40º Salão de Tóquio - Meio ambiente em alta

Seguindo tradição do salão japonês, carros-conceitos dominam a cena, mas se destacam apenas pelas linhas ousadas, apresentando soluções já conhecidas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 27/10/2007 10:15 Emilio Camanzi /Vrum/TV Alterosa
Toyota iReal e Suzuki Pixy - Toru Yamanata/AFP e Kim Kyng-Hoon/Reuters Toyota iReal e Suzuki Pixy
O destaque fica com a Volkswagen, que apresenta a segunda versão do conceito up!, a Space up!, um compacto que tem motor traseiro, inspirado no velho Fusca, e servirá como base para a concepção de uma família de modelos pequenos para países em desenvolvimento, como o Brasil. Apresentado pela primeira vez em Frankfurt, agora foi a vez da versão perua, que tem a flexibilidade e versatilidade do espaço interno como as principais atrações.

Do mesmo grupo veio a ousadia da Audi, com o "metroproject quattro", estudo de um híbrido compacto de três portas e quatro lugares, inspirado no TT. Tem motor 1.4 litro, com injeção direta, que movimenta as rodas dianteiras, enquanto as traseiras são movidas por um motor elétrico de 41 cv de potência, que ajuda nas acelerações ou pode funcionar sozinho na cidade. Mas, para manter a tradição da marca, acelera de 0 a 100 km/h em apenas 7,8 segundos e pode chegar aos 201 km/h. Segundo a montadora, o "metroproject quattro" pode fazer 20 km/l e emitir apenas 112 g/km de CO2.

Coincidência ou não, três montadoras apresentam conceitos de carros individuais. O Suzuki Pixy, o Nissan Pivo 2 e o Toyota iReal são propostas pouco poluentes, para percorrer distâncias menores em trajetos urbanos. O Pixy pode ser encaixado dentro de um veículo maior, o SSC, quando há necessidade de deslocamentos mais longos. Já o Pivo pode girar 360 graus para facilitar manobras. O iReal é o menor dos três, pouco mais do que uma cadeira motorizada.

Mesmo no conceito de sonho dos donos da casa, a preocupação com o meio ambiente está presente, a maioria movida por propulsores híbridos (gasolina/eletricidade). É o caso do esportivo Honda CR-Z, do Toyota 1/X, que, mesmo transportando quatro passageiros, pesa apenas 420 kg, ou do estranho Hi-CT, também da Toyota, cujo compartimento de bagagens também pode ser usado para transportar mais dois passageiros em assentos removíveis. Já o Subaru G4E usa apenas propulsão elétrica e a bateria pode ter 80% de sua capacidade recarregada em 15 minutos, na tomada de casa.
Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
25 de outubro de 2012

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação