Lamborghinis apreendidos pela PF podem ir a leilão

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 27/10/2006 14:49 Portal Vrum
Murcielago foi um dos modelos apreendidos - Fotos: Lamborghini/Divulgação Murcielago foi um dos modelos apreendidos
(FolhaNews)

O destino mais provável dos seis Lamborghinis apreendidos ontem pela Polícia Federal é o leilão da Receita Federal realizado com mercadorias apreendidas por irregularidades. Nesse caso, os carros estão avaliados em R$ 1,3 milhão cada um e os impostos sonegados chegam a R$ 1,1 milhão.

Para o delegado da PF Gilberto Pinheiro é pouco provável que a empresa acusada de importar irregularmente consiga liberar os carros para comercialização no Brasil. Segundo ele, cinco dos seis carros aprendidos no Salão do Automóvel de São Paulo entraram no Brasil em janeiro deste ano por meio dos portos de Manaus (AM), Paranaguá (PR) e Santos (SP).

Na documentação, a TAG Importadora teria alegado testes de emissão de poluentes e os carros foram importados na modalidade chamada "admissão temporária". O prazo para devolver os modelos para a origem é de 90 dias, prorrogáveis por mais 90. Se não for, os impostos devem recolhidos.

O Ministério Público Federal, no entanto, investigou e concluiu que os Lamborghinis, na verdade, entraram para comercialização pela Auto Europa e o argumento usado seria uma forma de evitar o pagamento dos impostos. A Justiça, em junho, deu ordem de apreensão dos veículos e prisão do dono da TAG Importadora.

Os advogados da empresa acabaram conseguindo suspender a apreensão e a prisão do responsável e a empresa passou a ser o que a Justiça chama de fiel depositária. Ou seja, a empresa fica responsável pela guarda do carro, mas não pode usar, expor ou vender.
Gallardo por ir a leilão - Gallardo por ir a leilão

Segundo a PF, a TAG Importadora e a Auto Europa tentaram, na Justiça, liberação para expor os carros no Salão do Automóvel, mas o pedido foi negado. "A exposição foi um flagrante desacato à ordem judicial e a Justiça concedeu o mandado de apreensão", disse Pinheiro.

Importação

Os valores declarados dos Lamborghinis serão investigados e que, em importações irregulares, sempre há suspeita de o valor declarado estar abaixo do valor real. Segundo Pinheiro, a modalidade "admissão temporária" na importação de veículos "virou febre" entre as empresas de São Paulo, que tentam sonegar os impostos na importação. O delegado afirmou que outros quatro processos estão abertos investigando empresas importadoras que estariam irregulares.

As empresa vão responder por sonegação fiscal, contrabando, corrupção ativa e fraude. A polícia informou ainda que vai investigar suposta participação de funcionários públicos nas irregularidades.

Leia mais sobre o caso da apreensão dos Lamborghinis no Veja Também, no canto superior direito desta página.
Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
25 de outubro de 2012

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação