo sedã 159 e a versão reestilizada do hatch médio 147.

Audi
Além do recém-lançado SUV Q7, fizeram suas estréias o novo TT, cupê esportivo de linhas arredondadas e motor V6 3.2 FSi (de 250cv), e o potente e luxuoso sedã S8, equipado com propulsor V10 de 450cv.

BMW
Honrando a tradição esportiva, a montadora tem como destaques dois cupês: o recém-lancado 325i e o Z4 M. O compacto esportivo tem motor seis cilindros de 330cv, que garante 0 a 100km/h em apenas 4,9s e máxima (limitada eletronicamente) de 250km/h.

Chevrolet
Principal novidade é a volta do Tracker, aposta da montadora no segmento dos utilitários-esportivos compactos. O carro tem motor 2.0, tração integral e começa a ser vendido em novembro, por R$ 58.990. O Prisma continua em destaque. A GM também trouxe o HHR, que tem linhas retrô, para testar a reação do público.

China
A presenca chinesa foi mais modesta do que se esperava. A Cherry não deu as caras e apenas a desconhecida Chana montou um pequeno estande, onde apresentou sua linha de utilitários com motor 1.0.
Ford Mustang Shelby GT 500 - Fotos: Rafael Bozzolla/EM Ford Mustang Shelby GT 500

Chrysler
As marcas americanas do grupo DaimlerChrysler apostam em importados esportivos, como o 300C SRT8, com motor V8 de 431cv, e o Jeep Grand Cherokee, também na versão SRT8. Entre os utilitários, apresenta a picape Dodge Ram Tunning e o novo Jeep Wrangler, que foi umas das estrelas do Salão de Detroit, em janeiro.

Citroën
Animada pelo crescimento de 30% que projeta para 2006, a montadora francesa anuncia a chegada do Xsara Picasso com motor 1.6 Flex por R$ 52,5mil. Entre os importados, as novidades são o luxuoso C6 e o C4 Picasso, monovulme com capacidade para sete ocupantes que vai conviver com o Xsara. O modelo chega ao mercado em março do ano que vem, por cerca de R$ 90mil.

Ferrari
A estrela é a F599 GTB Fiorano, com motor de 620cv. Houve até uma inesperada aparição da Lamborghini, por meio do importador, que afirma já ter vendido  quatro unidades do Gallardo.

Fiat
A fábrica de Betim apresenta modelos recém-lançados, como o Idea Adventure, e poucas novidades. Mostra apenas uma série especial do Stilo (chamada de SP, em homenagem à cidade de São Paulo) e o importado Croma, que ainda não tem sua venda garantida no Brasil.

Ford
A Ford mostra pouca coisa, mas promete mais novidades para 2007. A principal atração é um protótipo do EcoSport com câmbio automático. Entre os importados, o Mustang Shelby Cobra GT500 (que não vem para o Brasil) e o crossover Edge, que está em São Paulo para testar a reação do público.

Honda
Principal atração da Honda não é um carro, mas sim um boneco: o Asimo, o robô humanóide mais avançado do mundo, de acordo com o fabricante. As novidades são: versões flex do Civic e do Fit, que chegam, respectivamente, em novembro e dezembro, além do Civic Si, que, com 192cv, será o carro mais potente feito no Brasil quando chegar ao mercado, em fevereiro.

(*) Jornalista viajou a convite da Anfavea
Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
25 de outubro de 2012

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação