Salão de Nova York - Sob as luzes da grande maçã

Mostra norte-americana vem ganhando importância e, embora ainda não tenha o porte do Salão de Detroit, em janeiro, sempre reserva lançamentos e conceitos de destaque

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 10/04/2007 22:57 Caderno de Veículos /Estado de Minas
C16 conversível, como novo interior e grade do radiador agressiva - General Motors/Divulgação C16 conversível, como novo interior e grade do radiador agressiva
Ao contrário da maioria das grandes cidades dos Estados Unidos, Nova York é uma cidade pouco adequada para se ter um carro: encontrar estacionamento é como ganhar na loteria, os táxis rodam furiosamente como donos da rua e o sistema de transporte público é eficiente, com mais de 300 quilômetros de linhas de metrô. Como resultado, menos da metade das famílias da cidade têm veículo próprio, um índice que cai a menos de 25% entre os habitantes da Ilha de Manhattan.

CLIQUE AQUI E VEJA MAIS FOTOS DO SALÃO DE NOVA YORK!


Mesmo assim, não é surpresa que a Big Apple, como é chamada a capital mundial das finanças e mídia, seja palco de um importante salão do automóvel. Aberto ao público até domingo, não tem a importância ou tamanho do Salão de Detroit, mas, mesmo assim, os donos da casa e os asiáticos prepararam algumas boas surpresas. Os norte-americanos apostam as fichas em conceitos e versões modificadas. Mas novos modelos, que vão chegar às revendas, ficam mesmo por conta dos japoneses.

Callaway
A preparadora norte- americana, especializada em modificar Corvette, estréia o C16 conversível. No processo de transformação, o esportivo ganha novo interior personalizado e algumas mudanças no estilo (como grade do radiador mais agressiva). Mas o principal item do modelo, no entanto, é o motor V8 6.0, que ganha um supercharger. Com isso, a potência pula de 405 cv para, nada menos, do que 615 cv. A aceleração de 0 a 100 km/h é feita em apenas 3,5 segundos, e a velocidade máxima chega aos 325 km/h.

Chrysler
A principal atração da marca americana é a versão sem capota da nova geração do médio-grande Sebring. O objetivo é manter a posição de conversível mais vendido dos Estados Unidos, que havia sido conquistada por seu antecessor. As principais novidades são a capota metálica em aço e o motor 2.4 flex. Também há opções de motores V6 a gasolina: 2.7 e 3.5. O estande do grupo DaimlerChrysler exibe a terceira geração do Jeep Cherokee Sport, que passou por pequenas mudanças de estilo e mecânica. Destaque para o grande teto solar de lona.
Terceira geração do Imprenza, com motor de quatro cilindros, tipo boxer - Stan Honda/AFP Terceira geração do Imprenza, com motor de quatro cilindros, tipo boxer

Hyundai
Assim como fizeram os japoneses há 10 anos, os coreanos também querem conquistar o mercado de veículos de luxo dos EUA. O Gênesis é um conceito que indica como será o sedã de alta gama, da marca, a ser lançado em 2008. O carro tem tração traseira e motor V8. O objetivo da Hyundai é que o modelo de produção possa custar menos de US$ 30 mil.

Infiniti
A marca de luxo da Nissan (só vendida na América do Norte) mostra o novo G37 cupê, que usa a mesma plataforma do esportivo 350Z. O nome faz referência ao motor V6 3.7, que produz 330 cv de potência. O câmbio pode ser automático, de cinco marchas, ou manual, de seis. Além do novo motor, o carro também ficou mais comprido, mais largo e mais baixo, o que dá uma aparência mais agressiva ao modelo. O cupê chega às revendas em agosto, já como modelo 2008.

A marca também apresenta um conceito em Nova York: o EX Concept é um utilitário-esportivo com estilo inspirado em um cupê, nos moldes do Volkswagen Concept A. A esportividade fica por conta das rodas aro 19, com pneus de perfil baixo, teto em vidro, tampa traseira inclinada e escapamento duplo. Uma versão de produção deve chegar ao mercado em até dois anos.

Mercedes
A montadora alemã reservou para o salão nova-iorquino a apresentação oficial da série especial CLK 63 AMG Black Series, comemorativa dos 40 anos da divisão AMG, que cuida da preparação das versões mais apimentadas da Mercedes. O carro é, na verdade, uma versão homologada para as ruas do carro-madrinha da Fórmula 1. Entre os elementos que distinguem a versão, estão pára-lamas em fibra de carbono, entradas de ar maiores e canos de descarga esportivos, além, é claro, do motor V8 6.3, de 500 cv de potência.

Subaru
A terceira geração do médio Impreza estréia em Nova York, de olho no mercado americano. A marca fez fama, graças aos bons resultados em provas de rali. Serão exibidas versões sedã e hatch cinco portas, ambas com tração integral e motor 2.5, com quatro cilindros opostos, tipo boxer.

Outra atração da montadora japonesa é o novo Tribeca, utilitário-esportivo cujo nome faz homenagem ao sofisticado bairro de Nova York, sede de instituições financeiras e galerias de arte. Além do estilo, o motor boxer de seis cilindros também é novo. Mudou ainda o propulsor, agora um 3.6, que também é novo, e substitui o antigo 3.0.
Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
25 de outubro de 2012

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação